FELIZ ANO NOVO!!!!SÃO OS VOTOS DO BLOG DO CARLOS DEHON, !!!!!!

 

Hoje, é o último dia do ano, desde março atravessamos a pior crise na saúde mundial, muitos se foram, muitas lágrimas caíram por sobre o planeta, os que receberam a "vida" como presente saibam agradecer, os outros presentes não interessa. O que mais importa neste momento, é agradecer ao Pai, que nos deu o privilégio de ter ao nosso lado, nossos familiares e amigos, vivos!!!Champagne, vinhos, carnes, árvores de natal, são ornamentos fictícios, que poderão voltar no momento certo, a vida não!!!!Obrigado, á marcas que acreditaram no potencial do blog, MOVELETRO, Óptica Morais, Mercantil Albuquerque, Infocyber, Funerária Caminho do Céu, Churrascaria BEMMEQUER, PH, MULTIMARCAS. Não preciso dizer que torci e muito, sonhei e muito para que Acopiara, voltasse a crescer, mas a vontade do povo é soberana e devemos respeitá-la, não estou aqui para julgar ninguém, estou aqui para avançar como ser humano e se puder ajudar, sempre estarei á disposição. Um feliz ano novo, sorte, saúde e paz. Carlos Dehon

DESTAQUE > PROMOÇÃO ANO NOVO VIDA NOVA MOVELETRO!!!!!FELIZ ANO NOVO, SÃO OS VOTOS DA REDE "MOVELETRO""

 


DESTAQUE > A PH, MULTIMARCAS RECEBEU MUITA NOVIDADE, E HOJE ESTARÁ ABERTA ATÉ O ÚLTIMO CLIENTE!!!!CONFIRA!!!!!

 






EVANGELHO DO ÚLTIMO DIA DO ANO COM PADRE CHICO SILVEIRA

31/12/2020 > QUINTA-FEIRA

DESTAQUE > PARABÉNS, MUITA SORTE NESSA NOVA EMPREITADA, NOVOS DESAFIOS,!!!!!!ELPÍDIO MOREIRA!!!!!

Boa noite, amigos! Depois de um dia de muito trabalho, passo aqui para deixar registrado publicamente meu agradecimento pela honra de servir ao povo fortalezense a convite desse grande homem público que é @sartoprefeito12. Tenho a satisfação de trabalhar ao lado de Sarto há muitos anos e todo dia é um grande aprendizado. O novo desafio é grande, mas há de ser também recompensador! Obrigado ao prefeito Sarto pela confiança e a todos amigos pelas mensagens carinhosas!
Elpídio Moreira (Novo Secretário e Chefe de Gabinete)  do Prefeito eleito Sarto Nogueira.


"Prioridade é fazer com que Fortaleza tenha a cultura na agenda principal", diz novo secretário

 

Médico de formação e músico amador, Elpídio Nogueira assume a Secretaria da Cultura de Fortaleza após passagens pela Secretaria de Direitos Humanos e Desenvolvimento Social e pela pasta do Turismo.
Elpídio Nogueira > Novo Secretário da Cultura de Fortaleza
O vereador Elpídio Nogueira (PDT) foi anunciado como novo titular da Secretaria da Cultura de Fortaleza (Secultfor), para a gestão de Sarto Nogueira (PDT). Para o novo secretário, a prioridade da nova gestão será "unir as sete artes, e fazer com que Fortaleza tenha a cultura na agenda principal. Eu conto com a galera toda, inclusive ex-secretários, para que a gente consiga fazer um planejamento", resumiu Elpídio.

Irmão do prefeito eleito, Elpídio é médico de formação, músico amador, e esteve à frente da Secretaria de Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SDHDS) e do Turismo no mandato de Roberto Cláudio. 

Ele ainda destacou que a Secultfor deve se voltar à gestão de novos equipamentos culturais do município, como o Centro Cultural Belchior (criado no segundo mandato de Roberto Cláudio) e o Teatro São José reinaugurado. Ações como o Festival de Música de Fortaleza devem se manter no calendário e o novo gestor da cultura municipal ainda vislumbra criar, para o segundo semestre, um festival de música com apelo "internacional". 

Processos

Elpídio Nogueira afirmou ainda que a experiência como secretário de duas pastas na gestão Roberto Cláudio deve ajudar-lhe a conduzir processos administrativos na nova pasta. "Dessa forma, eu pude me apropriar de como são os caminhos, por meio de uma série de projetos que pude executar", observa. 

Sobre a familiaridade com a cultura, ele, que é médico de formação, acrescenta que o prefeito eleito também é músico amador e a afinidade deve facilitar o diálogo em prol da área. "Como vereador, direcionei várias emendas pra área. Já participo da vida cultural da cidade há bastante tempo, sempre ajudei o Festival de Jazz e Blues de Guaramiranga. E tenho um projeto da Virada Cultural de Fortaleza", alinha Elpídio.
(*) DN

Renato Lima será o homem forte de Sarto na gestão

Renato Lima, atual coordenador das Regionais, será o secretário de Governo, responsável por toda articulação política e coordenação de ações na gestão Sarto. Os dois são amigos e trabalham juntos há muitos anos. Homem de confiança plena, dará ao prefeito suporte para uma gestão ajustada. 

