Comerciante é baleado em assalto e jovem é encontrado morto na violenta Pedra Branca



30 DE NOVEMBRO, QUINTA-FEIRA
A Polícia Militar de Pedra Branca foi acionada por volta das 6hs desta quarta-feira (29), para atender mais uma ocorrência, um achado de cadáver no sítio Jericó, zona rural do município. A vítima estava caída ao solo, no matagal, encostada em uma cerca de arame.
Com a chegada da polícia, o mesmo foi reconhecido como Antônio Franciel da Silva Lopes, 23 anos, residente no bairro Bulgari, em Pedra Branca.
A Polícia Civil de Pedra Branca investiga se o caso tem ligação com a tentativa de assalto, ocorrido na mesma localidade na noite desta terça (28), deixando um comerciante ferido à bala.
Outro caso ocorreu uma tentativa de roubo, seguida de lesão corporal à bala, no Sítio Jericó. O comerciante Antônio Aurenilson Andrade Silva, 43, foi abordado por dois indivíduos, momento em que o comerciante reagiu correndo para dentro de seu bar. Os bandidos atiraram, atingindo-o na perna direita, sofrendo fratura exposta, sofrendo também agressões com pancadas.
Um dos acusados teria sido reconhecido por populares, como sendo um indivíduo residente no Sítio Catolé.
Revista Central

Absurdo: Prefeita de Boa Viagem reduz pela metade salário de professores, mas TJCE revoga decreto 285 0



O Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) derrotou mais uma vez e negou recurso a Prefeitura de Boa Viagem, mantendo o veredito referente à suspensão da decisão de 1ª instância, que anulou ato da prefeita Aline Vieira, que havia revogado os atos de ampliação de 156 professores da rede municipal, sem abrir sequer um processo administrativo e dar o direito ao contraditório e à ampla defesa por parte dos docentes prejudicados, que tiveram seus salários reduzidos pela metade. 
A prefeita anulou os atos de ampliação definitiva de carga horária dos professores da cidade. Aline Vieira vem enfrentando desafios, deixando os servidores revoltados com a sua gestão.
O despacho foi assinado pelo desembargador Paulo Francisco Banhos Ponte. A ação foi movida pelo advogado e vice-presidente estadual do Sindicato APEOC, Reginaldo Pinheiro, e pelo assessor jurídico, Ítalo Bezerra.
Com a situação, o Sindicato APEOC entrou com uma ação liminar na 1ª Vara da Justiça de Boa Viagem pedindo a suspensão da decisão da gestora, já que a cidade conta com a Lei Nº 1.282/2016, que autoriza a ampliação definitiva de carga horária para os profissionais da Educação Básica. A entidade foi vitoriosa e a Prefeitura, após perder em primeira instância, entrou com um pedido de recurso no Tribunal de Justiça. A ação foi julgada no último dia 21 de novembro e o Tribunal reconheceu e confirmou a decisão tomada pela 1ª Vara, que anulou a revogação dos atos de ampliação dos professores.
Revista Central

Embaixadora dos EUA na ONU diz que lançamento de míssil da Coreia do Norte deixa mundo próximo da guerra


Imahens divulgadas nesta quarta-feira (29) mostram o lançamento do míssil Hwasong-15 pela Coreia do Norte (Foto: REUTERS/KCNA)

A embaixadora dos Estados Unidos na ONU, Nikki Haley, disse nesta quarta-feira (29) durante reunião do Conselho de Segurança, que o último lançamento do míssil intercontinental feito pela Coreia do Nortedeixou mundo próximo da guerra. E acrescentou que, se houver confronto, a Coreia do Norte vai ser completamente destruída.
"Nós nunca buscamos uma guerra com a Coreia do Norte, e até hoje não buscamos. Se a guerra vier, será por causa de seus atos contínuos de agressão como o que testemunhamos ontem", disse Haley na ONU. "Se a guerra vier, não tenha dúvidas de que o regime norte-coreano será totalmente destruído", acrescentou.

Condenado por crimes de guerra morre após tomar veneno dentro de tribunal

O ex-alto responsável das forças croatas da Bósnia morreu em um hospital de Haia depois de ter ingerido veneno na sala de audiência do Tribunal Penal Internacional para a ex-Iugoslávia (TPII) em Haia.
Slobodan Praljak, 72 anos, afirmou que rejeitava a condenação de 20 anos e depois ingeriu ante as câmeras o conteúdo de um frasco que tirou do bolso. Seu advogado de defesa afirmou que se tratava de veneno, e a audiência foi imediatamente suspensa.
O juiz determinou que o copo utilizado pelo réu fosse guardado para análise. Uma fonte da BBC relatou ter ouvido que uma ambulância foi chamada.
Praljak foi um dos seis líderes bósnio-croatas, entre políticos e militares, a responder perante o Tribunal Penal Internacional para a Antiga Iugoslávia, em Haia, segundo a emissora inglesa.

GLOBO MUDA DISCURSO E AGORA SE DIZ VÍTIMA DAS PROPINAS QUE PAGOU