APORTE DO AÇUDE ORÓS

31/03/2020 > TERÇA-FEIRA

Açude Arneiroz II está a menos de 2 metros da sangria; Várzea do Boi passa dos 11 milhões de m³


Os dois maiores açudes públicos da Região dos Inhamuns tiveram aporte hídrico significativo durante o final de semana, segundo informações repassadas pela Cogerh e Dnocs, respectivamente.
Arneiroz II
O reservatório aumentou 71 centímetros nas últimas 48h e o volume passou de 142,425 milhões de m3(75,88%), para 155,270 milhões de m3(82,72%). O aporte foi de 12,845 milhões de m³.
Segundo o gerente regional da Cogerh de Iguatu, Anatarino Torres, faltam 1 metro e 69 centímetros para o reservartório sangrar.
A água já se aproximou da parede do sangradouro do açude.
O volume total do manancial é de 187,7 milhões de m³.
Várzea do Boi
O maior açude de Tauá, com capacidade para 54 milhões de m³, aumentou seu volume para 11 milhões 256 mil 200m³, segundo o gerente local do Dnocs em Tauá, Tontonho Lins. Na última sexta-feira,(27), o reservatório tinha 6 milhões 429 mil m³.
O açude Favelas acumulava na manhã de hoje(30), em torno de 2 milhões de m³. A empresa contratada pelo Dnocs deve concluir a instalação da comporta até o final dessa tarde.
FONTE: Repórter Wilrismar Holanda

Fevereiro e março têm melhor volume de chuvas dos últimos 34 anos no Ceará



A primeira metade da quadra chuvosa no Ceará registra o melhor volume de precipitações dos últimos 34 anos. Foram 461,7 milímetros (mm) de chuvas nos meses de fevereiro e março. O que representa 43,4% acima do esperado para o bimestre. O Estado superou esse número apenas em 1986, quando as chuvas foram 75,8% acima da normal para o período. As águas que caíram sobre o Estado nesse intervalo já somam 76,9% do esperado para o quadrimestre todo, que compreende os meses de fevereiro, março, abril e maio.
As informações foram extraídas ontem, 30, do Calendário de Chuvas da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). Isoladamente, fevereiro e março registraram desvio positivo de 62% e 34,2%, respectivamente.
Conforme Raul Fritz, meteorologista da Funceme, o volume de chuvas superou, inclusive, os anos de 2004 e 2009. "O ano de 2004 começou chovendo muito, foi quando o Castanhão encheu e 2009 foi o último ano, mais recente, que choveu bem acima da média", explica.

Açude Castanhão atinge melhor volume dos últimos quatro anos




As chuvas da primeira metade da quadra chuvosa - que se estende até maio - reanimaram um gigante que há muitos anos estava combalido. Impulsionado pela cheia do Rio Salgado, o Açude Castanhão atingiu ontem (30), 9,83% de seu volume, segundo dados da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh).
Até março deste ano, o maior reservatório cearense já ganhou aporte de 511 milhões de metros cúbicos, o que representa a maior recarga desde 2011, se comparado a igual período. Nos três primeiros meses daquele ano, o Castanhão havia conquistado 875 milhões de m³ de água.
Já em relação ao volume de armazenamento hídrico, o índice atual é o maior desde 2015, quando estava com 22,3%, em igual data. Os números positivos não param por aí. Esta é a primeira vez, em oito anos, que a curva do volume não é decrescente. De 2012 até 2019, o Castanhão acumulou consecutivas perdas, passando de 71,95% para apenas 3,71% em 30 de março de 2019.
Os bons números, segundo Bruno Rebouças, diretor de Operações da Cogerh, podem ser explicados pela boa distribuição das chuvas registradas neste ano no Ceará, diferente do que ocorre historicamente no Estado.
"Nos últimos dois anos, as chuvas ficaram concentradas mais na porção Norte do Estado", justifica Rebouças
As pluviometrias nesta área do Ceará não beneficiam o Castanhão, que fica na Bacia do Médio Jaguaribe.

