Fim do lockdown e liberação de celebrações religiosas aos finais de semana; Camilo anuncia novo decreto

O governador do estado do Ceará, Camilo Santana (PT), anunciou no início da noite desta sexta-feira (30), através de live em suas redes sociais, as medidas que constarão no novo decreto estadual de controle da pandemia de Covid-19. O documento entra em vigor a partir da próxima segunda-feira (3).
O governador mais uma vez destacou, ao lado do secretário estadual da Saúde, Dr. Cabeto, as medidas adotadas por seu governo O mandatário também ressaltou que os prefeitos têm autonomia para endurecer medidas através de decretos municipais, se assim acharem necessário.

Camilo informou que o lockdown ao final de semana chega ao fim com o novo documento. Entretanto, o sábado e domingo terá toque de recolher das 19h às 5h. As atividades comerciais antes já permitidas, seguem liberadas.

Aos finais de semana, as lojas localizadas do comércio de rua poderão funcionar das 10h às 15h, já as localizadas em shoppings poderão funcionar das 12h às 17h. Igrejas e templos também poderão abrir as portas aos sábados e domingos.

Mais detalhes constarão no documento, que não foi publicado até o fechamento desta matéria.

Por Alan Clyverton
Miséria.com.br

FORTALEZA > SHOW > AO VIVO > BELCHIOR EM TODOS OS TONS > SECRETARIA DA CULTURA DE FORTALEZA > HOMENAGEM A BELCHIOR > 4 ANOS SEM O ÍDOLO!!!!

ACOPIARA > CEARÁ . CENTRO SUL > PARA TENTAR EVITAR AGLOMERAÇÃO NA PAREDE DA BARRAGEM > AUTORIDADES COLOCAM PLACAS DE PROIBIÇÃO, MAS PELO VISTO NINGUÉM RESPEITA!!!!

 

Semana passada foi uma festa. Motos apreendidas, pessoas retiradas do local. Mas, com a lamina da sangria aumentada nas últimas horas, os "teimosos" estão de volta. Amanhã é sábado, e só com a presença das policias como um todo para impedir aglomerações. 
- Em tempo: Muitos áudios circulam nas redes sociais dando conta de que o Hospital Geral está sem oxigênio, o que acarretou um colapso no atendimento aos pacientes de COVID-19, e com isso a transferência dos pacientes para outras cidades com estrutura, e que possa atender.
- Isso já era esperado a qualquer momento já que o hospital daqui de Acopiara, mesmo diante de tantas denúncias até agora, nenhum poder se pronunciou, e o povo continua ao Deus dará.






_ ás pessoas reclamam, OS ÍNDICES SÃO ALARMANTES, ALGUNS BLOGUES ATENTOS AO DESENROLAR DOS ACONTECIMENTOS DIVULGAM. NA CIDADE DE IGUATU A RÁDIO LIBERDADE TEM DIVULGADO, NA VOZ DE VAL LIMA. AS RÁDIOS DE ACOPIARA LIGADOS AO PREFEITO SE CALAM, BLOGUES LIGADOS AO PREFEITO SE CALAM. MAS NÓS CONTINUAMOS DIVULGANDO O DESCASO EM ACOPIARA > NO CENTRO-SUL DO ESTADO!!!!

ACOPIARA > CEARÁ > CENTRO SUL > Destaque: Mostrando pra você o novo espaço do Super Albuquerque. Vem ai a Farmácia dentro do Mercantil. Mais uma opção de compra. Além das promoções , atendimento, produtos novinhos e preços. Super Albuquerque o melhor espaço de compra em Acopiara.

ACOPIARA . CENTRO-SUL DO CEARÁ .> FUNERÁRIA COMUNICA A TODOS OS GANHADORES DAS CESTAS BÁSICAS DE ABRIL!!!!CONFIRA!!!!

