Vacinas contra o coronavírus podem surgir antes do que se imaginava, diz Cláudio Lottenberg

Cláudio Lottenberg participou de videoconferência do Lide Ceará
Dr. Cláudio Lottenberg
Um dos nomes mais respeitados na medicina brasileira, Cláudio Lottenberg, presidente do Instituto Coalizão Saúde, afirmou nesta quinta-feira, 30, que eventuais vacinas contra o novo coronavírus podem surgir "antes do que se imaginava". Em videoconferência com o grupo de líderes empresariais Lide Ceará, o especialista disse que há perspectivas positivas sobre novos medicamentos que possam combater a pandemia, e que dentro de "dois ou três meses" é possível haver anúncios sobre o tema.
"Falam que a vacina vai demorar, no mínimo, um ano para ficar acessível à população, mas acho que o andamento disso vai surpreender. Atualmente, temos 75 centros de pesquisa testando, em todas as partes do mundo, vacinas contra o coronavírus. Em alguns meses devem anunciar algo", afirma Lottenberg. Para o médico, após o medicamento ter sua efetividade comprovada, a produção industrial do mesmo, em larga escala, será realizada em curto espaço de tempo.
Lottenberg também alertou a população sobre o uso da cloroquina, afirmando que ainda não há estudos que comprovem a eficácia do medicamento contra o coronavírus. "Há indícios de que pode ajudar, mas ainda não há nada conclusivo. As pessoas não podem tomar de forma irresponsável, até porque possui efeitos colaterais", pontua.
Ele também destacou que a disseminação de informações imprecisas sobre a substância, que já teve seu uso estimulado até pelo presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido), acaba prejudicando quem realmente precisa da medicação, caso de pessoas que tratam malária e lúpus. "As farmácias estão sem o remédio", lamenta.
Por fim, o médico destacou que um eventual afrouxamento do isolamento depende de alguns aspectos para ser feito de forma gradativa e em segurança. "Em primeiro lugar, a testagem deveria ser uma política nacional e de Estado, inclusive para os profissionais da saúde. O SUS (Sistema Único de Saúde) tem 45 mil pontos de atendimento no País, além de farmácias que podem fazer também. Deve ser uma prioridade", opina.
Além disso, ele pontua que o Governo Federal deve aderir a uma postura educacional para estimular o uso de máscaras e o distanciamento social. "Há formas de fazer isso acontecer, seja por decreto, propaganda, etc. É preciso educar a população quanto à necessidade de tomar essas medidas", conclui.
O Povo online

MEC libera R$ 364 milhões para alimentação escolar em todo o país

O Ministério da Educação (MEC) informou, nesta quarta-feira (29) que foram liberados antecipadamente R$ 364,4 milhões para estados e municípios aplicarem na alimentação escolar durante a pandemia do novo coronavírus. Os recursos são do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE). O valor é referente à parcela do mês de maio destinada às unidades da federação. 
De acordo com as orientações do FNDE, devido à suspensão das aulas por causa da covid-19, a distribuição de alimentos tem de ser feita por meio de kits, que devem ser elaborados conforme as regras do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), levando-se em conta os hábitos alimentares de cada região e a qualidade nutricional. 
O Pnae oferece alimentação a cerca de 40 milhões de estudantes da educação básica pública em todo o país diariamente. Desde o início do ano, R$ 1,4 bilhão do programa foram destinados a estados e municípios. 
(Agência Brasil)

Vereadores de Fortaleza doam parte dos salários para Fundo Municipal da Saúde durante a pandemia de coronavírus

A Câmara Municipal de Fortaleza regulamentou, através Ato da Mesa Diretora publicado no último dia 13 de abril autorização que permite aos parlamentares destinação de parte dos seus salários para medidas de prevenção ou tratamento da Covid-19. Já na folha de abril, o valor somado da doação dos vereadores chegou a aproximadamente R$ 82 mil que foram repassados ao Fundo Municipal de Saúde. 
Cada parlamentar apresentou, voluntariamente, a porcentagem que foi descontada. 
O valor deverá ser destinado, conforme orientação dos parlamentares, para a compra de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para os profissionais da rede pública de saúde, que atuam no enfrentamento ao coronavírus.
O presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Antônio Henrique (PDT), entende a atitude como mais um esforço Casa para contribuir com soluções para a pandemia. "Nós, vereadores, estamos reforçando nossa atividade legislativa, propondo e votando projetos para apoiar os fortalezenses neste momento. Mas não é só isso. Com esse repasse, estamos reforçando também nosso papel como cidadãos, preocupados com essa situação que Fortaleza e o mundo todo vive", declarou.
De acordo com Antônio Henrique, a proposta de encaminhar o valor para o Fundo Municipal da Saúde, no mês de abril, surgiu por consenso do Colégio de Líderes. "Caso a crise se prolongue, temos o compromisso de reunir novamente os líderes partidários da Casa e debater o destino da verba para o mês seguinte. Essa será uma prática nossa até o fim dessa situação, porque entendemos o nosso compromisso com o povo e com aqueles que estão na linha de frente no enfrentamento dessa pandemia", afirmou.
Esse é o segundo mês consecutivo que a Câmara Municipal de Fortaleza recolhe doações provenientes dos salários do vereadores. Em março, os parlamentares destinaram parte dos seus salários para a compra de cestas básicas que foram repassadas para o movimento Supera Fortaleza, com foco no apoio a profissionais autônomos que estavam impedidos de trabalhar em razão das medidas de isolamento social.
ROBERTO MOREIRA

*Sarto diz que ação do PDT acatada por STF demonstra luta pela democracia e defesa das instituições*

O presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, deputado José Sarto (PDT), pronunciou-se, na abertura da sessão deliberativa remota desta quinta-feira (30), sobre a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, suspendendo ontem a nomeação de Alexandre Ramagem para a diretoria-geral da Polícia Federal. O ministro concedeu liminar atendendo a uma ação impetrada pelo PDT nacional, que apontou abuso de poder por desvio de finalidade.
“O PDT, juntamente com outros partidos, continua firme na luta pelo respeito democrático e fortalecimento das instituições”, enfatizou Sarto, acrescentando que o PDT se soma a siglas que prezam por salvaguardar o direito republicano de todos os brasileiros. O parlamentar reforçou que a decisão de Moraes baseou-se na inobservância de princípios constitucionais de impessoalidade, da moralidade e do interesse público por parte da Presidência da República.
Presidente da Al/CE
Deputado José Sarto

Rio inicia pesquisa sobre imunidade da população ao novo coronavírus

30/04/2020 . QUINTA-FEIRA
Diagnóstico Laboratorial, que realiza testes de diagnóstico de coronavírus no Centro Wielkopolska de Pneumologia e Cirurgia Torácica em Poznan
A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro (SES) iniciou hoje (30) uma pesquisa sobre imunidade da população para o novo coronavírus, que causa a covid-19. Serão testados pacientes assintomáticos da doença que forem atendidos na rede estadual de saúde da região metropolitana.
Os testes rápidos serão feitos com amostra de sangue, para verificar a presença de anticorpos desenvolvidos em resposta à infecção. O teste permite identificar tanto os anticorpos da fase aguda da doença, o IgM, como o de memória, o IgG, presente em pessoas que tiveram uma infecção prévia pelo vírus.
Serão testadas um total de 1.800 pessoas. De acordo com a SES, a presença do IgG indica que o paciente já teve Covid-19 e possivelmente está protegido. Quem testar positivo para IgM não é considerado imunizado e deve estar com o vírus ainda ativo no organismo.
O secretário de Estado de Saúde, Edmar Santos, afirma que a pesquisa é importante para nortear as políticas públicas de combate do coronavírus, já que as pessoas que são contaminadas pelo vírus não desenvolvem os sintomas da covid-19 são “uma realidade difícil de dimensionar”. Porém, a informação é fundamental para identificar o perfil epidemiológico da doença no estado.
“Os indicadores também vão reforçar nossa recomendação de isolamento social. Pessoas saudáveis em áreas epidêmicas podem estar infectadas e contaminando outras, mesmo sem saberem. Num segundo momento, vamos correlacionar a prevalência do vírus no estado com fatores demográficos e socioeconômicos para direcionar estratégias personalizadas para cada região”, disse o secretário.
A coleta de amostras será feita até o dia 15 de maio, mediante autorização dos pacientes. Eles receberão o resultado dos exames ainda durante o atendimento nas unidades de saúde. Segundo a SES, estima-se que a maior parte das pessoas contaminadas pelo coronavírus em todo o mundo não apresenta sintomas.
Edição: Valéria Aguiar
AGÊNCIA BRASIL

Em 4 meses, chove quase todo o volume esperado para 2020



O volume de chuva esperado para todo o ano no Ceará deve ser atingido ainda ao fim do quarto mês de 2020. Conforme dados da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), até ontem (29), a pluviometria acumulada era de 797,2 milímetros, o que representa 99,6% do volume médio histórico anual (800.6 mm). Com as chuvas de hoje (30), este índice deve ser superado. O feito deve-se a regularidade e intensidade das chuvas neste ano. Desde 1973, quando o órgão meteorológico começou a divulgar, em seu site, os índices pluviométricos, em apenas sete anos (2020, 2019, 2009, 1994, 1985, 1974 e 1973) as precipitações ficaram acima da média, consecutivamente, nos primeiros quatro meses de cada ano.
Em 2020, março foi o mês mais chuvoso, com 275.7 mm, o que representa 35,6% acima da média histórica para o período. Em seguida aparecem fevereiro (192.2 mm), abril, com 188.8 mm até ontem (29), e janeiro 142 milímetros. Os bons índices fizeram com que as precipitações da quadra chuvosa, que se estende até maio, alcançassem a média mesmo ainda restando 30 dias para o seu término. Até aqui (dia 29 de abril), o volume observado chegou a 655.3 milímetros. A média da quadra (fevereiro a maio) gira em torno de 505.6 e 695.8 mm.
Casos as precipitações de maio sigam o padrão dos meses anteriores, o volume ao fim da quadra chuvosa de 2020 tende a ser o terceiro melhor dos últimos 20 anos, ficando atrás apenas dos índices contabilizados em 2009, quando choveu 977.1 mm, e em 2008, que registrou 771.9 mm de precipitações. A média histórica para março é de 90.6 milímetros. No fim de fevereiro, a Funceme divulgou estudo que prevê apenas 20% de probabilidade de chuvas abaixo da média para o próximo mês de maio. A mesma previsão foi atribuída aos meses de março e abril. Ao fim de cada período, o prognóstico se confirmou.

