Bolsonaro diz que não é atribuição do governo levar oxigênio para o Amazonas

?
31/01/2021 > DOMINGO
O presidente Jair Bolsonaro disse que "não é competência" e "nem atribuição" do governo federal levar oxigênio para o Amazonas, que sofre com a falta do insumo para atender pacientes da Covid-19. Bolsonaro elogiou ainda a atuação do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, dizendo que "não há omissão" diante da crise.
De acordo com o presidente, o governo federal enviou recursos financeiros para o estado enfrentar a crise. "Não é competência nossa e nem atribuição levar o oxigênio pra lá, demos os meios", disse Bolsonaro.
Bolsonaro afirmou ainda que a chegada dos primeiros cilindros de oxigênio enviados pelo governo federal aconteceu seis dias depois que o ministro da Saúde tomou conhecimento do caso.
"Agora, ele (Pazuello) ficou sabendo em uma sexta-feira do problema do gás e na segunda foi em Manaus, na terça programou tudo e na quarta começou a chegar já o oxigênio lá com aviões da força aérea e balsa. Logo depois ele começou a transportar o pessoal doente também de Manaus para outras capitais aí da redondeza em especial para os hospitais universitários", completou.
Para o presidente, o ministro, que está em Manaus após ser alvo de pedido de inquérito por omissão na crise de oxigênio, fez um "trabalho excepcional".
"Ele trabalha de domingo a domingo, vira a noite, duvido que com outra pessoa teria tido a resposta que ele está dando", afirmou.
A Polícia Federal iniciou uma investigação sobre a conduta do ministro na crise sanitária do Amazonas. O ministro enviou 120 mil unidades de hidroxicloroquina, que não tem eficácia comprovada contra a Covid-19.
Até a manhã deste sábado, 335 pacientes com Covid-19 foram transferidos do Amazonas a outras 13 cidades brasileiras por conta do colapso causado por superlotação e falta de oxigênio no sistema de saúde local. Infelizmente, 11 pessoas não resistiram à doença e morreram.
O Governo do Amazonas começou a enviar pacientes com Covid a outros estados no dia 15 de janeiro. A medida passou a ser adotada após hospitais do Amazonas ficarem sem oxigênio por conta da superlotação.
O estado enfrenta um novo surto de Covid-19 e o sistema de saúde local entrou em colapso mais uma vez. Pazuello afirmou que a expectativa é enviar 1,5 mil pacientes para tratamento em outros estados.
Segundo o governo estadual, 90 pacientes que foram transferidos para tratamento em outros estados já retornaram ao Amazonas recuperados da Covid-19. O governo estadual informou que os pacientes recuperados retornaram das cidades de Belém (PA), Maceió (AL), João Pessoa (PB), Uberaba (MG), Natal (RN), Teresina (PI), São Luís (MA), Brasília (DF) e Goiânia (GO).
O número de óbitos corresponde a 3% do total de pacientes enviados para tratamento em outro estado. O governo informou que tem prestado apoio psicossocial às famílias, providenciado os trâmites funerários e traslado do corpo para Manaus, que são realizados em aviões da Casa Militar.
Até então, as cidades que receberam pacientes do Amazonas, desde o dia 15 deste mês, foram: Teresina/PI (23), São Luís/MA (39), Brasília/DF (15), João Pessoa/PB (15), Natal/RN (41), Goiânia/GO (48), Belém/PA (23), Maceió/AL (30), Vitória/ES (36), Recife/PE (27), Rio Branco/AC (3), Uberaba/MG (18) e Curitiba/PR (17).
AM voltou a ter colapso na pandemia
Até sexta-feira (29), mais de 261 mil casos de Covid foram confirmados no Amazonas, e mais de 7,7 mil pessoas morreram com a doença desde o começo da pandemia. Atualmente, mais de 2 mil pessoas estão internadas com a doença.
O mês de janeiro deste ano já tem o maior número de novas internações por Covid desde o começo da pandemia. Até então, abril e maio registravam os recordes da doença, quando o estado passou pela primeira onda.
Na época, também houve colapso no sistema público de saúde e, ainda, no sistema funerário. O número de mortes em Manaus ficou 108% acima da média histórica e caixões chegaram a ser enterrados empilhados e em valas comuns na capital.
O governo afirmou que, entre o fim de outubro e início de novembro, ampliou em 155% o número de leitos exclusivos para pacientes com Covid. Porém, a quantidade de novos casos foi tão alta que nem essa ampliação conseguiu atender os doentes.
Nos dias 14 e 15 deste mês, Manaus viveu tristes cenas de caos na Saúde por conta de falta de oxigênio nos hospitais. O governo informou que a média de 30 m³ subiu para 70³ em poucos dias, e ultrapassou a capacidade de fornecimento da empresa contratada.
Fonte: G1