Sobe para 382 o número de pessoas com coronavírus no Ceará; Beberibe registra 1º caso

Aumentou para 382 o número de casos de coronavírus no Ceará, de acordo com informação repassada pela Secretaria de Saúde. O governador Camilo Santana já havia adiantado o dado durante transmissão ao vivo nas redes sociais, na noite desta segunda-feira (30).
Do total de casos confirmados no Ceará, Fortaleza teve um aumento para 353 infectados. O município de Aquiraz, na Região Metropolitana, também passou por um acréscimo desde o boletim anterior, indo de 7 para 14 casos. A cidade de Beberibe registrou seu primeiro caso da doença. Os outros municípios que contabilizam contaminados pelo vírus são Caucaia (1), Fortim (1), Itaitinga (1), Juazeiro do Norte (1), Maracanaú (1), Maranguape (1), Mauriti (1), Quixadá (2) e Sobral (5).
O número de mortes pelo novo coronavírus no Brasil subiu para 159. Esse foi o maior número de mortes em um dia, segundo dados do Governo Federal. O País registra 4.579 casos confirmados da doença, conforme dados da plataforma do Ministério da Saúde atualizada às 16h50 desta segunda-feira. No balanço do Ministério, o Ceará tem dez casos a menos que o anunciado por Camilo.

O impacto do coronavírus no calendário eleitoral



Com os esforços para o conter o avanço do novo coronavírus, vereadores da Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor) já percebem os impactos nas negociações sobre filiações partidárias. A preocupação é o cumprimento do prazo limite da janela partidária - período que possibilita a mudança de partido para quem deseja reeleição não sofrer sanções por infidelidade -, com data final para o dia 4.
Partido do prefeito Roberto Cláudio, o PDT é um dos que mais deve receber novos membros dentro da CMFor. Contudo, a legenda já sofre os impactos da pandemia nas negociações entre filiados. Segundo o vereador Iraguassú Filho (PDT), a pauta de combate ao coronavírus é um desafio aos candidatos e compromete o objetivo da legenda de disputar a eleição com chapa completa, formada por uma "bancada forte" acima de 13 vereadores.
"Não há nada como uma reunião recebendo um e outro, juntando (presencialmente) os grupos. Estimava-se que várias pessoas viessem para o PDT, agora não sei" questiona. Segundo o vereador, embora o impacto seja mais sentido em partidos de pequeno e médio porte, a falta de diálogo presencial compromete as articulações. O parlamentar reforça, porém, que o PDT está realizando a montagem de estruturas em residências de pessoas filiadas para minimizar os prejuízos na continuidade das atividades.
"Todo mundo é candidato, a gente vê uma preocupação muito grande por parte de todos", declarou o pedetista, que participou, na manhã desta quinta-feira, 26, de reunião remota com 9 dos 11 vereadores da bancada. Entre os presentes no encontro estava o vereador Dr. Eron Moreira, que deixou o Partido Progressista (PP) no dia 12 de março para integrar o PDT.
Vereador da oposição, Julierme Sena (Pros) afirma que atrasos na campanha do pré-candidato a prefeito pelo partido, o deputado federal Capitão Wagner (Pros), refletem no planejamento eleitoral da legenda para o Executivo Municipal. "Essa incerteza deixa os partidos preocupados. Até a campanha para o cargo majoritário deu uma parada, mas a gente precisa retomar isso e infelizmente essas reuniões remotas geram uma dificuldade, porque é diferente de ter discussão presencial" afirma.