30/04/2021 > SEXTA-FEIRA

A FUNERÁRIA CAMINHO DO CÉU,
comunica a todos os ganhadores das cestas básicas do mês de ABRIL.
São eles:
Domingo Caetano dos Santos
Vila São João
Josefa Edini da Silva
Trav. Francisco Pereira de Sousa-Vila Esperança
Maria Marlene Souza
Sítio Escuro
Maria Neide Freitas
Vila de Santo Antônio
Francisca Valéria Nobre Uchôa
Vila Isidoro
A FUNERÁRIA CAMINHO DO CÉU agradece a todos pela preferência.
Plantão 24hs
981732176 OU 3565 0761



Mais de 38 mil pessoas em Fortaleza aguardam a chegada da CoronaVac para segunda dose

A última quinta-feira (29) foi marcada pela confusão em diversos pontos de vacinação contra covid-19 em Fortaleza. Isso porque a falta de doses da CoronaVac fez com que várias pessoas, que deveriam tomar o reforço da vacina contra o coronavírus, ficassem sem o imunizante.

Segundo a secretária da Saúde de Fortaleza, Ana Estela Leite, 38.872 doses estão faltando para que o município consiga regularizar a vacinação contra covid-19. O motivo desta escassez, segundo a titular da pasta, seria a liberação do uso do estoque de vacinas e a falta de reposição pelo Ministério da Saúde.

“Em 21 de março houve uma recomendação do Ministério que a gente pudesse estar utilizando essas doses [que estavam em estoque] como primeira dose, não houve reposição a tempo”, diz Ana Estela Leite em entrevista à TV Cidade Fortaleza.

No dia anterior a essa decisão do Ministério da Saúde, 20 de março, o Ceará havia recebido um lote com 162.600 doses da CoronaVac. Alguns dias depois, em 1 de abril, o Estado receberia o maior lote das vacinas até então, com 344.000 doses de CoronaVac. Agora, na última quinta-feira (29), o Ministério entregou apenas 3.800 doses desse imunizante do Instituto Butantan.

Diante deste cenário, a secretária da Saúde de Fortaleza busca tranquilizar a população: a “expectativa é que essas doses cheguem ainda neste mês de maio”. Segundo ela, logo quando estes imunizantes forem entregues à Capital, o compromisso é de aplicação imediata. “Fortaleza já tem trabalhado dessa forma, todas as doses que nós recebemos, nós aplicamos, praticamente, dentro de uma semana. E com essas, especialmente, o nosso esforço será de estarmos aplicando imediatamente”, afirma Ana Estela Leite.
Confira a entrevista sobre a falta da segunda dose da vacina

Na manhã desta sexta-feira (30), a secretária da Saúde, Ana Estela Leite, explicou sobre a situação da vacinação contra covid-19 em Fortaleza. A entrevista foi transmitida ao vivo no CE no Ar. Confira:

Transposição: Ceará assina pré-acordo que garantirá a conclusão do Ramal do Salgado

RIO SÃO FRANCISCO
O governador Camilo Santana (PT) e representantes dos outros três estados nordestinos beneficiados pela Transposição do Rio São Francisco assinaram na noite desta quinta-feira, 29, um pré-acordo para definir critérios contratuais para operação e manutenção do sistema, responsável por levar a água para um maior número de pessoas na Região. Com a decisão, o governo federal também pactuou a conclusão das obras que estão faltando.
Entre as diretrizes decididas, as federações passarão a assumir o pagamento do funcionamento do sistema de forma escalonada — começando com 5% no primeiro ano de funcionamento e chegando à integralidade dos custos no quinto ano. A União se responsabilizará pelo valor não incluído no orçamento dos estados até que o processo seja concluído.

No caso do Ceará e do Rio Grande do Norte, há uma previsão de um período de testes das estruturas já entregues pelo governo federal antes que o pagamento comece a ser feito. Paraíba e Pernambuco, que já têm acesso às águas desde 2017, deverão começar a pagar os custos a partir de outubro deste mês. A assinatura do contrato de prestação de serviço definitivo está prevista para agosto deste ano.

Em suas redes sociais, Camilo pontuou que o pré-acordo assinado garantirá a sustentabilidade do projeto e a finalização da integração do São Francisco dará segurança hídrica ao Ceará. “Essa é uma obra importantíssima para o crescimento e desenvolvimento da região e, principalmente, para darmos condições de melhoria de vida para quem mora nas zonas rurais do Nordeste”, disse durante a reunião.

