EVANGELHO DO DIA COM PADRE CHICO SILVEIRA > DIA DE SÃO TOMÉ >

03/07/2020 > SEXTA-FEIRA

Sarto se pronuncia sobre preparativos para retomada de atividades presenciais na Assembleia

ACOPIARA > CE . VEREADOR IVO BEZERRA DENUNCIA EM REDE SOCIAL MONTANTE QUE CHEGA AOS COFRES DA TERRA DO LAVRADOR PARA O COMBATE DO COVID-19!!!!

Acopiara precisa saber!!!!!
A prefeitura de Acopiara recebe através de portaria do governo federal de 1 de julho o montante de 2.792.614,00. Dinheiro em Acopiara tem de sobra. O que falta é investir em benefício da população. Nada justifica Acopiara não ter um ventilador mecânico, não ter instalado uma UTI no hospital. A População quer saber como esses milhões estão sendo gastos. Não venham Me dizer que lavar algumas ruas, distribuir máscaras de dois reais, justifica mais de 6 milhões que já vieram para Acopiara.
Nenhuma descrição de foto disponível.
Vereador : Ivo Bezerra

Operação de combate a fake news identifica autores e apreende mais de R$ 1 milhão em Acaraú

No intuito de combater grupos responsáveis pela produção e divulgação de fake news na cidade de Acaraú (a 240km de Fortaleza), a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) realizou uma operação que culminou nas apreensões de mais de R$ 1 milhão em cheques e notas promissórias no interior do Estado. A ação foi coordenada pela Delegacia Regional de Acaraú.
As investigações iniciaram após a Polícia Civil receber uma denúncia acerca de um perfil em rede social, que era responsável por publicações e disseminação de fake news de natureza política no município. Após os primeiros levantamentos, a Delegacia Regional da cidade direcionou suas ações a fim de rastrear os endereços de IP (Internet Protocol address) das pessoas que acessavam a conta.
Com base nessas informações, a Polícia Civil representou pelo mandado de busca e apreensão. Inicialmente, os policiais civis chegaram a dois alvos específicos na cidade de Acaraú. Na casa de um deles, as equipes encontraram um vasto material, como cheques e notas promissórias que totalizavam mais de R$ 1 milhão, além de R$ 5 mil em espécie.
Em depoimento, esse mesmo envolvido, um homem de 18 anos, confessou que realizava as publicações que tinham como foco o ataque a um grupo político da região. Todo o material foi recolhido e os policiais civis investigam a origem do material e se há ligação com algum esquema por trás das publicações em rede social. Com o avanço das diligências, a autoridade policial analisará se eles serão autuados por outros crimes, fora calúnia.
O delegado titular da Delegacia Regional de Acaraú, Alailton Andrade, reforça que a Polícia Civil acompanha a divulgação desse tipo de material no mundo virtual. “A Polícia Civil continuará trabalhando e investigando a divulgação de fake news na cidade. Nós rastrearemos toda a rede de informações e as pessoas que compartilham e ajudam nesse tipo de crime. Então tenham cautela com o que vocês compartilham, porque nós estamos atentos a isso”, ressalta o delegado.
A Notícia do Ceará