Governo federal reconhece calamidade pública no Ceará após aumento no número de casos de Covid-19



O Governo federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional, reconheceu o estado de calamidade pública no Ceará. O Estado é o terceiro do Brasil a apresentar o maior número de casos do novo coronavírus, ficando atrás somente de São Paulo e Rio de Janeiro.
O reconhecimento foi oficializado em portaria publicada na edição do Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (30) e já está em vigor.
O documento é assinado pelo secretário nacional de Proteção e Defesa Civil e se aplica a todo o estado, tendo por base o decreto estadual Nº 33.555, publicado em 28 de abril de 2020, com validade de 180 dias.
No decreto, reconhecido hoje pelo Governo federal, o governo do Estado ratifica "a declaração da existência de situação anormal, caracterizada como estado de calamidade pública, em todo o Estado do Ceará, afetado pelo desastre denominado 'doenças infecciosas virais (Covid-19)'".
No último dia 3 de abril, os deputados estaduais já haviam aprovado os decretos que reconhecem estado de calamidade pública no Ceará e em Fortaleza, por causa da pandemia do novo coronavírus.
Com a situação reconhecida, tanto o Estado como o Município ficam dispensados de atingir resultados fiscais previstos na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e podem aumentar os gastos públicos enquanto durar a situação. Além disso, a contagem dos prazos fica suspensa.
No Ceará, pelo menos 78 dos 184 municípios decretaram calamidade pública devido à pandemia do coronavírus e solicitaram reconhecimento da situação à Assembleia Legislativa do Estado.
Por conta da pandemia, deputados estaduais reconheceram no último dia 8 de abril estado de calamidade pública em 102 dos 184 municípios cearenses.
Dados da Covid-19
Até às 17h18 desta quarta-feira (29), havia 7.409 casos de Covid-19 confirmados no território cearense, com 450 óbitos em 48 cidades. Fortaleza continua a concentrar o maior número de casos (5.724) e óbitos (349).

Já São Paulo fechou o dia de ontem com 26.158 diagnósticos positivos para a doença e 2.247 óbitos. Rio de Janeiro, por sua vez, somou 8.869 casos e 794 mortes.
O Brasil já registra 5.513 mortes provocadas pela Covid-19 e 79.685 casos confirmados da doença. O número de mortes em todo o país já superou o da China, que contabilizou 4.632 fatalidades pela Covid-19.
Maior acréscimo de mortes por dia
Somente neste domingo (26), o Ceará registrou 50 óbitos por Covid-19, somando 376 mortes causadas pela doença. Foi o maior acréscimo verificado em um único dia. O número de casos confirmados teve um aumento de 593 no dia, fazendo com que o Estado somasse 6.260 infectados em 134 dos 184 municípios, segundo dados da plataforma IntegraSUS, da Secretaria da Saúde do Estado.
O Estado ainda ultrapassou a marca dos 7 mil casos da doença, nesta quarta-feira (29), anotando, até as 16h desta terça-feira (28), diagnósticos positivos em 65 bebês de até um ano de idade.
Fonte: Diário do Nordeste

Sikêra Jr revela que está com coronavírus e chora: "Não subestimem a doença"



O apresentador Sikêra Jr disse ao vivo no Alerta Nacional nessa quarta-feira (29/04) que está com o novo coronavírus (Covid-19), mas passa bem. " Estou aqui, apesar de muita especulação", disse o apresentador desmentindo que estaria em estado grave. "Estou em casa, um infectologista está me acompanhando, estou me recuperando." As informações são da RedeTV!.
"É uma surpresa, né? A gente acha que só pega fogo na casa do vizinho. E a vida me deu essa lição. A gente não acredita enquanto não acontece com a gente, né? Enquanto acontece com o nosso vizinho, normal. Mas quando acontece conosco, a história é outra. E é isso. Estou aqui, apesar de tanta especulação", contou.
Sikêra ainda disse que acredita ter contraído a doença da enfermeira de sua esposa, que estava frequentando sua casa. "Peguei dentro da minha casa", afirmou.
"Agora estou bem, estou bem acompanhado. Estou tomando a medicação, seguindo à risca o que eles me orientaram. Pedi a Deus para que eu passe por essa. É um vírus longo, e a Ciência está brigando para conseguir uma fórmula nova", completou.
O apresentador também disse que está ansioso pela volta: "Quero voltar logo, gritar aí no estúdio", brincou. "Não subestimem a doença, é mais sério do que eu imaginava", finalizou Sikêra.
Por Redação
Miséria.com.br

Jovem é presa por realizar festa para celebrar saque de auxílio emergencial



A Polícia Militar prendeu uma mulher de 20 anos em Camocim por perturbação do sossego alheio com o uso de equipamentos de som. A jovem promoveu em casa, na terça-feira (28), uma festa para comemorar a retirada do auxílio emergencial de R$ 600, ofertado pelo Governo Federal durante a pandemia Covid-19.
A primeira denúncia chegou por volta das 16h, quando moradores do bairro Cruzeiro reportaram por meio do 190 o barulho excessivo. Os agentes do Policiamento Ostensivo Geral (POG) foram até o local e encontraram a proprietária, que concordou em desligar o som. Momentos depois após a saída da viatura, novas ligações foram feitas informando que a mulher voltou a ligar o aparelho, desta vez, em volume mais alto. Imediatamente, os militares retornaram e deram voz de prisão.
Segundo a polícia, durante a prisão a mulher ainda argumentou que teria direito de “curtir com o dinheiro do Governo". O caso foi levado à 3ª Companhia da Polícia Militar, em Camocim, onde o caso foi analisado e repassado à Delegacia de Regional. A jovem foi liberada após assinar um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) pelo crime de “perturbar alguém, o trabalho ou sossego alheios”. A pena é de prisão de 15 dias a três meses ou multa.
Fonte: Diário do Nordeste

A Secretaria da Saúde do Ceará, do Governo do Estado, ampliou a realização de testes em todo o território cearense