O titular do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), Rogério Marinho, enfatizou, em nota, que essa decisão atende às demandas das federações e “põe fim a anos de negociação entre o governo federal e os estados”. Ele ponderou que fazer a conclusão das obras e o funcionamento adequado do projeto é uma das prioridades da atual gestão. “Água é desenvolvimento e qualidade de vida, principalmente para as famílias do Nordeste, que historicamente convivem com a seca”, destacou.

Com a assinatura do contrato, o governo federal se compromete a concluir as obras complementares que ainda faltam para a conclusão do Projeto de Integração do Rio São Francisco (Pisf), como o Ramal do Apodi/Salgado, no Ceará e o Ramal e a Adutora do Agreste, em Pernambuco. O MDR garantiu ainda que seguirá buscando soluções enérgicas em parceria com o Ministério de Minas e Energia (MME) para reduzir o custo de operação e manutenção do sistema.

Fonte: O Povo

Oito cidades do Cariri registraram chuva nas últimas 24 horas; confira os índices da região


Cerca de 84 municípios cearenses registraram chuva entre às 7h de quinta (29) e às 7h de sexta-feira (30). Destes, pelo menos oito são caririenses. O destaque da vez foi Crato, que registrou a maior chuva da região das últimas 24 horas, com 17 milímetros (mm).

Confira os índices divulgados até o momento pela Funceme*:

Crato - 17 milímetros;
Porteiras - 16 milímetros;
Barbalha - 12 milímetros;
Juazeiro do Norte - 12 milímetros;
Campos Sales - 11.6 milímetros;
Farias Brito - 10 milímetros;
Araripe - 7.8 milímetros;
Lavras da Mangabeira - 1.7 milímetro;

*De acordo com o órgão, os índices divulgados são “preliminares” e são atualizados “à medida que os dados são repassados”.



Por Sarah Gomes
Miséria.com.br

Plano de trabalho prevê reuniões da CPI da Pandemia três vezes por semana

Relator, senador Renan Calheiros
(MDB-AL)
A CPI da Pandemia fará reuniões às terças, quartas e quintas, disse nesta quinta-feira (29) o relator, senador Renan Calheiros (MDB-AL), ao apresentar seu plano de trabalho. Segundo Renan, não será necessária a aprovação do plano pela comissão, pois o documento apenas sistematiza o roteiro dos trabalhos, com referência às fases de investigação.

— É evidente que esse plano de trabalho não vai limitar a investigação. A investigação é que vai indicar os limites. À medida que caminhamos, teremos as bases da investigação — declarou Renan Calheiros.

Conforme disse o relator, a criação de sub-relatorias ainda não foi definida. Ele apontou, no entanto, que essa decisão cabe ao colegiado. Na opinião de Renan, a primeira semana da CPI foi produtiva, destacando a confirmação do seu nome na relatoria por parte do STF. O senador disse esperar que, ao final desses 90 dias, a comissão possa apresentar uma apuração isenta, que satisfaça os anseios do país. Renan lembrou que, mais cedo, a comissão já havia aprovado a convocação de ministros da Saúde e mais de 100 pedidos de informação. Ele ainda prometeu trabalhar com isenção.

— Os próximos requerimentos a serem aprovados vão dar o balizamento do trabalho da CPI. Só deve ter preocupação quem tem sido aliado do vírus. Quem não é aliado não deve ter preocupação — alertou Renan.

O vice-presidente da CPI, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), disse que as decisões sobre o plano de trabalho foram tomadas com base em sugestões de membros da comissão. Ele lamentou o fato de alguns dos requerimentos apresentados terem sido elaborados dentro das estruturas do governo, conforme divulgado pela imprensa. Ele prometeu trabalhar sem tumulto e disse esperar que não exista mais qualquer “ação protelatória”.

— Isso nos parece uma intervenção indevida. Mas podemos assegurar algo que não admitiremos que a CPI sofra interferência externa. Uma CPI é um instrumento do Congresso, nesse caso, do Senado — disse o senador, que ainda disse confiar na fidelidade das instituições militares.
Documento

O plano de trabalho indica que é necessário investigar se, “somado à gravidade de um vírus potencialmente letal, o poder público agiu de maneira adequada ao propósito de minimizar perdas e proteger a população”. O documento ainda estabelece que não se pretende apontar o "ponto de chegada" da apuração, mas indicar um "ponto de partida", uma linha inicial de investigação, “que, naturalmente, será incrementada e enriquecida pelos depoimentos, perícias, estudos e documentos oficiais que serão reunidos ao longo do trabalho dessa CPI”.