Secretaria Municipal de Saúde bate novamente a meta e imuniza mais de 243 mil pessoas em Fortaleza

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) alcançou novamente a meta de cobertura da vacinação contra a gripe (H1N1; H2N3; Influenza B). Somente entre o último sábado (28/03) e esta segunda-feira (30/03), foram vacinadas 103 mil pessoas. Com isso, cerca de 243 mil doses foram aplicadas somando o primeiro e o segundo lote, destinados à população com mais de 60 anos de idade e profissionais da saúde.
A rede de atendimento nessas duas fases funcionou nos 113 postos de saúde, escolas municipais indicadas e pelo Drive Vacina, com pontos de vacinação em regime de drive thru em estacionamentos de shoppings e campus universitário.
A partir desta terça-feira (31/03), a vacinação será realizada apenas em regime domiciliar, imunizando pessoas com mais de 80 anos e os idosos com idade entre 60 a 79 anos que estejam acamados. A vacinação domiciliar pode ser solicitada pelo endereço eletrônico Vacine Já (http://vacineja.sepog.fortaleza.ce.gov.br/).
A vacinação domiciliar é realizada por equipes da Prefeitura, compostas por enfermeiro e técnico de enfermagem, que realizam rotas diárias. A ordem de atendimento é estruturada conforme os endereços cadastrados, em virtude da definição das rotas, que agrupam solicitações por proximidade geográfica, otimizando e agilizando o trabalho.
A previsão da SMS é de que na próxima semana receberá o terceiro lote de vacinas.

TCE Ceará disponibiliza contatos para dúvidas gerais e demandas urgentes

O Tribunal de Contas do Estado do Ceará divulga números de telefones e e-mails para envio de solicitações gerais, a serem atendidas pela Ouvidoria. As mensagens devem ser encaminhadas por meio dos telefones 0800 079 666 e (85) 3212.2222 ou para o e-mail ouvidoria@tce.ce.gov.br.
Já as demandas urgentes devem ser enviadas para a Secretaria de Serviços Processuais, por mensagem via WhatsApp para o número (85) 3218.1176 ou para o e-mail secretariaservicosprocessuais@tce.ce.gov.br. Estes são os canais para dirimir dúvidas sobre ofícios, cautelares do TCE Ceará e outras relacionadas. 
A medida visa dar continuidade às atividades essenciais do Tribunal, a partir da assinatura da Portaria n° 186/2020, pelo presidente do TCE Ceará, conselheiro Valdomiro Távora, no último dia 20 de março. A Portaria segue o Decreto do Governador do Ceará, considerando a necessidade de reduzir as possibilidades de contágio do Coronavírus, causador da COVID-19, e intensificando as medidas para enfrentamento da infecção, bem como as ações de caráter temporário por parte do TCE Ceará, a fim de mitigar os riscos de contrair a nova doença.
Estão mantidos os serviços essenciais e realizados julgamentos por meio das Sessões Virtuais do Plenário e das Câmaras.

Família de alunos da rede pública deverão receber ingredientes da merenda escolar

O Senado aprovou, nesta ontem, segunda-feira (30), em votação virtual, a proposta que permite a distribuição de merendas escolares às famílias de alunos que tiveram suspensas as aulas na rede pública por causa da pandemia do coronavírus.
O texto determina que recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar continuem a ser repassados pelo governo federal a estados e municípios. O objetivo é garantir a compra dos ingredientes da merenda escolar às famílias.
A medida tem caráter excepcional e poderá ser tomada todas as vezes em que as aulas da rede pública forem suspensas em razão de situação de emergência ou de calamidade pública, como é caso do coronavirus.
Como o texto já passou pela Câmara dos Deputados, a matéria segue agora para sanção do presidente Jair Bolsonaro.
Agência Brasil

Líderes do Senado divulgam manifesto pelo isolamento social


Sessão Deliberativa Remota destinada a deliberar sobre o Projeto de Decreto Legislativo (PDL) 88/2020, que reconhece o estado de calamidade pública no Brasil.