Número de civis armados ultrapassa 1 milhão no Brasil

Dois anos depois do primeiro decreto do presidente Jair Bolsonaro rumo à expansão do armamento da população, o país tem 1,151 milhão de armas legais nas mãos de cidadãos - 65% mais do que o acervo ativo de dezembro de 2018, que era de 697 mil.
Os dados são inéditos e foram obtidos pelo jornal O Globo via Lei de Acesso à Informação junto ao Exército e à Polícia Federal (PF), em uma parceria com os Institutos Igarapé e Sou da Paz.

O aumento mais expressivo, de 72%, se deu no registro da Polícia Federal, que contempla as licenças para pessoas físicas. O número passou de 346 mil armas de fogo, em 2018, para 595 mil, no fim de 2020.

Nos casos de armamentos registrados pelo Exército, que atendem aos Caçadores, Atiradores e Colecionadores (CACs), a elevação, no mesmo período, foi de 58%: passou de 351 mil para 556 mil. Tanto em um quanto no outro órgão, o salto não é explicado apenas pelas novas armas de fogo, mas também por registros expirados que foram renovados.

Fonte: Estadão

Morre Hilton Valentine, guitarrista da banda The Animals

THE ANIMALS
A gravadora Abkco Music & Records divulgou, na sexta-feira (29), um comunicado informando o falecimento de Hilton Valentine, guitarrista da banda britânica The Animals. Ele tinha 77 anos. A causa da morte não foi divulgada. "Nossas mais profundas condolências vão para a família e amigos de @HiltonValentine por sua morte esta manhã, aos 77 anos. Membro fundador e guitarrista original do The Animals, Valentine foi um guitarrista pioneiro que influenciou o som do rock and roll nas décadas seguintes", escreveu o selo.
O músico foi o responsável por um dos riffs mais conhecidos da história do rock, o que marca o início de "The House of the Rising Sun", gravada pelo Animals em 1964.
Valentim nasceu em North Shields, Northumberland. Ele entrou no mundo da música tocando em bandas de skiffle antes de ser convidado por Chas Chandler a aderir ao Animals. Eric Burdon e John Steel entraram imediatamente após a chegada de Valentine. Em 1966 ele deixou a banda. Em 1994, junto com Burdon, Steel, Alan Price e Chandler, Valentine teve seu nome cunhado no Rock and Roll Hall of Fame.
Fonte: O Tempo

Cabine de rádio da Arena Castelão pega fogo na manhã deste sábado (30); veja imagens

Uma cabine de rádio da Arena Castelão, em Fortaleza, pegou fogo na manhã deste sábado (30), segundo informações confirmadas pelo Tenente Dutra, do Corpo de Bombeiros. Duas guarnições das companhias dos bairros José Walter e Messejana foram ao local para debelar as chamas. O incêndio foi totalmente controlado às 12h43. Não há feridos.
Em nota, a Secretaria do Esporte e Juventude (Sejuv) informa que a provável causa do incêndio foi um curto-circuito. "A área das cabines de rádio está isolada, e o ocorrido será apurado em laudo técnico da Perícia Forense do Ceará", complementa.
Ainda conforme o Tenente Dutra, o incêndio foi relatado à Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) por volta de 10h12, tendo os bombeiros sido acionados um minuto depois da ligação telefônica.
Às 11h32, "as guarnições no local confinaram o fogo", o que impede que as chamas passem para outros setores da Arena Castelão. "O fogo sem acesso, agora está sendo telhado, mas o vento a 24 km/hora dificulta", revelou o tenente ao Diário do Nordeste.
Três equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também acompanharam a ocorrência, mas não há feridos. O diretor do Samu Fortaleza, Frederico Arnaud, comunicou à reportagem que os profissionais de saúde foram ao local para avaliar "riscos".
"Alguns funcionários que tentaram tomar alguma atitude inicialmente podem ter inalado fumaça, mas não há ninguém grave. Dois carros foram deslocados e um ficou em observação”, afirmou Arnaud.