Para mapear com precisão a quantidade de casos de coronavírus, a Secretaria da Saúde do Ceará, do Governo do Estado, ampliou a realização de testes em todo o território cearense. A estratégia tem como objetivo monitorar a incidência de Covid-19 e, com isso, traçar as medidas necessárias para fortalecer o enfrentamento à doença.
O Ceará adquiriu mais 300 mil testes rápidos para o diagnóstico de Covid-19. Por enquanto, profissionais das áreas da saúde e da segurança pública e pessoas com quem eles dividem a mesma residência terão prioridade para realizar o exame. Pacientes que apresentam sintomas da doença há mais de sete dias também serão testados. “Nós estamos enfrentando esse momento com coragem, honestidade e transparência. Essa aquisição vai possibilitar dar mais agilidade ao diagnóstico”, ressalta o secretário da Saúde do Ceará, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho (Dr. Cabeto).
Comprados diretamente da China, os testes rápidos chegaram ao Ceará no último domingo (26) em um avião fretado pelo Governo do Estado. A aeronave trouxe, ainda, Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para reforçar a segurança dos profissionais de saúde. O governador do Ceará, Camilo Santana, destacou a importância do investimento.
“A intenção é expandir ainda mais a testagem no Ceará. Além dos mais de 300 mil testes rápidos, o Governo adquiriu quase 90 toneladas de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para a rede estadual de saúde”, diz o governador Camilo Santana.
O diagnóstico para Covid-19 pode ser feito por meio de duas metodologias: sorológica ou por testes rápidos. No Ceará, o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) e o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce), da rede pública estadual, são habilitados para realizar o diagnóstico laboratorial da doença. Até 28 de abril, mais de 23 mil exames foram realizados.
Diagnóstico Laboratorial
O exame de biologia molecular, o RT-PCR, é feito a partir de secreções coletadas das vias respiratórias (nariz e garganta), por meio de sonda ou do swab, um tipo de haste de plástico com algodões nas pontas. A análise, que dura em média oito horas, identifica a carga genética do vírus no período em que ele está agindo no organismo.
Pessoas que apresentam sintomas como febre, tosse, coriza, dor de garganta e cefaleia devem ser submetidas ao exame.
Testes rápidos
O teste rápido é feito de outra forma. O exame detecta a existência no sangue dos anticorpos de defesa IgG e IgM, produzidos pelo corpo humano contra o vírus SARS-CoV-2, causador da Covid-19.
A recomendação é que o exame seja feito uma semana após o aparecimento de sintomas como febre, tosse e dificuldade para respirar. O resultado sai em até vinte minutos.
Transparência
No IntegraSUS, plataforma de transparência da Secretaria da Saúde do Ceará, a população tem acesso a informações importantes sobre a incidência do coronavírus no Estado. Os dados são atualizados diariamente, até às 17h.
O portal reúne sistemas de monitoramento e gerenciamento epidemiológico, hospitalar, ambulatorial, administrativo, financeiro e de planejamento dos 184 municípios cearenses. O intuito da ferramenta é tornar a saúde pública mais transparente.
“Inteligência e inovação. Essa é a nossa vivência na Sesa, uma vez que o Ceará está entre os estados do Brasil de maior transparência. Temos que criar esse hábito e essa cultura de disponibilizar as informações da forma adequada para a sociedade e o IntegraSUS é isso. Ele integra, dá escala e facilita a divulgação desses processos”, enfatiza , Dr. Cabeto.
Governo do Estado do Ceará
Secretaria da Saúde (SESA- CE)

Governo do Estado lança plataforma para combater fake news relacionadas à pandemia



O Governo do Estado lançou nesta quarta-feira (29) plataforma para combater a disseminação de notícias falsas sobre a pandemia do novo coronavírus no Ceará. Mais conhecidas como fake news, estas informações falsas ou exageradas tem sido criticadas pelo governador Camilo Santana e por outras autoridades do Estado por atrapalharem o enfrentamento a pandemia no Ceará.
Para tentar mitigar os efeitos destas informações falsas, o Governo do Estado irá atuar em dois sentidos: o da checagem dos dados e o da denúncio de fake news. A plataforma virtual, batizada de Antifake CE, irá funcionar como uma agência de checagem de dados.
Quem se interessar por averiguar a veracidade de uma informação, pode procurar um dos canais disponibilizados pelo Governo. Nela, quipes técnicas e de comunicação das secretarias e órgãos vinculados a gestão estadual irão fornecer os dados e informações corretas. A checagem pode ser feita sobre qualquer assunto relacionado ao Executivo estadual.
É possível entrar em contato por meio dos seguintes endereços:
No WhatsApp: (85) 98439-0655
No Telegram: (85) 98956-1392
No e-mail: web@imprensa.ce.gov.br
Nas redes sociais: via direct/inbox nas contas oficiais do Governo no Instagram, Facebook Imprensa, Facebook e Twitter
Fonte: Diário do Nordeste