Brasil atinge platô nas mortes por Covid-19, diz Ministério da Saúde

Em entrevista coletiva no Palácio do Planalto, nesta quarta-feira (1º), o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Arnaldo de Medeiros, declarou que o Brasil vive um platô na curva de mortes em função da covid-19, termo utilizado pelas autoridades de saúde quando há uma estabilização da evolução dos índices.
“No Brasil embora os números de óbitos sejam elevados, desde a semana epidemiológica 22 que o número de mortes tem se mantido relativamente constante. Aumenta um pouco, diminui um pouco. Embora o número seja elevado, tem que o número de óbitos tem se mantido em um platô”, destacou Medeiros.
Quando consideradas as semanas epidemiológicas, desde a 22ª, a média semanal vem oscilando. Na 22ª foi de 6.821, na 23ª de 7.096, na 24ª de 6.790, na 25ª de 7.256 e na última, 26ª, baixou para 7.094.
Curva de contágio de covid-19
Já a curva do número de casos segue subindo. Na 22ª semana epidemiológica, o Brasil atingiu o topo do ranking em média semanal de casos (151.042), ultrapassando os Estados Unidos. A média semanal de pessoas infectadas no Brasil aumentou para 174.406 na 23ª semana, para 177.668 na 24ª para 217.065 na 25ª e para 246.088 nesta última, a 26ª.
Os Estados Unidos, que iniciaram uma curva descendente em relação aos números de casos, voltaram a vivenciar um crescimento a partir da 24ª semana e nesta última ultrapassou levemente o Brasil na média semanal, com 248.876.
Comparação internacional
Conforme o boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, na comparação absoluta, o Brasil é o 2º em número de mortes e de casos, atrás apenas dos Estados Unidos (com 2,6 milhões de pessoas infectadas e 127,4 mil mortes). Quando considerada a comparação proporcional à população, o Brasil cai a 12ª posição no número de óbitos para 11º no número de pessoas contaminados.
Fonte: Agência Brasil

Empresas cearenses são alvo de operação nacional contra fraudes em licitações

Duas empresas sediadas no município de Eusébio, na Grande Fortaleza, são alvo de uma operação nacional que investiga fraudes em licitações de locação de equipamentos médicos do Estado de Mato Grosso do Sul. Foram cumpridos, nesta quinta-feira (2), 4 mandados de buscas e apreensão em duas empresas e nas residências de dois empresários, na mesma cidade, por meio Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), do Ministério Público do Ceará. Os alvos não foram identificados.
A 'Operação Redime', deflagrada pelo Ministério Público do Mato Grosso do Sul, investiga empresas sediadas no Ceará, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Paraná e Piauí.
Foram expedidas 19 ordens de busca e apreensão, com alvos nos 5 estados. Os agentes apreenderam computadores, notebook, celulares, agendas, comprovantes de movimentações bancárias, registros contábeis e outros documentos.
A operação investiga um suposto esquema criminoso de fraude a licitações de equipamentos médico-hospitalares em Mato Grosso do Sul. Conforme o Ministério Público, os contratos foram firmados em 2015 e ultrapassam o valor de R$ 120 milhões, pagos pelo Governo do MS.
Além de fraude em licitações, são investigados os crimes de corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro.
Os mandados foram cumpridos por 70 policiais militares, 17 promotores de justiça e 15 servidores do Ministério Público. A investigação tramita na 31° Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público de Campo Grande.
Fonte: Diário do Nordeste