As linhas gerais de investigação serão as ações de enfrentamento à pandemia, a assistência farmacêutica, as estruturas de combate à crise, as ações de prevenção e atenção à saúde indígena e o emprego de recursos federais. A CPI foi proposta com o objetivo de apurar as ações e omissões do governo federal no enfrentamento da pandemia da covid-19 no Brasil e, em especial, no agravamento da crise sanitária no Amazonas com a ausência de oxigênio para os pacientes internados. De acordo com o plano de trabalho, a CPI deve trabalhar “com respeito à memória daqueles que se foram”, que hoje ultrapassam 400 mil brasileiros.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: Agência Senado

Câmara aprova projeto que permite compra de medicamentos para Covid-19 sem licitação

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira (29) o Projeto de Lei 1295/21, do deputado Rodrigo de Castro (PSDB-MG), que permite à administração pública comprar com dispensa de licitação insumos e medicamentos, além de bens e serviços de engenharia, para o tratamento hospitalar de pacientes de Covid-19. A matéria será analisada ainda pelo Senado.

De acordo com substitutivo aprovado, do deputado Célio Silveira (PSDB-GO), o gestor deverá apresentar justificativa técnica para a compra e para o preço contratado, divulgando as compras após cinco dias úteis na internet.

Nessa divulgação, devem constar o nome e o CNPJ ou identificador de empresa estrangeira, o prazo e o valor do contrato, a discriminação do bem ou serviço, e a quantidade entregue para cada estado ou município se a compra for feita para mais de um ente federativo.

O autor ressaltou que a necessidade do projeto deriva do fato de a maior parte da Lei 13.979/20, sobre medidas administrativas de combate ao novo coronavírus, ter perdido vigência em dezembro do ano passado.

“A decisão liminar do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, não abrangeu as regras de compras, mas apenas os dispositivos sobre medidas de segurança, como isolamento social, quarentena e obrigatoriedade do uso de máscara de proteção”, lembrou Rodrigo de Castro, destacando que as regras não são para todas as compras relacionadas à saúde e sim para as vinculadas ao combate da Covid-19.

Para o relator, “todos os entes federados têm muita dificuldade em comprar itens para o combate à Covid-19”. Célio Silveira lamentou ainda as 400 mil mortes pela doença até agora no Brasil.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Impeachment de Wilson Witzel será julgado hoje

 Wilson Witzel
Governador afastado do Rio
Começa às 9h de hoje (30) o julgamento do pedido de impeachment de Wilson Witzel, governador afastado do Rio de Janeiro, pelo Tribunal Especial Misto (TEM). Witzel está afastado do cargo desde agosto do ano passado e foi denunciado pelo Ministério Público Federal por participação em um esquema de desvios de recursos na área da saúde, que seriam aplicados no combate à pandemia de covid-19.


A data do julgamento foi definida pelo desembargador Henrique Carlos de Andrade Figueira, presidente do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ), que também comanda o TEM. O tribunal misto é composto por cinco desembargadores e cinco deputados estaduais. O relator do processo, deputado estadual Waldeck Carneiro (PT), protocolou o relatório final ontem (29) e dará seu voto na sessão de julgamento.

O rito da sessão prevê 30 minutos para manifestação da acusação, seguida por 30 minutos da defesa. Depois será feita a leitura do voto pelo relator e cada membro do TEM profere o seu voto, intercalando entre um desembargador e um deputado, que podem seguir ou não o relator. Para que Witzel deixe o cargo em definitivo, são necessários pelo menos sete votos a favor do impeachment.

Edição: Kleber Sampaio

Inscritos no Bolsa Família com NIS final 0 recebem auxílio emergencial


A Caixa Econômica Federa conclui hoje (30) o pagamento da primeira parcela da nova rodada do auxílio emergencial 2021. Os beneficiários do Bolsa Família com Número de Inscrição Social (NIS) terminado em 0 receberão o benefício nesta sexta-feira.