Renato Lima cuidou das Regionais, conhece cada rua, bairro e líder comunitário de Fortaleza. Também, todo o mapa de obras a serem feitas e as que estão em andamento. 

Os maiores valores do futuro secretário Renato Lima são a inteligência, a forma educada de tratar as pessoas e a humildade.

DESTAQUE > EM LIVE SARTO NOGUEIRA ANUNCIA SECRETARIADO!!!!!BLOG DIVULGA EM PRIMEIRA MÃO!!!!!

DESTAQUE POLÍTICO > Sarto anuncia secretários da Prefeitura de Fortaleza; veja quem são

Ex-Prefeito Roberto Cláudio e Sarto Nogueira


O prefeito eleito de Fortaleza, Sarto Nogueira (PDT), anunciou, no início da tarde desta quarta-feira (30), a lista de secretários do Município. O pedetista toma posse na próxima sexta-feira (1º). 

O quadro de secretários anunciado hoje é parcial. Sarto ainda deve nomear os titulares das 12 regionais da Cidade, por exemplo. Isso porque antes de deixar o cargo, o atual prefeito Roberto Cláudio (PDT) se comprometeu a regulamentar a nova divisão da Capital. Assim, Sarto poderá acomodar mais aliados na titularidade de tais pastas. 

Com os auxiliares definidos no Executivo, Sarto também desata um nó no Legislativo. Isso porque os vereadores aguardavam essa decisão para bater o martelo sobre a nova Mesa Diretora da Câmara, a ser votada no dia 1º de janeiro. A expectativa é de que haja uma chapa de consenso entre os parlamentares.

Veja quem são os novos secretários da Prefeitura de Fortaleza:

  • Elpídio Moreira - Secretário Chefe do Gabinete do Prefeito
  • Renato Lima - Secretário Municipal de Governo
  • Cristina Machado - Chefe da Controladoria e Ouvidoria Geral do Município
  • Fernando Oliveira - Procurador Geral do Município
  • Flávia Teixeira - Secretária Municipal de Finanças
  • Marcelo Pinheiro - Secretário Municipal do Planejamento, Orçamento e Gestão
  • Coronel Eduardo Holanda - Secretário Municipal da Segurança Cidadã
  • Dalila Saldanha - Secretária Municipal da Educação
  • Ana Estela - Secretária Municipal da Saúde
  • Samuel Dias (PDT) - Secretário Municipal da Infraestrutura
  • Ferruccio Feitosa (PDT) - Secretário Municipal da Conservação e Serviços Públicos
  • Alexandre Pereira - Turismo
  • Elpídio Nogueira - Cultura
  • João Pupo - Secretaria Municipal da Gestão Regional
  • Élcio Batista (PSB) - Superintendência do Instituto de Planejamento de Fortaleza (Iplanfor)
  • Adail Fontenele - Secretaria Municipal de Desenvolvimento Habitacional
  • Rodrigo Nogueira - Secretário Municipal do Desenvolvimento Econômico
  • Luciana Lobo - Secretária Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente
  • Ozíris Pontes - Secretário Municipal de Esporte e Lazer
  • Cláudio Pinho - Secretário Municipal dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social
  • (*) DN

DESTAQUE > SARTO É DIPLOMADO PREFEITO DE FORTALEZA

Com muita honra e alegria, recebi hoje o diploma de prefeito eleito de Fortaleza. Mais uma vez, agradeço a generosidade de todas e de todos que depositaram em mim a esperança de uma cidade cada vez melhor.
PREFEITO:  SARTO



Fortaleza será dividida em 12 regionais na gestão Sarto Nogueira

A cidade de Fortaleza passará, ainda neste ano, por uma mudança que aumentará de sete para 12 o número de regionais na Capital. Às vésperas de deixar o cargo, o prefeito Roberto Cláudio (PDT) anunciou que assinará decreto que regulamenta a mudança, tirando do papel um redesenho territorial e administrativo aprovado há mais de um ano na Câmara Municipal. Na prática, a alteração será implementada somente na gestão do futuro prefeito, Sarto Nogueira (PDT), que toma posse no próximo dia 1º de janeiro.

A composição do secretariado da futura gestão será anunciada hoje, mas, de acordo com interlocutores do pedetista, a equipe que irá comandar tais regionais será divulgada posteriormente. A proposta de mudança territorial está descrita no Plano Fortaleza 2040, estudo que sugere estratégias a serem implementadas em curto, médio e longo prazos para melhorar a qualidade de vida na Capital. “A cidade que existia quando foram implementadas as sete regionais mudou completamente”, disse Roberto Cláudio, ontem, em entrevista à Rádio Verdes Mares.