27 milhões de brasileiros vivem com R$ 8,20 por dia e atingem nível de pobreza extrema em janeiro

Com o fim do auxílio emergencial em dezembro, a taxa de pobreza extrema no Brasil começa 2021 em alta. Neste mês de janeiro, 12,8% dos brasileiros passaram a viver com menos de R$ 246 ao mês (R$ 8,20 ao dia), linha de pobreza extrema calculada pela FGV Social a partir de dados das Pesquisas Nacionais por Amostra de Domicílios (Pnads) Contínua e Covid-19, informou o jornal Folha de São Paulo neste domingo (31).
No total, segundo projeção da FGV Social, quase 27 milhões de pessoas estão nessa condição neste começo de ano - mais que a população da Austrália. A taxa neste começo de década é maior que a do início da anterior (12,4%), em 2011, e que a de 2019 (11%).
Trata-se de um aumento significativo na comparação com o segundo semestre de 2020, quando o pagamento do auxílio emergencial a cerca de 55 milhões de brasileiros chegou a derrubar a pobreza extrema, em agosto, para 4,5% (9,4 milhões de pessoas) - o menor nível da série histórica.
O efeito negativo da pandemia sobre a renda dos mais pobres já tenderia a ser prolongado levando-se em conta a recuperação difícil que o Brasil tem à frente (quase sem espaço no Orçamento público para novas rodadas de auxílio emergencial), o aumento das mortes pela Covid-19 e o atraso no planejamento da vacinação.
O pagamento do auxílio emergencial custou cerca de R$ 322 bilhões, a maior despesa do Orçamento de Guerra contra a Covid-19. Com essa e outras medidas emergenciais, em 2020 a dívida pública saltou 15 pontos, atingindo 89,3% como proporção do PIB e R$ 6,6 trilhões - ambos recordes que levaram à deterioração no perfil de refinanciamento.
Mas, além do aumento da pobreza no presente, a pandemia deve impor perdas futuras de renda aos mais jovens, sobretudo os pobres, que acabaram perdendo boa parte do ano escolar de 2020.
No geral, os jovens, os sem escolaridade, os nordestinos e os negros foram os que mais perderam renda do trabalho na pandemia. Hoje, cerca de 35% dos jovens brasileiros nem trabalham nem estudam - os chamados "nem nem" eram 25% no final de 2014.
(*) DN

Caixa vai abrir nove agências no Ceará; confira em quais cidades

Como parte do seu plano de expansão em todo o País, a Caixa Econômica Federal vai abrir nove agências no interior do Ceará. Serão contempladas as cidades de Itarema, Amontada, Mombaça, Pedra Branca, Beberibe, Granja, Viçosa do Ceará, Aquiraz e Missão Velha, de acordo com o banco.
O movimento reforça o papel do banco público na estratégia do governo federal de reforçar a área social, de olho nas eleições de 2022. Além das 9 agências anunciadas no Ceará, a Caixa abrirá outras 27 unidades em toda a região Nordeste - sendo 16 só no Maranhão. Ao todo, o banco anunciou que vai inaugurar 75 agências em todo o Brasil.
No Norte, serão abertas 19 filiais. No Centro-Oeste, serão abertas 10 unidades. Haverá outras sete no Sudeste e duas no Sul. Do total, 20 filiais serão especializadas em agronegócio.
A medida foi anunciada na última sexta-feira (29) pela estatal em comunicado, mas já havia sido antecipada na quinta-feira durante live do presidente Jair Bolsonaro nas redes sociais pelo presidente da Caixa, Pedro Guimarães.
'Ate o fim do semestre'
Na ocasião, Bolsonaro elogiou o plano. "Em cidades acima de 40 mil habitantes que, porventura ainda não tenham agência da Caixa, a partir de agora até o final desse semestre, a Caixa terá uma agência em cada um desses municípios", disse o presidente.
O plano de expansão vai na contramão do movimento do Banco do Brasil, que há duas semanas anunciou o encerramento de 361 filiais e caminha cada vez mais para não ser visto como um banco público.
(*) DN

Camilo anuncia que fará decreto, com medidas restritivas do carnaval, restringindo transporte para o interior e mantendo decreto do isolamento, com fechamento de bares