650 policiais militares do Ceará estão sob suspeita da Covid-19



No dia a dia da rotina de trabalho, os agentes que compõem o setor da Segurança Pública sabem que estão com a vida em risco devido à violência. Quem assume a posição de participar do policiamento ostensivo do Estado carrega consigo a responsabilidade de proteger a população. Devido a este dever, mesmo em tempos de pandemia, o serviço da Polícia se manteve como essencial e os militares permanecem nas ruas, agora, também sendo expostos à infecção pelo novo coronavírus.
A reportagem teve acesso exclusivo ao mapa da Covid-19 na Polícia Militar do Ceará (PMCE). O levantamento indica que, até essa terça-feira (28), 650 policiais militares estavam sob suspeita da doença no Estado. Em 21 casos, a Covid-19 já foi confirmada por meio de exames.
O mapa mostra um número ainda maior de casos que já estiveram sob suspeita dentro da Corporação: 1.472. Além destes, a PMCE contabiliza seis militares recuperados da doença e dois óbitos. Uma dessas mortes foi a do tenente-coronel João Océlio Atanazio Alves, de 50 anos. O oficial tinha hipertensão diagnosticada e ficou hospitalizado durante semanas.
Considerando que, atualmente, a tropa é composta por cerca de 22 mil PMs, os registros indicam que quase 10% dos servidores da categoria estiveram, em algum momento, sob suspeita da doença. Os números comprovam que o alastramento do vírus impacta, diretamente, os agentes e faz reduzir o efetivo em serviço nas ruas.
Farda, brasão, armamento, colete balístico e distintivo. Nenhum desses itens encontrados na rotina de um policial tem serventia para combater a propagação da Covid-19. É na máscara e no álcool em gel que está o mínimo de proteção aos que não podem permanecer em isolamento social como o resto das pessoas.
Presídio militar
A Promotoria de Justiça Militar e Controle Externo da Atividade Policial Militar do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) confirmou que a Covid-19 também chegou ao presídio militar. Nos últimos dias, foi registrado o primeiro caso de militar detido no 5º Batalhão da PMCE, no Centro de Fortaleza onde funciona o presídio, que contraiu o vírus.
O titular da promotoria, Sebastião Brasilino, afirmou que o policial foi hospitalizado após apresentar os primeiros sintomas. Outros presos do equipamento também já teriam se queixado de sintomas característicos da doença. Aqueles que tiveram contato com o infectado estão isolados, sob observação.
A reportagem apurou que devido a esta primeira confirmação, foi pedido ao Juízo da Auditoria Militar de Fortaleza a saída antecipada de PMs presos. Por nota, o Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) informou que o Juízo está analisando todos os processos dos custodiados no presídio militar para verificar a possibilidade da substituição da prisão para o regime domiciliar, com ou sem o uso de monitoramento eletrônico com tornozeleira.
O Tribunal destacou que "a medida se deu em decorrência de um pedido feito pela diretoria do presídio, mas "antes mesmo da confirmação do vírus no local, o Juízo Militar da Capital já estava analisando os casos dos presos que configuram o grupo de risco, conforme recomenda o Conselho Nacional de Justiça (CNJ)".
Fonte: Diário do Nordeste

Tasso defende prudência do Legislativo para evitar acirramento, mas lamenta despreparo do Governo Federal



O senador Tasso Jereissati (PSDB) lamentou, em entrevista veiculada, nesta quinta-feira (30), pelo UOL, a falta de coordenação nas ações de combate à pandemia, condenou o despreparo do Governo Federal para dar estabilidade ao País e defendeu a prudência adotada pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM), para evitar o acirramento da crise política.
Tasso dá um diagnóstico para retratar a triste realidade política e administrativa do País: “Não me lembro de enfrentar um governo tão despreparado. Em vez de estar liderando o combate à pandemia, o presidente está criando problemas e esquecendo completamente dessa crise [da pandemia] que estamos vivendo”, observou o senador cearense.
Esse despreparo, pelas palavras do tucano, está presente no enfrentamento do coronavírus. ‘’Temos relatos de secretários de saúde estaduais dizendo que o Ministério da Saúde está praticamente parado desde que o novo ministro assumiu o cargo. Dá para entender determinadas circunstâncias, ele tem que tomar pé. Mas não é hora de tomar pé. É hora de agir’’, disse Tasso, que criticou, também, o desfecho da saída do ex-juiz Sérgio Moro do Ministério da Justiça.

Covid-19: Governo de Várzea Alegre distribuirá cerca de 30 mil máscaras para a população



O Governo de Várzea Alegre iniciou a distribuição com a população de cerca de 30 mil máscaras. A informação é do prefeito da cidade, Zé Helder (MDB), e é mais uma ação que visa combater a escalada do novo coronavírus no município. 
As máscaras foram distribuídas inicialmente nos bairros Patos, Varjota e Dona Rosinha e alcançará moradores da cidade e da zona rural. São duas máscaras por residência
A entrega das máscaras à população é feita pelos Agentes Comunitários de Saúde, e segundo o prefeito, deve beneficiar cerca de 12 mil pessoas.
O prefeito voltou a pedir o apoio da população para as ações que são tomadas para combater à Covid-19. “Se a população não colaborar, não participar, nós não teremos o êxito necessário contra o coronavírus”, disse.
Zé Helder disse que as máscaras são reutilizáveis e recomendou que antes de usar pela primeira vez as pessoas lavem, e uma vez utilizada, as máscaras devem ser lavadas com água e sabão e de preferência também com duas colheres de sopa de água sanitária para cada litro de água. Feita essa lavagem, as pessoas devem passar o ferro (engomar) na máscara para reuso.
As máscaras são feitas de tecido, sendo 89% de algodão e 11% de poliéster, com duas camadas, atendendo recomendação da Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária, do Ministério da Saúde.
O prefeito explicou que uso da máscara ajuda a combater a contaminação da covid-19. Segundo ele, foi comprovado em outros países, que a máscara forma uma barreira física impedindo que as micropartículas do vírus expelidas pelas pessoas ao tossir ou espirrar atinjam outras pessoas nas partes da boca e nariz, portas de entrada do vírus. “Vamos usar as máscaras ao sair de casa. Vamos sair só na necessidade. Logo sairemos dessa tempestade que a humanidade estar passando”, disse Zé Helder.
Amaury Alencar