O atual desenho da Cidade foi concebido ainda no Governo de Juraci Magalhães, em 1997. “Um dos critérios usados por ele foi a divisão igual da população. Para se ter uma ideia, a Regional 6 tem hoje 650 mil pessoas, enquanto outras têm 250 mil. Houve uma completa transformação da Cidade, que ganhou 800 mil pessoas nesse meio tempo. A Cidade cresceu populacional e territorialmente”, acrescentou o atual chefe do Executivo municipal.
(*) Matéria completa no DN

Vereadores do PDT são convocados para reunião e devem encaminhar chapa para eleição da Mesa Diretora

O presidente da Câmara Municipal, Antônio Henrique (PDT), convocou uma reunião, nesta quarta (30), às 15h, com os vereadores do PDT. A reunião foi marcada em seguida ao anúncio do secretariado do prefeito eleito Sarto (PDT). Eles devem definir a chapa que vai concorrer à eleição da Mesa Diretora, em que Antônio Henrique tenta reeleição à Presidência.
(*) Ponto Poder

Acaba nesta quinta-feira o estado de calamidade pública no país

 30/12/2020 > QUARTA-FEIRA

Acaba nesta quinta-feira o Estado de Calamidade Pública em vigor desde março. O reconhecimento do estado de calamidade pública, previsto para durar até 31 de dezembro, é necessário “em virtude do monitoramento permanente da pandemia Covid-19, da necessidade de elevação dos gastos públicos para proteger a saúde e os empregos dos brasileiros e da perspectiva de queda de arrecadação”. 

Sem o estado de calamidade pública, o governo federal terá que aprovar no Congresso Nacional todas as Medidas Provisórias necessárias para manter o nível de investimentos no combate da Covid 19.

Anvisa muda regras para uso emergencial de vacina contra covid-19

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) alterou ontem (29) dois pontos dos requisitos mínimos para submissão de pedido de autorização de uso emergencial de vacinas para covid-19.
“A publicação foi alterada em pontos específicos referentes aos documentos a serem submetidos à agência”, disse a Anvisa, em nota.
A mudança foi divulgada um dia depois da farmacêutica Pfizer informar, em comunicado, que não solicitará o uso emergencial de sua vacina no Brasil.
O imunizante foi desenvolvido em parceria com a empresa alemã BioNtech e já é utilizado em países como Reino Unido, Estados Unidos, Alemanha e França, entre outros. 
A Anvisa modificou um dos pontos destacados pela Pfizer como entrave para o uso emergencial. O dispositivo exigia a apresentação de um cronograma de distribuição da vacina específico para o Brasil, bem como a informação precisa da quantidade de produto acabado disponível para compra. Segundo a multinacional farmacêutica, tais pontos “só poderão ser definidos na celebração do contrato definitivo”.
Novas regras
Pelas novas regras da Anvisa, passou a ser necessário apresentar somente “informações sobre a previsão da quantidade de produto acabado disponível para importação e/ou disponibilização”.
O outro ponto alterado diz respeito ao Termo de Consentimento Livre e Esclarecido a ser elaborado com os dados específicos da vacina que se pretende autorizar para uso emergencial.
A Anvisa incluiu nos requisitos a sugestão de que seja utilizado o modelo simples disponibilizado pelo governo do Reino Unido. Pode ser empregado também “outro modelo desenvolvido pela empresa”, segundo a nova redação do Guia 42/2020.
No comunicado de segunda-feira (28), a Pfizer disse ter se reunido com técnicos da Anvisa em 14 de dezembro para esclarecer as dúvidas sobre o pedido de uso emergencial, e que, até aquele momento, concluiu ser mais célere submeter a vacina aos trâmites normais de autorização.
Edição: Kleber Sampaio

Governo amplia prazo de saques do Bolsa Família

O governo federal ampliou de 90 dias para 270 dias o prazo para beneficiários do Bolsa Família sacarem os recursos já depositados do programa social e do auxílio emergencial residual. A portaria do Ministério da Cidadania foi publicada hoje (30) no Diário Oficial da União.

De acordo com o texto, a legislação prevê que o prazo de saque do programa pode ser ampliado em municípios com declaração de situação de emergência, como é o caso da pandemia de covid-19. Além disso, a medida visa evitar aglomerações nos locais de pagamentos, como forma de prevenção, controle e contenção de riscos de disseminação do novo coronavírus.

A prorrogação será contada da data da disponibilidade da parcela dos benefícios. Ela incidirá ainda em todas as parcelas do Bolsa Família disponibilizadas para pagamento durante a vigência da situação de emergência em razão da covid-19 e que ainda estejam válidas, segundo o calendário de pagamentos e operacional do programa.
(*) Diário Oficial da União

Camilo Santana propõe que professores estejam no primeiro grupo de vacinação contra a Covid-19

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), afirmou por meio de transmissão ao vivo em rede social nesta terça-feira (29) que tem defendido, junto ao Ministério da Educação, que professores sejam incluídos no primeiro grupo de vacinação contra a Covid-19 em 2021.
Camilo lembrou que a etapa inicial da imunização contemplará primeiramente profissionais da saúde e pessoas que compões o grupo de risco.

"Tenho defendido, junto ao Ministério da Educação, que os professores também entrem na primeira fase da vacinação. Porque a vacinação vai ser em fases e a primeira está prevista para profissionais de saúde e pessoas com mais de 65 anos. E é importante incluir nessa primeira fase os professores, porque têm muito contato com crianças, jovens, muitas vezes assintomáticas", justificou Camilo.