Prazo para se cadastrar e pedir o Auxílio Emergencial de R$ 600 termina hoje



Para quem ainda não se cadastrou a fim de receber o auxílio emergencial de R$ 600, o prazo termina nesta quinta-feira (2), às 23h59, informou a Caixa Econômica Federal. O auxílio emergencial é um benefício financeiro destinado a trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos, desempregados e pessoas de baixa renda e tem por objetivo fornecer proteção emergencial no período de enfrentamento à crise causada pela pandemia do novo coronavírus.
Inicialmente proposto para vigorar por três meses, com o pagamento de três parcelas de R$ 600, o benefício foi prorrogado por mais dois meses, com o pagamento de mais duas parcelas. Pelas regras, até duas pessoas da mesma família podem receber o auxílio. Para as famílias em que a mulher seja a única responsável pelas despesas da casa, o valor pago mensalmente é de R$ 1.200.
Quem pode se cadastrar?
A Lei 13.982/2020, que instituiu o auxílio emergencial, foi aprovada pelo Congresso Nacional em abril e definiu os critérios para ser incluído no programa. Para ter acesso ao benefício, a pessoa deve cumprir, ao mesmo tempo, os seguintes requisitos:
- Ser maior de 18 anos de idade ou ser mãe adolescente
- Não ter emprego formal
- Não ser agente público, inclusive temporário, nem exercer mandato eletivo
- Não receber benefício previdenciário ou assistencial, seguro-desemprego ou de outro programa de transferência de renda federal que não seja o Bolsa Família
- Ter renda familiar mensal per capita (por pessoa) de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.135,00)
- Não ter recebido rendimentos tributáveis, no ano de 2018, acima de R$ 28.559,70
- Estar desempregado ou exercer atividades na condição de microempreendedor individual (MEI), ser contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social (RGPS) ou trabalhador informal inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).
Como se cadastrar
Quem estava no Cadastro Único até o dia 20 de março e que atende às regras do programa, recebe os pagamentos sem precisar se cadastrar no site da Caixa. Quem tem o Bolsa Família pode receber o auxílio emergencial, desde que ele seja mais vantajoso. Nesse período, o Bolsa Família de quem recebe o auxílio fica suspenso.
As pessoas que não estão inscritas no Bolsa Família nem no CadÚnico e preenchem os requisitos do programa podem se cadastrar no site auxilio.caixa.gov.br ou pelo APP CAIXA | Auxílio Emergencial, disponível nas lojas de aplicativos. Depois de fazer o cadastro, a pessoa pode acompanhar se vai receber o auxílio emergencial, consultando no próprio site ou aplicativo.
O Ministério da Cidadania informou, na semana passada, que já recebeu mais de 124 milhões de solicitações do auxílio emergencial, sendo que cerca de 65 milhões foram considerados elegíveis e 41,59 milhões foram apontados como inelegíveis, por não atenderem aos critérios do programa. Existem ainda quase 17 milhões de inscrições classificadas de inconclusivas - quando faltam informações para o processamento integral do pedido. Quem estiver nessa situação deve refazer o cadastro por meio do site ou aplicativo do programa.
Mais informações sobre o auxílio emergencial também podem ser obtidas na página do Ministério da Cidadania na internet.
Fonte: Agência Brasil

Confira o novo calendário eleitoral 2020



A Emenda Constitucional do adiamento das eleições municipais 2020 (PEC nº 18/2020), aprovada em dois turnos no Senado e na Câmara, terá como consequência a alteração de datas no calendário eleitoral. A promulgação da Emenda está marcada para esta quinta-feira, 02 de junho, às 10h, em sessão do Congresso Nacional. 
Veja a seguir, como ficam algumas datas do novo calendário eleitoral:
11/8/2020 – Data a partir da qual é vedada a transmissão de programa apresentado ou comentado por pré-candidato.
15/8/2020 – Prazo de 3 meses para desincompatibilização de servidores públicos, estatutários ou não (Os demais prazos de desincompatibilização não foram alterados pela PEC).
31/8/2020 a 16/9/2020 – Período de realização das convenções partidárias.
26/9/2020 – Data final para o registro dos candidatos.
27/9/2020 a 12/11/2020 – Período em que é permitida a propaganda eleitoral.
09/10/2020 – Início da propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão relativa ao primeiro turno.
27/10/2020 – Data da prestação de.contas parcial.
15/11/2020 – Data de realização do 1º turno de votação.
29/11/2020 – Data de realização do 2º turno de votação (municípios acima de 200.000 eleitores, onde não houver maioria absoluta no 1º turno).
15/12/2020 – Prazo final para a prestação de contas da campanha.
18/12/2020 – Prazo final para a diplomação dos candidatos eleitos.
01/1/2021 – Posse de prefeitos e vereadores eleitos.
12/2/2021 – Data final para a publicação do julgamento das contas dos candidatos.

Auditores do Tribunal de Contas da União (TCU) identificaram 17 mil mortos entre as pessoas beneficiadas com o Auxílio Emergencial pago pelo Governo Federal. Os ministros do TCU vão encaminhar os dados à Controladoria Geral da União. Os fraudadores usaram dados de pessoas falecidas que ainda constavam cadastros. O golpe aplicado rendeu à quadrilha cerca de R$ 10 milhões, aproximadamente. A Polícia Federal vai investigar.