O governador Camilo Santana anunciou que o decreto de isolamento social foi renovado, mas que o período de Carnaval terá medidas mais restritivas no Estado do Ceará, inclusive, a de evitar a circulação de veículos entre a capital e o interior. A decisão foi tomada, após a reunião virtual do comitê que delibera sobre as ações relativas à pandemia do coronavírus, constituído por representantes dos três Poderes e Ministério Público estadual e federal.
“Nossos profissionais de saúde apresentaram os dados relativos à pandemia no Estado, que segue com preocupante aumento de casos. Essa situação tem nos deixado em alerta, inclusive para tomar novas medidas restritivas que visem frear esse aumento. Inclusive, com um decreto específico para o período do Carnaval, quando a recomendação atual de se evitar a circulação de veículos entre a capital e o interior deve se transformar em norma, além de outras providências”, declarou Camilo Santana, garantindo ainda que serão realizadas mais reuniões durante a semana para avaliar e estabelecer novas medidas.
Camilo relembrou, também, que já havia sido definida a proibição de qualquer evento de Carnaval, bem como o cancelamento do ponto facultativo na segunda (15) e terça-feira (16), além da recomendação de funcionamento normal do comércio e do setor produtivo no Ceará durante esse período.
O novo Decreto Estadual estará disponível no Diário Oficial do Ceará e o governador reforçou também sua preocupação com os cearenses, ao lembrar que a pandemia continua, e é grave. O vírus continua circulando, por isso é fundamental que todos sigam as orientações sanitárias, principalmente quanto ao distanciamento, o uso da máscara, além de evitar ambientes com muita gente e que possam gerar aglomerações.
Sobre o processo de aquisição de vacinas, o governador também trouxe boas novas. “Recebi a informação do Ministério da Saúde de que o Governo Federal irá adquirir todos os 54 milhões de doses da Coronavac, do Butantan, para distribuir aos Estados. Essa é uma ótima notícia e nos dá a perspectiva de receber novas doses nos próximos dias”, finalizou Camilo Santana.

Supremo Tribunal Federal retoma sessões após recesso

O Supremo Tribunal Federal (STF) abre nesta segunda-feira (1º) os trabalhos de 2021 após o período de recesso e férias dos ministros. A cerimônia de abertura está prevista para começar às 10h e contará com a presença de autoridades e convidados, que vão participar por meio de videoconferência, devido às restrições de acesso ao público durante a pandemia da covid-19.
Confirmaram presença na abertura o presidente Jair Bolsonaro, os presidentes da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre, o procurador-geral da República, Augusto Aras, e o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz.
Não haverá julgamentos durante a sessão solene. O plenário se reunirá pela primeira vez neste ano na quarta-feira (3), quando os ministros deverão julgar uma ação em que se discute o direito ao esquecimento na área civil. O caso envolve o pedido de familiares da vítima de um crime ocorrido na década de 1950 e que teve grande repercussão para que o caso não seja reconstituído em programas de televisão.
Neste ano, além dos processos que envolvem a pandemia de covid-19, o Supremo ainda deve julgar ações que questionam a proibição da venda de bebidas alcoólicas às margens de rodovias federais, a restrições da Lei Seca e a forma de tributação de softwares.
Edição: Maria Claudia

Enem digital é aplicado hoje em 104 cidades

Estudantes de 104 cidades fazem hoje (31) as primeiras provas em formato digital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). É a primeira vez que os candidatos respondem às questões direto em um computador, em vez de usarem cadernos de questões e cartões-resposta de papel. O exame deverá ser completamente digital até 2026. Ao todo, 93 mil candidatos estão inscritos.
Neste domingo, os estudantes resolverão 90 questões objetivas de linguagens e ciências humanas. Farão também a prova de redação. Nesta edição piloto, a redação será feita à mão, por escrito e, por isso, é obrigatório, assim como no Enem impresso, levar a caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente.
No segundo dia, que será no dia 7 de fevereiro, os candidatos farão as questões de matemática e ciências da natureza. O tempo de prova e os horários de aplicação serão os mesmos do Enem impresso, cinco horas e meia no primeiro dia e cinco horas no segundo. Os portões abrem também às 11h30 e fecham às 13h, no horário de Brasília. A prova de hoje termina às 19h.
A diferença desta versão é que a prova será feita pelo computador. As questões objetivas serão todas marcadas na tela, e os participantes não precisarão preencher o cartão-resposta à mão. A redação, no entanto, será escrita à mão. O tema e os textos motivadores estarão na tela. A correção também será feita da mesma forma que o Enem impresso.
No segundo dia de exame, a caneta também poderá ser usada. Os participantes receberão uma folha de rascunho para fazer os cálculos das provas de exatas à mão, caso desejem.