Plano de vacinação nacional

O plano nacional de vacinação do governo federal divulgado em 17 de dezembro prevê uma vacinação em fases.

Segundo o plano, na fase um, serão vacinadas 14,8 milhões de pessoas. Nesse grupo estão trabalhadores de saúde: médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, farmacêuticos, dentistas e pessoal de apoio desse setor, como auxiliares de limpeza e motoristas de ambulância; pessoas com mais de 75 anos ou as com mais de 60 que estejam em asilos ou instituições psiquiátricas; indígenas em terras demarcadas; e comunidades tradicionais ribeirinhas.

Na fase dois ocorrerá no segundo e terceiro meses após o início da vacinação. Por exemplo, se a vacinação começar em fevereiro, essa fase começaria em março. Serão vacinadas mais de 22,1 milhões de pessoas que têm de 60 a 74 anos e não vivem em asilos e instituições psiquiátricas.

A fase três tem previsão de começar no quarto mês após o início da vacinação. Nesse grupo, estão 12,7 milhões de pessoas. São pessoas com comorbidades como diabetes, hipertensão arterial grave, doenças pulmonares crônicas, doenças renais e do coração, pessoas que receberam transplante de órgão ou que sofrem de anemia falciforme, câncer e obesidade grave.

O plano do governo também descreve como prioritários trabalhadores da educação, o que inclui todos os professores e funcionários de escolas públicas e privadas, as forças de segurança, policiais federais, policiais civis ou militares, Forças Armadas, presos, funcionários do sistema prisional, quilombolas, moradores de rua, portadores de deficiência.

As pessoas desse grupo prioritário ainda não têm data certa para serem vacinadas. Também não há data marcada para a vacinação de quem não faz parte de nenhum grupo prioritário. Ou seja, pessoas menores de 60 anos que não têm comorbidades, não atuam nas áreas essenciais listadas pelo governo ou não estão em condição de vulnerabilidade. Elas só serão vacinadas depois que o governo vacinar os grupos prioritários.

O governo anunciou que planeja concluir a vacinação da população em geral em até um ano e quatro meses após o início da vacinação.

Fonte: G1 CE

Argentina vota lei do aborto e Papa Francisco rebate em mensagem no Twitter


Senado da Argentina instaurou nesta terça-feira, ontem,  a sessão em que irá discutir um projeto de legalização do aborto até a 14ª semana de gestação, dois anos depois que uma iniciativa semelhante foi rejeitada nessa câmera.
A sessão, que transcorre com alguns congressistas presentes e outros participando de forma remota, teve início às 16h locais, com a assistência de 67 senadores, informou a presidente da câmara, Cristina Kirchner.
Há 58 oradores inscritos e estima-se que a votação aconteça de madrugada. Milhares de manifestantes favoráveis e contrários à proposta ocuparam as ruas vizinhas ao Congresso, exibindo cartazes e agitando bandeiras.
Um projeto para legalizar o aborto foi rejeitado em agosto de 2018 no Senado, mas, desta vez, a disputa se mostra mais acirrada e o resultado é incerto. O promotor da iniciativa foi o presidente de centro-esquerda Alberto Fernández, inspirado nos princípios da organização Campanha pelo Aborto Legal, Seguro e Gratuito, identificada com o verde, cor que marcou manifestações gigantescas.
"Sou católico, mas tenho que legislar para todos. Todos os anos, cerca de 38.000 mulheres são hospitalizadas por abortos e, desde a recuperação da democracia (em 1983), mais de 3.000 mulheres morreram por esta causa", apontou Fernández. O governo calcula que sejam realizados entre 370.000 e 520.000 abortos clandestinos por ano, em um país de 45 milhões de habitantes.
A oposição à interrupção voluntária da gravidez, que adotou a cor azul, tem como representantes a Igreja Católica e a Aliança Cristã de Igrejas Evangélicas, também promotoras de grandes manifestações nas ruas. O Papa Francisco, antigo arcebispo de Buenos Aires, publicou hoje no Twitter que "o Filho de Deus nasceu descartado para dizer a nós que toda pessoa descartada é um filho de Deus. Veio ao mundo como uma criança vem ao mundo, fraca e frágil, para que possamos acolher nossas fragilidades com ternura", uma mensagem interpretada pela imprensa como de rejeição à lei.
Fonte: AFP

Ceará apresenta condições favoráveis à chuva a partir desta quarta-feira (30), aponta Funceme

O estado do Ceará deve apresentar cenário favorável às precipitações a partir desta quarta-feira (30), de acordo com previsão do tempo divulgada pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). De acordo com o órgão, há tendência de chuvas em todas as macorregiões que compõem o estado.
A Funceme indicou ainda que a intensidade dessas precipitações deve variar entre fraca e moderada, predominantemente. E esses registros de chuva devem acontecer de forma isolada.

Na faixa litorânea do Ceará, e em outras regiões como o Maciço de Baturité, Ibiapaba e no norte do Sertão Central, os acumulados de chuva devem se concentrar nos períodos da madrugada, manhã e início da tarde. Já no Cariri e Jaguaribana, as principais precipitações ocorrem no final da tarde e à noite.