Ceará registra 65 bebês de até 1 ano infectados pela COVID-19



O estado do Ceará registrou 65 bebês, de até um ano de idade, contaminados pelo novo coronavírus. As crianças foram testadas para a COVID-19 e tiveram o diagnóstico confirmado, segundo a Secretaria Estadual da Saúde (Sesa).
Do total, há 28 meninos e 37 meninas com a doença. Nove deles precisaram ser hospitalizados.
Em 6 de abril, o estado registrou a morte de um bebê de 6 meses, na cidade de Iguatu (CE), até então a vítima mais nova da COVID-19 no país. No dia seguinte, uma criança de quatro dias de vida morreu em Natal, no Rio Grande do Norte, e passou a ser a mais nova vítima fatal da doença no Brasil.
Com 7.267 casos confirmados até quarta-feira (29), segundo dados do Ministério da Saúde, o Ceará é o terceiro estado no ranking de números da COVID-19 pelo país. São 441 mortes registradas.
SESA

ACOPIARA > CE . Homem morto em troca de tiros é suspeito de duplo homicídio

30/04/2020 > QUINTA-FEIRA
Quatro armas de fogo foram apreendidas pela Polícia Militar do Ceará (PMCE), após uma ação de policiais militares lotados na 1ª Companhia do 4° Batalhão Especializado de Policiamento do Interior (Bepi/Cotar) da Polícia Militar do Ceará (PMCE). O material foi encontrado na residência de um suspeito em Acopiara – Área Integrada de Segurança 21 (AIS 21), na madrugada desta quarta-feira (29). Maicon Duarte Lira Pinheiro (21), que veio a óbito após troca de tiros com os policiais, é suspeito de um duplo homicídio ocorrido neste ano.
Após receberem informações sobre a localização de Maicon, os policiais militares diligenciaram até a zona rural de Acopiara, em um sítio conhecido por Baixio dos Duartes. De acordo com as informações recebidas pelos PMs, ele se encontrava escondido nesse imóvel desde o dia 19 de abril, quando cometeu um duplo homicídio que vitimou pai e filho na cidade.
Durante o cerco ao local, os policiais militares visualizaram o suspeito e deram voz de parada, que não foi obedecida. Maicon sacou uma arma de fogo e começou a disparar contra a composição, que revidou. O suspeito foi atingido, chegou a ser socorrido, mas veio a óbito. Além do revólver calibre 38 apreendido com o homem, os policiais militares apreenderam três espingardas socadeiras.
Maicon era procurado pela forças de segurança do Estado por ser o suspeito de matar Raimundo Alves de Sousa Filho (58) e Talys Alves de Almeida (22), pai e filho respectivamente. De acordo com as investigações da Delegacia Municipal de Acopiara, Talys e um irmão teriam intervindo em uma discussão entre Maicon e sua companheira.
Desde então, os dois homens eram ameaçados de morte pelo suspeito. Foi então que no dia 19 de abril, Maicon efetuou disparos de arma de fogo contra Talys quando a vítima chegava à sua residência, no bairro Vila Esperança. Durante o fato, Raimundo Alves também foi baleado. Ambos vieram a óbito. O inquérito policial para apurar o fato segue em andamento. Sobre a ação desta quarta-feira, as armas de fogo apreendidas foram encaminhadas à unidade da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), onde o caso foi registrado.
Acopiara News

*Sarto comemora decisão que garante entrega de equipamentos para o combate à Covid-19 no Ceará*

*Sarto comemora decisão que garante entrega de equipamentos para o combate à Covid-19 no Ceará*
O presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, deputado José Sarto (PDT), comunicou nesta quarta-feira (29), durante a sessão deliberativa remota, que o Estado conseguiu na Justiça o direito de receber 94 respiradores comprados pela rede pública de saúde. Sarto comemorou a decisão da Justiça Federal, que acatou pedido de liminar dos Ministérios Públicos Federal (MPF) e do Estado do Ceará (MPCE)
“São quase 100 leitos de UTI para Covid-19 que a partir de amanhã, com a chegada dos ventiladores, nós vamos poder equipar e garantir segurança e saúde ao povo do Ceará”, celebra o presidente Sarto.
Os equipamentos foram comprados de uma empresa do interior de São Paulo, mas ficaram retidos pelo Governo Federal. A decisão da Justiça Federal tornou sem efeito as requisições e determinou a entrega imediata das máquinas, estabelecendo multa para o caso de descumprimento.
Presidente da Al/CE
Deputado José Sarto

ACOPIARA > CE > PLANTÃO DE POLÍCIA . Homem morre em confronto com o Cotar na zona rural

Um homem identificado como Maicon, morreu durante a madrugada desta quarta-feira (29) durante confronto com policiais militares do Cotar e Raio, na zona rural de Acopiara.
O confronto ocorreu na localidade de Sitio Baixio dos Duarte, região do Distrito de Trussu, município de Acopiara. O policiamento realizava diligencias no intuito de localizar suspeitos de praticar um duplo homicídio em Acopiara, crime ocorrido no dia 19 de abril no Bairro Vila Esperança, na ocasião pai e filho foram mortos a tiros dentro de casa.
Foi apreendido nessa ocorrência, três espingardas e um revolver calibre 38. O Rabecão esteve no Hospital de Acopiara e removeu o corpo ao IML de Iguatu. A Secretária de Segurança Pública e Defesa Social deve divulgar até o final do dia, nota com informações detalhadas sobre essa ocorrência.
Fonte: Acopiara news

ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA AO VIVO > SESSÃO REMOTA

CIDADÃOS DE ACOPIARA, PEDEM MAIS RIGOR NA FISCALIZAÇÃO E USO DE MÁSCARA!!!!