Líderes partidários do Senado assinaram nesta segunda-feira (30) um documento em que defendem o isolamento social para diminuir os efeitos da pandemia de coronavírus. Intitulado "Pelo Isolamento Social", parlamentares ressaltam que a experiência de outros países, a inexistência de vacina ou outro tratamento médico comprocado, indicam que a medida mais eficaz para minimizar o efeitos da pandemia é manter as pessoas em suas casas.
“Somente o isolamento social, mantidas as atividades essenciais, poderá promover o 'achatamento da curva' de contágio, possibilitando que a estrutura de saúde possa atender ao maior número possível de enfermos, salvando assim milhões de vida, conforme apontam os estudos sobre o tema”, afirma a nota.
Senadores argumentam que “ao Estado cabe apoiar as pessoas vulneráveis, os empreendedores e segmentos sociais que serão atingidos economicamente pelos efeitos do isolamento”. Entre as lideranças que assinam o documento, está o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra e o líder do governo no Congresso, Eduardo Gomes (MDB-SE).
Segundo o vice-presidente do Senado, Antonio Anastasia (PSD-MG), líderes de todos os partidos assinaram digitalmente o manifesto. O congressista tem substituído o presidente da Casa, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), afastado para tratamento da covid-19 no comando das atividades parlamentares no Senado. Anastasia afirmou ainda que o senador Fernando Bezerra foi o responsável pela construção conjunta do manifesto.
“Diante do exposto, o Senado Federal se manifesta de acordo com as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e apoia o isolamento social no Brasil, ao mesmo tempo em que pede ao povo que cumpra as medidas ficando em casa”, conclui o documento.
Agência Brasil

Senado aprova benefício de R$ 600 a autônomos e informais


Sessão Deliberativa Remota destinada a deliberar sobre o Projeto de Decreto Legislativo (PDL) 88/2020, que reconhece o estado de calamidade pública no Brasil.

31/03/2020 > TERÇA-EIRA
O Senado aprovou ontem (31) o pagamento de um auxílio emergencial por três meses, no valor de R$ 600, destinado aos trabalhadores autônomos, informais e sem renda fixa. Chamada de “coronavoucher”, a ajuda vem para reparar as perdas de renda para algumas fatias da sociedade durante o período de isolamento, quando as oportunidades de trabalho para essas categorias estão escassas.
A aprovação foi unânime, com 79 votos favoráveis e apoio dos senadores da oposição e do governo. O líder do PSL no Senado, Major Olímpio (SP), foi um dos vários parlamentares que se manifestaram. “Estamos precisando de tais iniciativas de injetar na veia o dinheiro para o cidadão comprar comida e sobreviver a essa calamidade. A primeira vez que o dinheiro vai chegar na mão do povo vai ser nesse projeto. É calamidade, as pessoas estão precisando.”
Tramitação
O plenário da Câmara dos Deputados havia aprovado no último dia 26 o pagamento do auxílio emergencial por três meses, no valor de R$ 600. Inicialmente, o valor proposto pela Câmara era de R$ 500. Após negociações com o líder do governo, deputado Vitor Hugo (PSL-GO), o governo federal decidiu aumentar para R$ 600. 
Em transmissão ao vivo pela internet no dia 25, o presidente Jair Bolsonaro destacou que o auxílio é voltado aos trabalhadores informais (sem carteira assinada), às pessoas sem assistência social e à população que desistiu de procurar emprego. A medida é uma forma de amparar as camadas mais vulneráveis à crise econômica causada pela disseminação da covid-19 no Brasil, e o auxílio será distribuído por meio de vouchers (cupons). 
Consenso
Após a aprovação, o senador Chico Rodrigues (DEM-RR) destacou que o projeto é um consenso entre Congresso Nacional e governo federal. Já o líder do governo na Casa, Fernando Bezerra (MDB-PE), afirmou que mais de 30 milhões de brasileiros serão beneficiados com essa medida.
O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) disse que, graças a um ajuste de redação, o benefício também contemplará inscritos no Cadastro Único após o dia 20 de março. Em seguida, o líder da oposição afirmou que esse não é o momento de priorizar as finanças do Estado. “Não cabe se pensar em gasto público. Esse é um momento emergencial, que temos que atender as necessidades das pessoas”.
Logo após a aprovação, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, usou o Twitter para pedir ao presidente da República a sanção imediata do projeto. Alcolumbre está afastado de suas atividades após ter sido diagnosticado com o novo coronavírus.
Agência Brasil

BLOG AO VIVO > SENADO FEDERAL VOTA AUXÍLIO DE 600 REAIS NO COMBATE AO CORONA VÍRUS!!!ASSISTA!!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...