Fonte: Diário do Nordeste

DESTAQUE ESPORTIVO > COPA DO BRASIL NA TELINHA!!!!!

 


21h30 – São Paulo x Grêmio – Copa do Brasil

Canais: Globo e SporTV 2

21h30 – América-MG x Palmeiras – Copa do Brasil

Canais: Globo (MG) e SporTV

Pesquisa do Datafolha aponta que, para 57% dos brasileiros, desemprego vai aumentar

O cenário da economia é de preocupação com o fim do auxílio emergencial e com a incerteza sobre a geração de empregos nos primeiros meses de 2021. Há, sim, motivos para inquietação: uma pesquisa do Instituto Datafolha, publicada, nesta quarta-feira, mostra que, para 57% dos brasileiros, o desemprego vai aumentar.
Os números do Datafolha mostram, ainda, que, para 20% dos entrevistados, o desemprego cairá, enquanto outros 21% acham que o quadro permanecerá na atual situação. A pesquisa foi realizada entre os dias 8 e 10 de dezembro. Há um ano, de acordo com o Instituto Datafolha, 42% esperavam aumento do desemprego, 30% achavam que iria diminuir e 26% não esperavam mudanças.
Os dados sobre o aumento das demissões no início de ano não representam novidade uma vez que, após o período de festas de Natal e Réveillon, marcados pelo aquecimento das vendas, o movimento cai nos meses de janeiro e fevereiro do ano subsequente e, como consequência, crescem os índices de desemprego.
O fim de 2020 e o início de 2021 tem, porém, uma situação atípica: a pandemia da Covid-19 desacelerou a economia, provocou uma onda de demissões e, após 9 meses, não houve reação para a recuperação dos índices de empregos. O ano chega ao fim com, pelo menos, 14 milhões de desempregados.

FGTS: Prazo para saque emergencial termina nesta quinta-feira

O prazo para o saque emergencial de até R$ 1.045 do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) termina nesta quinta-feira (31). O valor da retirada depende da soma dos saldos de todas as contas ativas e inativas no FGTS.

Os trabalhadores que decidirem não retirar o dinheiro terão o valor restituído à conta vinculada do fundo, com correção, e só poderão ter acesso aos recursos se obedecerem aos critérios previstos em lei como aposentadoria, demissão sem justa causa, compra da casa própria, doença grave, entre outros.

Restituição do IR 2020: Receita paga R$ 354 milhões nesta quarta em lote residual

Segundo a Caixa, cerca de R$ 7,9 bilhões do saque emergencial, creditados nas contas poupança social digital e que não foram movimentados, retornaram no dia 30 de novembro para as contas vinculadas dos trabalhadores, com correção dos valores.

Entretanto, caso o trabalhador ainda queira ter acesso aos recursos deve fazer pedido pelo aplicativo do FGTS até o dia 31, para que a Caixa transfira novamente o valor para a conta digital, que pode ser movimentada pelo aplicativo Caixa Tem. A outra opção é comparecer a uma agência do banco com os documentos pessoais e carteira de trabalho.

Imóvel: Com salto no IGP-M, que reajusta os aluguéis, negociar é essencial

A Caixa informou que, para fazer a transação, é preciso estar com os dados cadastrais atualizados para receber o saque emergencial FGTS. Por isso, é preciso acessar o aplicativo FGTS, complementar os dados cadastrais e solicitar o saque dos valores, que serão creditados na poupança social.

O saque emergencial do FGTS foi criado pela Medida Provisória 946/20 para auxiliar os brasileiros no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. O calendário de pagamentos foi estabelecido com base no mês de nascimento do trabalhador, com crédito na poupança social a partir do final de junho deste ano e posterior saque dos recursos pelo trabalhador.
(*)com informação do Jornal O Globo

DESTAQUE > A PH, MULTIMARCAS DESEJA A TODOS CLIENTES UM FELIZ ANO NOVO!!!!!


 

Sarto anuncia daqui a pouco os secretários da Prefeitura de Fortaleza

SARTO
O prefeito José Sarto (PDT) irá anunciar o secretariado da gestão nesta quarta-feira, 30, em live nas redes sociais. O anúncio está marcado para ocorrer por volta do meio dia.
Já estão fechados todos os nomes da gestão, incluindo o futuro secretário da saúde, nome que recebeu atenção “especial” do prefeito durante o processo de transição.
O último nó acabou sendo a definição das secretarias regionais, espaços mais cobiçados entre partidos da base aliada.
Há expectativa sobre o papel que terão os membros da equipe de transição, como Samuel Dias, atual secretário de Governo de Roberto Cláudio (PDT), Marcelo Pinheiro, Ferrucio Feitosa, hoje secretário da Regional II, Renato Lima, secretário de Gestão Regional atualmente, e o vice-prefeito eleito Élcio Batista (PSB), que deverá ter função estratégica.
(*) O POVO

Sarto anuncia a criação de uma Secretaria da Primeira Infância no início da gestão