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé e atividades ao ar livreA imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé e atividades ao ar livre
Bom dia amigos Acopiarenses! Gente, não sou contra o isolamento social para as pessoas de alto risco, funcionários estaduais, federais, municipais(claro, com as devidas normas de essenciais), mas o que temos visto são muitos pagando pelo LUCRO de vários. Acho que deveria sim, haver uma fiscalização mais rigorosa com a questão das prevenções, principalmente no uso de máscaras. Porque só os mercantis, super mercados, frigoríficos e outros estão trabalhando quase em sua normalidade?( com as devidas precauções) Minha preocupação, e com certeza de muitos é a avalanche de comércios falidos e o numero assustador desempregados. O que defendo, sim ao trabalho, sim a maior rigorosidade às fiscalizações( inclusive com multas) nas medidas de prevenção.#OBRIDATORIEDADENOUSODEMÁSCARAS!
Jorge Ferreira



Ceará é o 3º estado do Nordeste com mais pedidos de seguro-desemprego na segunda quinzena de abril


GOVERNO estima fila de 200 mil de quem não consegue acessar seguro-desemprego

29/04/2020 > QUARTA-FEIRA
Atrás apenas da Bahia (12.316) e de Pernambuco (9.345), o Ceará é o terceiro em número de pedidos de seguro-desemprego durante a crise do novo coronavírus no Nordeste. Ao todo, 8.299 mil trabalhadores demitidos sem justa causa solicitaram o auxílio na primeira quinzena de abril, no Estado.
Somente nos últimos 15 dias do mês passado, foram 6.365 entradas para a obtenção do benefício. Em todo o Brasil, o número chegou a 804.538, entre o começo de março e a primeira quinzena de abril. Em relação ao perfil dos solicitantes, a maioria é do sexo masculino (59,45%), com idades entre 30 e 39 anos (33,95%), ensino médio completo (58,65%) e do setor de serviços (39%).
Os dados, divulgados ontem pela Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, mostram pela primeira vez o comportamento do mercado de trabalho diante da pandemia.
Em 2019, o número de registros foi 7% superior ao atual, totalizando 866.735. O levantamento, no entanto, não contabiliza os trabalhadores que sequer conseguiram acionar o seguro-desemprego. Durante coletiva de imprensa, o secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Bruno Bianco, confessou que houve cerca de 200 mil pedidos que não foram efetivados.
Quando esse excedente é adicionado à conta, o saldo ultrapassa 1 milhão. Ou seja, há 150 mil pedidos a mais que o ano passado. Para o Governo Federal, o resultado é positivo e reflete as ações emergenciais e Medida Provisória (MP 936/20) — que permite a suspensão do contrato de emprego por até 60 dias, além da redução da jornada e salário por até três meses.
O professor Eneas Arraes Neto, do Laboratório de Estudos do Trabalho e Qualificação Profissional da Universidade Federal do Ceará (Labor-UFC), pondera que o mercado de trabalho enfrenta uma forte pressão em razão da crise sanitária e econômica da Covid-19, mas que ainda é cedo para avaliar esses impactos.
"O momento é nebuloso e todo o dado ainda é incerto. A queda de atividade econômica vai perdurar e, neste contexto, é preciso pensar numa solução viável para o cenário negativo que vamos viver", aponta, sugerindo que a renda básica emergencial de R$ 600 seja ampliada por, pelo menos, um ano.
Outro ponto seria discutir a redução da carga horária para viabilizar mais empregos. Silvana Parente, vice-presidente do Conselho Regional de Economia Ceará (Corecon-CE), reitera que o balanço ainda não espelha os efeitos da crise, mas destaca que as iniciativas do Governo Federal conseguem mitigar efeitos ainda mais drásticos.

'E daí? Lamento. Quer que eu faça o quê?’, diz Bolsonaro sobre mortes por coronavírus

O presidente Jair Bolsonaro perguntou a uma repórter, na portaria do Palácio da Alvorada, o que quer que ele faça em relação às mortes por coronavírus no Brasil, que nesta terça-feira (28) superaram as da China, país de origem da pandemia.
Nesta terça-feira, segundo boletim divulgado pelo Ministério da Saúde, o número de mortes confirmadas por covid-19, a doença provocada pelo coronavírus, ultrapassou a marca dos 5 mil, chegando a 5.017. Na China, são 4.643.
Durante a entrevista, uma jornalista disse ao presidente: “A gente ultrapassou o número de mortos da China por covid-19”. O presidente, então, afirmou:
“E daí? Lamento. Quer que eu faça o quê? Eu sou Messias, mas não faço milagre", disse, em referência ao próprio sobrenome.
Momentos depois, na mesma entrevista, Bolsonaro disse se solidarizar com as famílias das vítimas. “Lamento a situação que nós atravessamos com o vírus. Nos solidarizamos com as famílias que perderam seus entes queridos, que a grande parte eram pessoas idosas”, disse.
“Mas é a vida. Amanhã vou eu. Logicamente, a gente quer ter uma morte digna e deixar uma boa história para trás”, disse o presidente.
Questionado se conversaria com o ministro da Saúde, Nelson Teich, sobre a flexibilização do distanciamento social, Bolsonaro afirmou que não dá parecer e não obriga ministro a fazer nada.
O presidente também disse que ninguém nunca negou que a covid-19 causaria mortes no Brasil e que 70% da população será infectada.
“As mortes de hoje, a princípio, essas pessoas foram infectadas há duas semanas. É o que eu digo para vocês: o vírus vai atingir 70% da população. Infelizmente é a realidade. Mortes vão (sic) haver. Ninguém nunca negou que haveria mortes”, disse.
Exames
O presidente também foi questionado sobre decisão judicial que deu ao jornal “O Estado de S. Paulo” o direito de ter acesso resultados dos testes de coronavírus aos quais se submeteu. Segundo o presidente, os dois exames resultaram negativo.
Bolsonaro disse ter o direito de não mostrar os resultados dos testes.
“Vocês nunca me viram aqui rastejando, com coriza. Eu não tive [a doença], pô. E não minto [...]. Da minha parte, não tem problema mostrar. Mas, agora, eu quero mostrar que eu tenho o direito de não mostrar”, afirmou.
Fonte: G1