Covid-19

Por causa da pandemia do novo coronavírus, o Enem terá regras especiais de biossegurança. Este ano, além do documento oficial de identificação com foto e da caneta esferográfica de tinta preta, a máscara de proteção facial passa a integrar a lista.
É recomendado que os participantes levem máscaras extras para trocar durante a prova. Eles deverão permanecer de máscara, cobrindo o nariz e a boca durante toda a aplicação do exame, exceto quando forem comer. Caso isso não seja feito, os candidatos poderão ser eliminados. Haverá álcool em gel nos locais de prova para que os estudantes higienizam as mãos, mas é permitido que os participantes levem seu próprio produto caso desejem. Os computadores serão separados por espécies de cabines, para ajudar na proteção dos participantes.
Quem tiver com sintomas de covid-19 ou de outra doença infectocontagiosa não deve comparecer ao local do exame. A medida é necessária para que o novo coronavírus não se espalhe e mais pessoas sejam contaminadas. Nesses casos, os candidatos poderão fazer a prova na data da reaplicação, nos dias 23 e 24 de fevereiro. Para isso, poderão fazer o pedido pela Página do Participante. A data para que os pedidos sejam feitos ainda será divulgada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

O que levar 

A lista do que pode ou não também é semelhante ao Enem impresso. Os participantes podem levar a própria água e/ou bebidas não alcoólicas e lanche.
Além disso, caso necessitem comprovar que participaram do exame, os estudantes podem, na Página do Participante, imprimir a Declaração de Comparecimento para cada dia de prova, informando o CPF e a senha. A declaração deve ser apresentada ao aplicador na porta da sala em cada um dos dias. Ela serve, por exemplo, para justificar a falta ao trabalho.

Vídeo explicativo

Os locais de prova estão disponíveis no cartão de confirmação de inscrição, na Página do Participante. Também está disponível um vídeo que explica em detalhes como será o exame. Para garantir a segurança, os participantes receberão, no dia da prova, um código que precisarão digitar na tela antes de começar o exame e também quando finalizarem as provas.
Os computadores só terão acesso às provas. Os candidatos não terão acesso, por exemplo, à internet ou à calculadora. Na tela, quando a prova começar, aparecerão todas as questões. Será possível clicar em qual deseja acessar. O sistema também permite que o candidato escreva na tela com o mouse e que marque as questões para depois poder voltar nelas, por exemplo.

Enem 2020 

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) vai divulgar os cadernos de provas do Enem digital logo após o fim das aplicações, no dia 31 e no dia 7 de fevereiro. Eles estarão disponíveis no site do Inep. Ao contrário do Enem impresso, já que a prova será no computador, os participantes não poderão levar os cadernos de prova. Os candidatos podem, no entanto, anotar as respostas na folha de rascunho. Os gabaritos oficiais serão divulgados até 10 de fevereiro.
O Enem 2020 tem uma versão impressa, que foi aplicada nos dias 17 e 24 de janeiro, e uma versão digital, Cerca de 2,5 milhões de estudantes fizeram as provas do Enem impresso, o que corresponde a menos da metade.
O exame, tanto o impresso quanto o digital, foi suspenso no estado do Amazonas e o impresso foi suspenso em Rolim de Moura (RO) e em Espigão D'Oeste (RO), devido aos impactos da pandemia nessas localidades. Esses estudantes poderão fazer as provas também na reaplicação.

Segundo o Ministério da Educação, foram cerca de 20 ações judiciais, em todo o país, contrárias à realização do exame.

Edição: Maria Claudia


DESTAQUE > JOGOS DE HOJE DO CAMPEONATO BRASILEIRO !!!!!!33º RODADA!!!!!

 


16h00 – Vasco x Bahia – Brasileirão

Canais: Globo (RJ, BA e parte da rede) e Premiere

16h00 – Atlético-GO x São Paulo – Brasileirão

Canais: Globo (GO, SP e parte da rede) e Premiere

16h00 – Coritiba x Grêmio – Brasileirão

Canais: Globo (PR e RS) e Premiere

17h00 – Atlético-MG x Fortaleza – Brasileirão

Canais: Premiere

19h00 – Ceará x Athletico – Brasileirão

Canais: TNT (menos CE)

20h30 – Fluminense x Goiás – Brasileirão

Canais: SporTV (menos RJ) e Premiere

    • ACGAtlético Goianiense x São PauloSAO
      Dom 31/01 16h00Estádio Antonio Accioly
    • CEACeará x Athletico-PRCAP
      Dom 31/01 16h00Castelão
    • CFCCoritiba x GrêmioGRE
      Dom 31/01 16h00Couto Pereira
    • VASVasco da Gama x BahiaBAH
      Dom 31/01 16h00São Januario
    • CAMAtlético-MG x Fortaleza ECFOR
      Dom 31/01 17h00Mineirão
    • INTInternacional x BragantinoBRA
      Dom 31/01 18h15Estadio Beira-Rio
    • FLUFluminense x GoiásGOI
      Dom 31/01 20h30Estádio Nilton Santos

    • SPTSport x FlamengoFLA
      Seg 01/02 20h00Ilha do Retiro

    • PALPalmeiras x BotafogoBOT
      Ter 02/02 16h00Allianz Parque