Às vésperas da posse como prefeito de Fortaleza, Sarto Nogueira (PDT) disse que criará uma Secretaria da Primeira Infância no início da gestão. O anúncio foi feito durante sanção do Marco Legal da área, além do lançamento de ações que compreendem o combate à violência sexual e o fortalecimento de políticas para crianças em situação de rua.
SARTO > PREFEITO ELEITO DE FORTALEZA



















Pastas estratégicas da gestão Sarto serão comandadas por mulheres

O prefeito eleito, Sarto Nogueira (PDT), fará uma ‘live’ nas redes sociais no início da tarde desta quarta-feira (30) para anunciar os nomes dos secretários que começam a gestão com ele em 1º de janeiro. Serão divulgados os cargos do primeiro escalão, mas ainda sem os comandantes das 12 regionais, o que ocorrerá após formalização de decreto do atual prefeito Roberto Cláudio. Alguns nomes que compõem o staff de Sarto na Assembleia Legislativa vão acompanhá-lo na Prefeitura e também membros do primeiro escalão da administração atual vão integrar o novo time, alguns fazendo parte de um rodízio.
A equipe que será anunciada na quarta, entretanto, terá uma outra peculiaridade por decisão do novo prefeito: pastas estratégicas como a Secretaria de Finanças (Sefin), a Saúde e a Educação serão comandadas por três mulheres. Os nomes ainda não foram divulgados, mas há mais mulheres no primeiro escalão da nova gestão.
Foco na pandemia
O núcleo de Finanças, Saúde e Educação terá, na concepção da nova administração, um peso especial na condução das políticas públicas em um ano que precisará ser de superação da pandemia. Os desafios estão postos: um plano de retomada da economia – a titular da Sefin ficará com a chave do cofre municipal –, as decisões sobre o retorno das aulas presenciais da rede municipal de educação e as políticas de saúde, fortemente as definições de vacinação contra a Covid-19. 
Continuidade
A ideia é que nestas áreas não haja riscos em relação às políticas públicas que estão em andamento.
Por isso, as três secretárias também fazem parte da atual gestão, não necessariamente no comando das pastas. É certo, por exemplo, que na Saúde e nas Finanças haverá mudança de nomes no comando. Mas profissionais que já estão na Prefeitura serão promovidos.
No mais, o secretariado terá nomes já citados nesta coluna como Renato Lima, Elpídio Moreira, Samuel Dias, João Pupo, o vereador Elpídio Nogueira (irmão de Sarto), Ésio Feitosa (atual líder do prefeito na Câmara que fica sem mandato a partir de primeiro de janeiro) devem ser confirmados no anúncio de hoje.
Reforma
Após anúncio de ontem, como a possível criação de uma Secretaria da Primeira Infância, não é confirmado, mas deverá ocorrer uma reforma administrativa no início da gestão Sarto. Mudanças que darão mais a cara da nova gestão que terá nomes já da atual administração municipal.
(*) DN

EVANGELHO DESTA QUARTA-FEIRA COM PADRE CHICO SILVEIRA

30/12/2020 > QUARTA-FEIRA

Covas diz que subiu salário para R$ 35 mil porque teto estava “defasado”

29/12/2020 > TERÇA-FEIRA
A PIADA DO ANO
O prefeito reeleito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), justificou o aumento de 46% de seu próprio salário afirmando que a medida foi tomada para não deixar o teto do funcionalismo público defasado e, assim, perder servidores. A declaração ocorreu na noite desta segunda-feira (28/12), durante entrevista à GloboNews.

“Durante este período de 8 anos, a inflação foi de 60 a 100%, dependendo do valor que é considerado. O salário mínimo aumentou, neste período, 68%. O valor do salário dos professores na rede municipal aumentou 80%. Então, hoje o teto está defasado. É um teto de R$ 24 mil”, argumentou.

A lei que autoriza o aumento salarial do Executivo municipal foi aprovada pela Câmara com placar de 34 votos a favor, 17 contrários e uma abstenção.

O último reajuste ocorreu em 2012 e o congelamento era entrave para a elite do funcionalismo público receber aumento, uma vez que o salário do prefeito é o teto dos servidores municipais. A lei foi assinada na véspera de Natal e aumenta o salário de R$ 24 mil para R$ 35 mil.


“E por que é ruim para a cidade de São Paulo ficar com teto defasado? Porque algumas carreiras que recebem pelo teto, como é o caso dos auditores fiscais, começam a se preparar para concursos para ir trabalhar no governo federal e outros governos municipais e ou estaduais. E nós vamos perdendo esses servidores que recebem pelo teto”, prosseguiu.

Além do prefeito, os salários do vice-prefeito eleito, Ricardo Nunes (MDB), e dos secretários municipais também tiveram aumentos de 47% e 53%, respectivamente, passando dos atuais R$ 21,7 mil para R$ 31,9 mil no primeiro caso e R$ 19,3 mil para R$ 30,1 mil no segundo.
(*) METRÓPOLE

DESTAQUE > ÚLTIMOS DIAS AINDA DÁ TEMPO DAS PROMOÇÕES ESPECIAIS FINAL DE ANO MOVELETRO!!!!