Vacina para covid-19 pode estar pronta no final de 2020



A farmacêutica americana Pfizer disse ontem terça-feira, 28, que uma vacina para a covid-19 pode estar pronta para uso emergencial nos Estados Unido durante o outono local, que vai de setembro a novembro, caso seja aprovada em testes de segurança.
Os testes da vacina, que já começaram na Alemanha, podem iniciar nos EUA na próxima semana, se as autoridades reguladores permitirem, disse o CEO da companhia, Albert Bourla, em uma entrevista. Segundo o empresário, os resultados do estudo podem estar disponíveis em maio.
Uma outra vacina, em estudo no Reino Unido, poderá ficar pronta em setembro.
Segundo a Pfizer, se os testes de segurança forem bem-sucedidos, a distribuição da vacina para uso emergencial poderia começar no outono e a autorização para uso geral poderia ocorrer no final de 2020.
Fonte: Estadão

Ceará alcança 6,9 mil casos confirmados de Covid-19 e 417 mortes por doença

Mais um dia do mês de abril com aumento dos registros de pacientes diagnosticados com Covid-19 no Ceará. O Estado já se aproxima da marca dos 7 mil casos da doença. Ao todo, o estado contabiliza 417 mortes, além de 6.985 casos de infecção pelo coronavírus, conforme a plataforma da Secretaria da Saúde (Sesa), o IntegraSUS, atualizada às 16h56 desta terça-feira (28).
A atualização do boletim anterior, às 15h46 desta terça-feira, registrava 415 mortes e 6.982 casos casos casos confirmados em 138 cidades.
Fortaleza continua a concentrar o maior número de casos, com 329 óbitos e 5.481 diagnósticos positivos para Covid-19. As cidades de Caucaia e Maracanaú, na Região Metropolitana, vêm em seguida com 274 e 148 casos confirmados, respectivamente.
No fim da tarde do domingo (26), a capital cearense registrava 4.991 diagnósticos positivos para a doença e, nesta segunda-feira, ultrapassou o patamar dos 5 mil.
A faixa etária que reúne a maior quantidade de óbitos no Ceará é de 80 anos ou mais, para ambos os gêneros.
Os casos estão distribuídos por 139 municípios cearenses. Ao todo, 23.428 pessoas já realizaram testes para a doença em todo o Estado.
Fonte: Veja

Liberado em farmácias, teste rápido para Covid-19 tem limitações



Antes aplicados apenas em serviços hospitalares, públicos ou privados, os testes rápidos para a detecção do novo coronavírus poderão ser aplicados também em farmácias e drogarias, como decidiu, nesta terça-feira (28), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Contudo, o método que promete resultados entre 10 e 30 minutos não é tão confiável, segundo as autoridades de Saúde, podendo fornecer falsos negativos e, até mesmo, falsos resultados positivos.
O teste rápido não detecta o coronavírus em si, mas a presença de anticorpos (IgG e IgM) produzidos pelas células de defesa do organismo após contato com vírus. Baseado na análise do sangue, soro ou plasma, o resultado fica disponível entre 10 e 30 minutos, segundo a Anvisa.
A doutora Bruna Ribeiro Teles, pesquisadora do Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento de Medicamentos da Universidade Federal do Ceará (NPDM/UFC) e integrante do Laboratório de Diagnóstico do Covid, explica que todo tipo de teste rápido tem um percentual de falso positivo e de falso negativo.
“Como ele é feito com a amostragem de sangue, alguns fatores podem influenciar na detecção, como a coagulação sanguínea, que pode gerar erros de leitura, resultando em falso negativo, e o percentual de sensibilidade do teste, que pode levar a erros de leitura do exame, resultando em falso positivo”, detalha.
O exame é considerado positivo quando detectada a presença de IgM e IgG, na qual o IgM positivo representa infecção recente e o IgG positivo representa o anticorpo da imunidade. Quando há ausência da detecção de ambos, o teste é considerado negativo.

Sem dinheiro, municípios cearenses cortam salários e serviços para sobreviver à crise


À espera de auxílio federal para pagar contas e manter os serviços públicos funcionando, prefeitos cearenses buscam saídas internas para sobreviver ao cenário de crise agravado pela pandemia do novo coronavírus. Cortes de salários, paralisação de obras, realocação de recursos, entre outras medidas, são algumas das ações urgentes adotadas nos últimos dias.
A Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece) estima perda de R$ 500 milhões do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), além da queda de R$ 270 milhões do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e da redução de até R$ 350 milhões do Imposto sobre Circulação de Bens e Mercadorias (ICMS) em 2020.
A baixa dos recursos é consequência da desaceleração da economia, reforçada pela paralisação da maior parte dos setores econômicos prejudicados pela Covid-19. Com os comércios fechados e a queda na produção, também cai o percentual de pagamento dos impostos. É nesse cenário que a receita dos prefeitos cai e a necessidade de auxílio federal se torna uma das principais demandas para uma solução a médio prazo.
O prefeito de Redenção, David Benevides (PDT), anunciou corte de gastos com aluguel de imóveis e combustível. A gestão reduziu em 10% o salário dos servidores comissionados e dos secretários. Benevides também reduziu o próprio salário em 15%. “São medidas para que gere uma economia para que a Prefeitura continue com a capacidade de honrar compromisso com a folha de pagamento, já que nós percebemos aqui na cidade que o pagamento da folha se tornou agora não só uma atitude de ordem pública, mas também de saúde”.