Os recursos podem ser movimentados pelo aplicativo Caixa Tem, por quem recebe pela conta poupança social digital, ou sacados por meio do Cartão Bolsa Família ou do Cartão Cidadão. O recebimento dos recursos segue o calendário normal do Bolsa Família, pago nos últimos dez dias úteis de cada mês. A primeira parcela começou a ser depositada no último dia 16.






BLOG CULTURA > 4 ANOS SEM BELCHIOR > A PREFEITURA DE FORTALEZA POR MEIO DA SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA (SECULTFOR) REALIZA SHOW VIRTUAL HOJE, ÁS 19: 30 > COM PARTICIPAÇÃO DE ATRISTAS DA TERRA >

ELPÍDIO NOGUEIRA
SECRETÁRIO DA CULTURA
Amigos, A Prefeitura de Fortaleza realiza, por meio da Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor), o show virtual “Belchior em Todos os Tons”, nesta sexta-feira (30/04), em homenagem ao cantor e compositor cearense Belchior, na mesma data do falecimento do artista. A transmissão ocorrerá, às 19h30, no canal da Secultfor na plataforma de vídeos YouTube e na TV Terra do Sol (42.1).
O show musical ocorre no Teatro São José, com artistas locais interpretando grandes sucessos de Belchior. Participam da homenagem Claudine, Felipe Cazaux, Isabela Serpa, Aparecida Silvino, Marcos Lessa, Renato Assunção, Marilia Lima, Marcus Café, Paulo Benevides, Liliany Sá, Aduilio Mendes, Carol Braga e Neo Pineo.
Serviço
Show virtual “Belchior em Todos os Tons”
Data: Sexta-feira (30/04)
Hora: 19h30
Local: Canal da Secultfor no Youtube, TV Terra do Sol (42.1) e site http://www.fortaleza.ce.gov.br/central.../tv-terra-do-sol



MPCE ajuíza ação contra André Fernandes por suposto nepotismo e pede suspensão de direitos políticos

deputado estadual André Fernandes
 (Republicanos) 
O Ministério Público do Ceará (MPCE) ajuizou, nesta quinta-feira (29), uma ação civil pública contra o deputado estadual André Fernandes (Republicanos) por suposta prática de nepotismo na Assembleia Legislativa do Ceará (AL-CE), após ele empregar dois parentes – cunhado e tio – no seu gabinete. O órgão enquadra o ato como improbidade administrativa e pede à Justiça a suspensão dos direitos políticos do parlamentar e o pagamento de multa. André Fernandes ainda não se pronunciou sobre a acusação.

De acordo com a ação ingressada pelo promotor de Justiça, Ricardo de Lima Rocha, o parlamentar nomeou o cunhado, Edilanio Louro de Sousa (esposo da irmã Cinthia Fernandes de Moura), e o esposo da tia, Bruno Wendel de Sousa Araújo (marido de Ruth Fernandes Sousa), como assessores parlamentares.

Os casos foram denunciados de forma anônima em janeiro deste ano ao Ministério Público.
FAMILIARES EXONERADOS

No dia 11 de fevereiro deste ano, após a denúncia, o MP consultou o portal da transparência do Legislativo e constatou o nome dos dois na lista de servidores ativos. Ambos estavam lotados no gabinete de André Fernandes.

Bruno Wendel e Edilanio Louro ocuparam os cargos de fevereiro de 2019 até o início deste ano. Após a abertura da investigação, eles foram exonerados. Wendel em fevereiro e Edilanio em março.
NEPOTISMO É PROIBIDO PELO STF

Na ação, o MPCE demonstra o parentesco dos dois com o deputado estadual em um quadro feito com base em jurisprudência estabelecida pelo Supremo Tribunal Federal (STF).





Tasso anuncia candidatura à presidência para se contrapor a Bolsonaro e Lula


O senador Tasso Jereissati (PSDB) confirmou nesta quinta-feira (29), em entrevista à CNN, que deve concorrer à presidência da República nas eleições de 2022. O parlamentar deve se apresentar em um projeto para contrapor ao ex-presidente Lula (PT) e Jair Bolsonaro (sem partido).

“Não era o meu projeto de vida. Não pensava nisso. No entanto, eu estou dentro disso. Participando disso no sentido de tentar articular uma união dentro do partido e também fora do partido. Os partidos não radicais devem estar juntos nas eleições de 2022”, disse.