Argentina inicia campanha de vacinação contra Covid-19 com a Sputnik V

A Argentina iniciou uma campanha de vacinação contra a Covid-19 com a aplicação da Sputnik V e se tornou o primeiro país da América Latina a inocular sua população com o imunizante do laboratório russo Gamaleya.
A campanha começou de forma simultânea em todo o país e tem como prioridade a vacinação voluntária dos profissionais da saúde em uma primeira etapa.
"A ideia é começar a vacinação com os que estão mais expostos ao risco. É realmente épico fazer a maior campanha de vacinação da Argentina com igualdade de acesso", disse o ministro da Saúde Ginés González García, ao iniciar o processo no Hospital Posadas de Buenos Aires.
Neste hospital, a médica de UTI Flavia Loiacono foi a primeira pessoa a receber a Sputnik V às 9H00 locais. No mesmo horário e em diferentes centros de saúde ao longo das províncias outros profissionais da saúde foram vacinados.
A Argentina é o quarto país latino-americano que começa a vacinação contra a Covid-19, depois do México, Costa Rica e Chile, que aplicam a vacina do laboratório Pfizer.
O país registra desde março mais de 1,5 milhão de contágios e 42.868 mortes.
"Teremos que continuar nos cuidando porque, até que a vacina faça efeito em nível comunitário, vão passar alguns meses", alertou o ministro.
A Sputnik V prevê uma segunda dose para ser aplicada 21 dias após a primeira.
A primeira remessa com 300.000 doses chegou a Argentina procedente de Moscou em 24 de dezembro. O acordo com a Rússia contempla outras 19,7 milhões de doses que serão entregues entre janeiro e fevereiro, com a possibilidade de comprar mais 5 milhões.
Os outros grupos que serão vacinados em etapas posteriores são as pessoas de mais de 60 anos, as que sofrem de comorbidades, assim como integrantes da polícia e do sistema de ensino.
Para imunizar sua população, a Argentina lançou uma campanha que contará com 116.000 enfermeiros em 7.749 estabelecimentos e a colaboração de outros 10.000 voluntários.
Além deste acordo, a Argentina assinou também outros de fornecimento de vacinas com a Universidade de Oxford associada com a farmacêutica AstraZeneca e com o mecanismo Covax da Organização Mundial da Saúde (OMS). Também negocia a chegada do produto do laboratório Pfizer.
O governo do presidente Alberto Fernández planeja adquirir um total de 51 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19.
A Sputnik V foi aprovada em "caráter emergencial" no dia 23 de dezembro pelo ministério da Saúde, na primeira autorização que a vacina recebeu na América Latina
A vacina já é aplicada na Rússia, Belarus e Hungria.
(*) O POVO

Vacinação deve começar em fevereiro e imunizar mais de 1,5 milhão de cearenses até junho, afirma Camilo

O governador Camilo Santana (PT) informou que a vacinação contra a Covid-19 no Ceará deve começar em meados de fevereiro, a partir da autorização da Anvisa. A previsão, de acordo com ele, é que os insumos para produção da AstraZeneca cheguem em dia 15 de janeiro. A Friocruz vai produzir a vacina no Brasil. A meta é vacinar mais de 1,5 milhão de cearenses até junho de 2021.

Em entrevista concedida à rádio O POVO CBN, o governador comentou ainda que o Instituto Butantan já tem "quase quatro milhões de vacinas em solo brasileiro" e que houve necessidade de colocar a CoronaVac, produzida pelo instituto paulista, no plano de vacinação.

"Nós do Ceará fizemos acordo de compra dessas doses de vacina. Tô tentado buscar todas as alternativas mais rápidas porque o importante é ter a vacina mais rápido no Ceará e no Brasil", diz. "A previsão é em fevereiro já começar o plano de vacinação. Compramos seringas, agulhas, refrigeradores, fizemos parceria com a Universidade Federal do Ceará". Mas ele alerta: "Apesar de que a Anvisa ainda não autorizou nenhuma vacina".
(*) O POVO

Sarto acerta detalhes do secretariado; confira nomes que devem estar na gestão

 

Elpídio Moreira, Renato Lima e Samuel Dias são alguns dos que devem estar na lista a ser anunciada pelo prefeito da Capital.
O prefeito eleito de Fortaleza, Sarto Nogueira (PDT), está debruçado sobre o organograma da Prefeitura da Capital no que diz respeito aos cargos de primeiro e segundo escalões da gestão para montar o seu secretariado. A confirmação dos nomes sairá nesta semana.
Não é uma tarefa fácil para o pedetista a formatação da equipe. Ele está dividido entre o desejo de seguir contando com alguns secretários da gestão Roberto Cláudio, a necessidade de acomodar partidos aliados que estiveram com ele na empreitada eleitoral e fazer um secretariado técnico nas diversas áreas.
Dentro desta equação, o desafio é fazer uma gestão com cara própria, por isso o aproveitamento dos integrantes da gestão atual é um aspecto a se observar em sua construção.
Critérios de escolha
Esta coluna apurou que Sarto já definiu que irá, sim, aproveitar auxiliares do prefeito Roberto Cláudio. A ordem, entretanto, é promover uma dança das cadeiras, trocando auxiliares de lugar na gestão. Na montagem da equipe, há duas linhas de atuação. Uma é eminentemente técnica. Essas áreas são Saúde, Educação e a Procuradoria-Geral do Município, por exemplo. A tendência é que não haja questões políticas na indicação desses nomes.
(*) DN

Regras para se aposentar pelo INSS mudam em 2021; entenda

A virada do ano trará mudanças em regras de acesso a aposentadorias do INSS, obrigando trabalhadores que ainda não têm direito ao benefício a comprovarem mais tempo de contribuições previdenciárias ou a esperar mais tempo para pedir a renda. 