O Ministério da Cidadania informa que 395 Municípios ainda não realizaram o aceite ao recurso da Portaria 369/2020 e, portanto, podem perder apoio financeiro para ações de enfrentamento à Covid-19. Se esse número se confirmar, deixarão de ser repassados, por meio do Sistema Único de Assistência Social (Suas), aproximadamente R$ 15 milhões.
A Confederação Nacional de Municípios (CNM) tem unido esforços com a pasta para que a totalidade do montante seja aplicada na aquisição de equipamento de proteção individual (EPI), aquisição de alimentos para idosos e pessoas com deficiência, bem como para ações socioassistenciais como acolhimento. Os valores podem ser destinados ainda ao pagamento da folha de pessoal que atua no âmbito do Suas, ao custeio da aquisição de EPIs para população em situação de rua e ao pagamento de aluguel temporário - desde que não caracterize Benefício Eventual.
Para esclarecer questionamentos e orientar os gestores, o Ministério da Cidadania elaborou perguntas e respostas e a CNM publicou a Nota Técnica 29/2020. Vale lembrar que o recurso previsto na Portaria 369/2020 é oriundo da Medida Provisória (MP) 953/2020, resultado de articulação entre o governo federal e entidades municipalistas para fomentar ações junto aos Municípios que visem minimizar os impactos da Covid-19. A Portaria 94/2020 prorroga até esta quinta-feira, 2 de julho, a possibilidade do aceite.
Acesse o Termo de Aceite, que deve ser realizado pelo gestor com senha de acesso ao Sistema de Autenticação e Autorização (SAA).

Auxílio emergencial foi pago a 17 mil mortos, descobriu auditoria do TCU

Auditores do Tribunal de Contas da União (TCU) identificaram 17 mil mortos entre as pessoas beneficiadas com o Auxílio Emergencial pago pelo Governo Federal.
Os ministros do TCU vão encaminhar os dados à Controladoria Geral da União. 
Os fraudadores usaram dados de pessoas falecidas que ainda constavam cadastros. O golpe aplicado rendeu à quadrilha cerca de R$ 10 milhões, aproximadamente. A Polícia Federal vai investigar.