A declaração do senador Tasso representa um baque na candidatura de Ciro Gomes (PDT), que buscava ser o representante do Centro contra a Lula e Bolsonaro. Com isso, o ex-ministro deverá ser pressionado a desistir.

Atualmente, o senador cearense concorre internamente com o governador de São Paulo, João Dória (PSDB-SP), para ser o representante da legenda nas eleições de 2022. Vale lembrar que o nome de Tasso Jereissati foi sugerido pelo presidente nacional do partido.

EVANGELHO DESTA SEXTA-FEIRA COM PADRE CHICO SILVEIRA DA RÁDIO IMACULADA CONCEIÇÃO DE SÃO PAULO DIRETO PARA O BLOG"""""

30/04/2021 > SEXTA-FEIRA

CPI aprova 115 pedidos de informação: de deslocamentos de Bolsonaro a gastos de governos estaduais

FOTO AGÊNCIA SENADO
Após acordo entre senadores do governo e da oposição, a CPI da Pandemia aprovou nesta quinta-feira (29) em votação em bloco de 115 pedidos de informação direcionados a ministérios, governos estaduais, empresas e outras instituições. Os deslocamentos do presidente do presidente da República, Jair Bolsonaro, pelo comércio de Brasília e entorno do Distrito Federal durante a pandemia de covid-19 e os gastos dos governos estaduais são alguns dos temas que estão na mira da CPI.

O pedido em relação aos deslocamentos de Bolsonaro partiu do senador Eduardo Girão (Podemos-CE). No requerimento, ele solicita que a Presidência da República envie uma planilha contendo os registros (data, local) e também os nomes da autoridades envolvidas nos deslocamentos que provocaram aglomerações no Distrito Federal.

Na justificativa, Girão aponta que a CPI tem como um de seus objetos apurar as ações e omissões do governo federal no enfrentamento da pandemia e, segundo o senador, as informações requisitadas servirão para a “elucidação de diversos aspectos relacionados ao objeto de investigação da comissão”.

A CPI também quer que o Facebook disponibilize vídeo de reunião de terça-feira (27) do Conselho de Saúde Suplementar em que o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que “o chinês inventou o vírus” da covid-19. O vídeo, que estava disponível na página do Facebook do Ministério da Saúde, foi removido. Segundo o autor do requerimento, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) a fala de Guedes se soma a “inúmeras declarações preconceituosas e inverídicas de membros do alto escalão do governo contra a China e o povo chinês”, o que tem dificultado a relação com o país, do qual o Brasil importa vacinas e insumos.

“Declarações anteriores causaram graves atritos nas relações entre o Brasil e a China. Portanto, diante desses fatos, apresento o presente requerimento para que o Facebook Brasil disponibilize o vídeo dessa reunião, que foi removido do ar, para que possa ser analisado por esta Comissão”, justifica o senador.

A pedido do senador Angelo Coronel (PSD-BA), a CPI solicitou acesso a informações sobre a oferta de vacinas feita pela farmacêutica Pfizer ao governo brasileiro. Ele pede que a empresa encaminhe informações sobre o contato feito em 2020.

“Seriam 70 milhões de doses ofertadas ainda em meados de 2020. No entanto, tal negociação não avançou por negativas do governo federal. É primordial para os trabalhos da CPI ter acesso ao histórico desta negociação e conhecer seus termos e motivações para a negativa”, aponta o requerimento do senador.
Ministérios

Os ministérios da Saúde, da Economia e outras pastas deverão encaminhar documentos sobre compras e distribuição de vacinas, kits de intubação, ventiladores artificiais e outros insumos usados no enfrentamentos da pandemia. Uma série de requerimentos nesse sentido foram aprovados pela CPI.

Também são requeridas informações e documentos sobre a adesão do Brasil ao consórcio internacional de vacinas anticovid, Covax Facility, promovido pela Organização Mundial da Saúde e atas de reuniões, eventos e outras ocasiões em que a Ministério das Relações Exteriores atuou para conseguir vacinas e insumos para o país. Um dos pedidos foi apresentado por Alessandro Viera (Cidadania-SE).