As alterações ocorrem nas chamadas regras de transição, criadas pela reforma da Previdência de 2019 para evitar o aumento repentino das exigências de idade mínima e tempo de contribuição, principalmente para cidadãos que já estavam perto da aposentadoria quando a nova legislação passou a valer. 

Para a maior parte dos trabalhadores da iniciativa privada, são duas as modificações mais importantes: a das regras progressivas de pontos e a das idades mínimas.
(*) INSS
Roberto Moreira

Fiocruz deve pedir registro de vacina contra a Covid-19 até a próxima semana

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), laboratório público ligado ao Ministério da Saúde, deve pedir até a próxima semana o registro da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e o grupo farmacêutico AstraZeneca. O imunizante é a principal aposta do governo federal para combater a pandemia do novo coronavírus. A Fiocruz pretende entregar 210,4 milhões de doses no País ao longo de 2021, soma suficiente para vacinar mais de 105 milhões de pessoas.
A ideia de levar o pedido à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) entre o fim de 2020 e o começo do ano seguinte já havia sido anunciada pela Fiocruz e citada pelo Ministério da Saúde. Em entrevista à Rádio Gaúcha, nesta segunda-feira, 28, o vice-presidente de Produção e Inovação em Saúde da fundação, Marco Krieger, confirmou que o calendário está mantido.

A Fiocruz pretende, no começo de janeiro, começar a produzir as doses da vacina. A previsão é receber o registro da Anvisa até fevereiro e, na sequência, liberar as doses já fabricadas. O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirma que a vacinação no Brasil deve começar em meados de fevereiro.

O laboratório brasileiro irá pedir o registro definitivo do produto. Com este tipo de aval é possível entregar as doses em massa à população e até mesmo usá-las na rede privada. A Fiocruz, porém, vende as suas doses apenas à rede pública. A Anvisa tem até 60 dias para avaliar o pedido de registro. A expectativa do laboratório público é que a análise seja mais célere, pois já foram entregues à agência os dados iniciais (fases 1 e 2) de desenvolvimento do imunizante.

Uma opção é tentar o aval para uso emergencial e temporário da vacina. Neste caso, a Anvisa estima finalizar a análise em até 10 dias, mas o produto só poderia ser aplicado em grupos pequenos, como de profissionais de saúde. A Fiocruz não deve tentar este tipo de autorização.

Krieger disse ao Estadão que a documentação só será levada à agência após a publicação dos dados finais (fase 3) da pesquisa de desenvolvimento do imunizante. Ele disse que o pedido será feito "no máximo" até a próxima semana. A AstraZeneca afirma ter encontrado, após pesquisas adicionais, "a fórmula vencedora" para sua vacina contra covid-19. Em entrevista ao jornal Sunday Times, o CEO da farmacêutica, Pascal Soriot, disse que o imunizante garantiu "proteção de 100%" contra formas graves de covid-19.

O porcentual citado por Soriot se refere ao poder de evitar a forma grave da covid-19. Já os dados sobre a eficácia da vacina, ou seja, de impedir o desenvolvimento da doença a partir da proteção criada pelo produto, ainda são desconhecidos. As vacinas desenvolvidas por Pfizer/BionTech e Moderna apresentaram eficácia de 95% e 94%, respectivamente.

"A gente não viu esses dados ainda, mas quem falou foi o CEO da empresa. Minha convicção era de que essa evolução acontecesse. Não imaginava que seria tão rápido", disse Krieger ao Estadão sobre a fala de Soriot.

O representante da Fiocruz também afirma que as novas vacinas são uma "revolução" no combate a doenças infecciosas. "Há ansiedade, mas a perspectiva é boa. O Brasil pode ter mais de uma vacina em tempo rápido. Estamos animados com os resultados dessas novas tecnologias", disse Krieger.

A Anvisa já certificou a fábrica da AstraZeneca, localizada na China, que produz o insumo farmacêutico entregue à Fiocruz. O laboratório brasileiro, no primeiro semestre, deve realizar fases finais de preparação da vacina. A ideia é que todo o produto seja fabricado no Brasil a partir da segunda metade de 2021.

Segundo o plano nacional de imunização do Ministério da Saúde, a produção das doses na Fiocruz está prevista para começar em janeiro. A entrega do primeiro lote, de 15 milhões de doses, será feita no mês seguinte. No primeiro semestre, a ideia é fabricar 100,4 milhões. No segundo semestre, mais 110 milhões de doses com produção totalmente nacional. O cronograma de vacinação dos grupos prioritários foi montado a partir da previsão de doses disponíveis em 2021 desta vacina.

Fonte: O Tempo