Tá sentado? Este é o preço do tratamento com remédio aprovado para a COVID-19



Na busca por medicamentos contra o coronavírus, a farmacêutica norte-americana Gilead Sciences anunciou nesta semana o preço sob o qual será vendido o antiviral remdesivir, remédio que pode ser receitado para o tratamento da COVID-19. No contexto da pandemia, a droga recebeu autorização de uso emergencial para os pacientes contaminados, emitido pela Food and Drug Administration (FDA), desde maio.
O tratamento com o remdesivir custará, apenas considerando os medicamentos, US$ 3.120 (o que representa mais de R$ 16,5 mil) por paciente, dentro de um hospital privado nos Estados Unidos. Para termos um valor de referência em reais, a quantia ultrapassa o preço de dois iPhones 11 Pro Max com capacidade de 64 GB, se convertida sem impostos aqui no Brasil. Segundo o site oficial da Apple, o modelo nessas especificações custa R$ 7.599 por aqui.
A maioria dos pacientes tratados com remdesivir deve utilizar seis frascos do medicamento em cinco dias, totalizando os US$ 3.120. Já o tratamento mais longo, com duração de 10 dias, utilizará em média de 11 frascos com o valor de US$ 5.720 (cerca de 30 mil reais) para os pacientes com seguros de saúde privados.
O potencial de retorno financeiro da fórmula é enorme, já que somente nos Estados Unidos são mais de 2,5 milhões de contaminados pelo coronavírus, segundo o mapa da doença da Organização Mundial da Saúde (OMS). Ainda esse mês, em julho, os primeiros medicamentos já devem chegar aos centros de saúde no país e, inclusive, a farmacêutica prevê doações diretas da droga para o governo dos EUA.
Por outro lado...
Nos Estados Unidos, os medicamentos costumam ter dois preços de tabela, sendo que um é destinado para os planos de saúde e o outro para governos, ou seja, esse valor não será o mesmo para todos os tratamentos. Por exemplo, a farmacêutica comenta que venderá o remdesivir por US$ 390 (cerca de dois mil reais) por frasco para governos “de países desenvolvidos” em todo o mundo, enquanto o preço para as companhias de seguros privadas dos EUA será de US$ 520 (cerca de 2,7 mil reais).
Segundo Daniel O’Day, CEO da Gilead Sciences, o preço foi determinado com base nos países desenvolvidos com menor poder de compra. Conforme a entrevista feita pela CNBC, O'Day também explica que esse preço único deve evitar longas negociações com cada país, que podem desacelerar o acesso ao medicamento.
“O remdesivir, nosso tratamento experimental, é o primeiro antiviral a demonstrar melhora do paciente em ensaios clínicos para COVID-19 e não há manual para determinar o preço de um novo medicamento em uma pandemia”, explicou O'Day sobre os preços que podem ser considerados elevados.
Além disso, a empresa também afirma que está firmando acordos com fabricantes de genéricos para fornecer o medicamento a um “custo substancialmente mais baixo” nos países em desenvolvimento, ampliando o acesso ao remdesivir. Isso porque a droga não é encontrada comercialmente e nem está disponível em inúmeros países.
Remdesivir é eficaz contra COVID?
Embora ainda não existam tratamentos para a COVID-19 aprovados integralmente pela FDA, pesquisadores já encontraram algumas evidências de que o remdesivir pode acelerar o tempo de recuperação de pacientes graves. Inclusive, em abril, o Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas dos EUA divulgou resultados de estudo que mostrava a eficácia do antiviral e que os pacientes medicados se recuperavam cerca de quatro dias mais rápido do que aqueles que não usaram.
Anteriormente, o remdesivir já era indicado para impedir que determinados vírus, agora, também o novo coronavírus, façam cópias de si mesmos e, dessa forma, consigam sobrecarregar o sistema imunológico dos pacientes. Inclusive a Coalizão COVID Brasil, formada pelos principais hospitais brasileiros e pela Fiocruz, estão testando o medicamento.

No mundo todo, pelo menos o Reino Unido, o Japão, a Rússia e a Coreia do Sul já recomendam, em algum nível, o uso do remdesivir para o tratamento da COVID-19. Inclusive, a Agência Europeia de Medicamentos (EMA) recomendou, na semana passada, a autorização "condicional" do uso do antiviral em pacientes afetados pelo coronavírus. No comunicado, a EMA informava que esse era o primeiro medicamento contra a COVID-19 formalmente recomendado para os pacientes da União Europeia.
No entanto, o acesso ao medicamento não deve ser amplo, pelo menos não nos próximos meses. Isso porque, nesta segunda-feira, a Gilead informou que a maior parte de sua produção será destinada para o Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA (HHS). Em números, segundo a agência Reuters, o governo norte-americano já adquiriu mais de 500 mil doses, o que representaria toda da produção da fabricante para julho e 90% da capacidade de agosto e setembro.
No Brasil, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) afirmou, no mês de maio, que estava em contato com a farmacêutica para acompanhar a evolução dos estudos.
Mais testes
A própria Gilead Sciences continua a pesquisar a eficácia do remdesivir e quais são so seus melhores usos no tratamento de pacientes da COVID-19. A farmacêutica também anunciou planos para os testes de uma versão em spray da droga em humanos, o que deve facilitar o uso em casos mais graves da doença. Embora o remdesivir seja o primeiro medicamento que demonstrou uma efetividade nos pacientes contaminados pelo novo coronavírus em estudo clínico, outras terapias têm demonstrado sinais de eficácia.
Isso pode, eventualmente, transformar o antiviral em uma droga obsoleta para a COVID-19. Por exemplo: pesquisadores da Universidade de Oxford já divulgaram resultados positivos com o uso de dexametasona, um corticoide barato e amplamente disponível. Afinal, a corrida por medicamentos contra o vírus está longe de terminar.

ACOPIARA > CE > INFORMATIVO ÓPTICA MORAIS > HOJE E AMANHÃ ATENDIMENTO COM OFTALMOLOGISTA


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...