Senadores também pediram acesso a cópias das atas de reuniões, registros em áudio e/ou vídeo das reuniões do Centro de Operações de Emergência Para o Novo Coronavírus; informações sobre produção e distribuição de cloroquina, e dados da visita de uma comitiva brasileira à Israel em março para tratar da compra de novo medicamento, entre outros temas.
Governadores

Criada para investiga ações e omissões do governo federal no combate à pandemia, a CPI também está de olho nos repasses federais para estados e municípios. Requerimento de Girão pede o compartilhamento, com a CPI, do inquérito civil instaurado pelo MPF destinado a apurar se houve improbidade administrativa no contrato firmado entre o Consórcio Nordeste e a empresa Hemp Care. O consórcio formado por nove estados tentou adquirir 300 respiradores para auxiliar no combate ao coronavírus, mas levou um calote de R$ 48 milhões, segundo Girão.

“O fato é que diante da falta de transparência na realização do negócio e dos graves indícios de malversação do dinheiro público, foram desencadeadas investigações pela Polícia Civil da Bahia, Polícia Federal, Ministério Público Federal, entre outras instituições de controle”, disse Girão.

Outros requerimentos aprovados nesta quinta-feira (29) pedem informações sobre os recursos encaminhados a governadores e prefeitos. O senador Ciro Nogueira (PP-PI), por exemplo, pede “cópia integral de todos os processos de investigação e relatórios" de auditorias feitos por tribunais de contas dos estados e DF relativos à aplicação dos recursos federais destinados ao combate da pandemia. O senador também pede informações sobre investigações do Ministério Público Federal e dos estados, assim como da Polícia Federal e das polícias civis.

“A obtenção da cópia desses processos ajudará a CPI acelerar seu processo investigativo, pois evitará que sejam duplicados esforços no sentido de se iniciarem investigações que já estão em curso, favorecendo, assim, a eficiência, tanto das Cortes de Contas quanto da própria CPI”, afirma Ciro Nogueira em seu requerimento.

Já o senador Marcos Rogério (DEM-GO) pede que prefeitos das capitais e governadores encaminhem notas de empenho, ordens bancários e outros documentos que comprovem a aplicação do dinheiro repassado pela União para aplicação no enfrentamento à pandemia da covid-19.
Sistematização

Até as 14h desta quinta-feira (29), restava um “estoque” de 212 requerimentos não apreciados pela CPI da Pandemia.

O acordo para aprovação dos requerimentos veio depois que o presidente da CPI da Pandemia, senador Omar Aziz (PSD-AM), suspendeu a reunião da comissão por meia hora para sistematização dos pedidos.

— Eu acho que informação é a matéria-prima que todos temos para verificar se tem ou não indícios, se tem algum problema — disse o senador Izalci Lucas (PSDB-DF).

Omar Aziz (PSD-AM) afirmou que vai buscar sempre o consenso.

— Divergências sempre haverá, não tem jeito, isso é política. Há divergências de encaminhamento, de pensamento, o que é normal, mas espero que sempre prevaleça o consenso aqui.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: Agência Senado

CPI quer saber providências tomadas no Brasil desde o início da pandemia

O presidente da CPI da Pandemia,
senador Omar Aziz (PSD-AM)
O presidente da CPI da Pandemia, senador Omar Aziz (PSD-AM), afirmou que a comissão vai fazer uma cronologia da crise do coronavírus desde o início, quando o mundo ficou sabendo da situação e a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou emergência sanitária global, em janeiro de 2020. A informação foi dada em entrevista coletiva após reunião da comissão nesta quinta-feira (29).

— O Brasil já sabia da pandemia, e queremos saber quais foram as providências tomadas naquele momento. Do ponto de vista de aeroportos, eu sei que não houve nenhuma barreira sanitária. Hoje o Brasil é proibido de entrar em vários países do mundo. Ou seja, o Brasil sofre barreiras sanitárias, mas nós não fizemos nosso dever de casa. Esse é um norte da investigação. Não é atoa que tivemos a primeira e segunda onda muito fortes.

Omar ressaltou ainda que o processo de investigação vai ocorrer aos poucos, com início, meio e fim.

— Não adianta a gente colocar no plano de trabalho que supostamente o fulano de tal vai falar isso. Nós temos o escopo de como vai começar, mas o que vai ditar a CPI são os acontecimentos, os fatos, os depoimentos, as testemunhas. Aí sim a gente pode chegar em uma redação final que eu espero que não traga somente responsáveis, mas que a gente encontre também soluções.
Convocações

Em relação à convocação do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, além de três ex-ministros da pasta e do diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antonio Barra Torres, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente da comissão, afirmou que os pontos a serem esclarecidos são os que já foram determinados ao ser criada a comissão. Entre os temas, o senador citou a política de aquisição de vacinas, o colapso de oxigênio em Manaus e outras cidades, as políticas de comunicação do governo em relação ao isolamento e uso de máscaras, o calendário de imunizações e autorizações para vacinas.

A comissão aprovou diversos requerimentos de informação nesta quinta, que foram apreciados em bloco. As autoridades citadas têm até cinco dias úteis para responder.

O senador ressaltou considerar lamentável a suposta tentativa de interferência do governo nos trabalhos da comissão.

— Tenho a certeza que a direção dessa CPI não permitirá qualquer tipo de interferência externa às investigações — disse.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: Agência Senado

Roberto Jefferson diz que “Girão é dos meus”


O presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, rasgou elogios ao senador cearense, Eduardo Girão, pela defesa intransigente que faz dos interesses do governo Bolsonaro no Congresso Nacional.

“Girão é dos meus”, escreveu Jefferson.

Jefferson elogiou o requerimento de Girão convocando o ministro do STF, Marco Aurélio Melo, para explicar decisão que deu autonomia a governadores e prefeitos para determinar restrições.

Roberto Jefferson não é boa companhia. Corrupto, condenado no escândalo do mensalão foi preso e se tornou, nos tempos atuais, conselheiro e defensor de Bolsonaro e seu governo.


INFORMATIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE FORTALEZA

JOSÉ SARTO
PREFEITO DE FORTALEZA
Fortaleza tem hoje capacidade instalada para vacinar mais de 30 mil pessoas/dia, mas dependemos da aquisição e envio dos imunizantes pelo Governo Federal. O plano de imunização contra a Covid-19 em Fortaleza segue as orientações do Ministério da Saúde, que recomendou a todos os municípios do Brasil a aplicação das doses disponíveis de CoronaVac, com a garantia de envio de novos lotes, o que não ocorreu no ritmo necessário. Com isso, seguimos agora aplicando as doses em estoque de AstraZeneca e aguardamos o envio de mais vacinas CoronaVac para darmos continuidade à nossa estratégia de vacinação plenamente.


ACOPIARA >CEARÁ > CENTRO-SUL >O município está concluindo as duas fases iniciais de vacinação contra a Covid-19 e com isso a gente já se prepara para a próxima fase! Pessoas do grupo de comorbidades devem acessar o portal Saúde Digital no endereço: https://vacinacaocovid.saude.ce.gov.br/#/cadastro-usuario e realizar o cadastro para garantir a sua dose!

 



SITE DA SECRETARIA DA SAÚDE DE ACOPIARA



ACOPIARA > CEARÁ> CENTRO SUL > TEMPO AGORA NA TERRA DO LAVRADOR!!!!

Piquet Carneiro, no Ceará, decreta 'lockdown' com farmácias e supermercados funcionando somente por delivery; veja o que fecha

O município de Piquet Carneiro, no interior do Ceará, decretou 'lockdown' — como denominado pela prefeitura — que vale a partir do próximo sábado (1º) e traz regras de isolamento social rígido alterando o funcionamento de vários setores. As medidas incluem supermercados e farmácias funcionando somente por delivery, além da proibição da entrada e saída de pessoas da cidade. A medida começa a valer neste sábado (1º) e segue até o dia 9 de maio.
Conforme o governo municipal, as medidas rígidas são necessárias em todo o município, sede, distritos e zona rural, em decorrência do avanço do número de novos casos e óbitos por Covid-19. "Dever geral de permanência domiciliar e proibição de circulação de pessoas e veículos", informa a prefeitura.

Veja o que pode funcionar em Piquet Carneiro:

Clínicas médicas e de outros serviços em saúde privados
Consultórios odontológicos
Laboratórios
Veterinária
Todos somente para atendimentos de urgência e emergência
O que pode funcionar por delivery (sem atendimento presencial):
Supermercados
Padarias
Correios
Farmácias