Brasil e Bolsonaro estão isolados mundialmente, diz professor da USP

Em entrevista à CNN realizada neste domingo (30), o professor do Instituto de Relações Internacionais da USP Kai Enno Lehmann afirmou que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) – que participa da cúpula do G20 – está isolado mundialmente. Para Lehmann, a imagem da crise interna que o Brasil atravessa reflete nas relações entre os líderes mundiais que participam do G20. “É uma imagem de um país não sério, de um presidente que não vive na realidade. Todos sabem que o Brasil não vai bem, que a pobreza e o desemprego cresceram muito”, afirmou. O professor da USP, que é de origem alemã, disse ainda que a imagem de Bolsonaro está deteriorada e que as eleições de 2022 ditarão como serão as conversas entre os países europeus e o Brasil. “O Brasil e, principalmente, o presidente, estão isolados mundialmente. Seria desastroso para o presidente alemão, por exemplo, ser visto com Bolsonaro. No momento todos esperam as eleições [brasileiras] e ignoram o presidente”. Já em outro momento, ao analisar o trabalho da cúpula do G20, que se reúne na Itália, Lehmann afirmou que a organização deve sofrer mudança de liderança com as eleições alemãs e francesas. “[O novo governo alemão] vai chegar com muito menos experiência do que Angela Merkel tinha. Acredito que a França vai tentar aproveitar o momento para tomar uma postura mais forte dentro da União Europeia”, afirmou. CNN BRASIL WWW.CARLOSDEHON.COM

Prefeitura de cidade italiana que homenageará Bolsonaro é atingida com esterco em protesto

PROTESTOS NA CIDADE ITALIANA DE ANGUILLARA CONTRA BOLSONARO


Homenageado com o título de cidadão honorário de Anguillara Vêneta, cidade no norte da Itália, o presidente Jair Bolsonaro é alvo de protestos de cidadãos contrários à concessão do título, oferecido pela prefeita do município, que é ligada ao partido de ultradireita Liga Norte. O prédio da prefeitura da cidade amanheceu nessa sexta, 29, com grande quantidade de esterco na porta de entrada e a fachada pichada com a frase "Fora Bolsonaro".

Manifestantes ainda organizam ato para esta segunda-feira, 1°, quando o presidente passa pela cidade. Diversos grupos, entre os quais o Partido Democrático, o Partido da Refundação Comunista e a CGIL — o maior sindicato da Itália — participarão.

Enquanto esperam pelo ato de segunda-feira, manifestantes ligados ao grupo ambientalista Rise Up 4 Climate Justice deixaram as marcas na sede do Executivo municipal. De acordo com o grupo, "o presidente representa o modelo capitalista, predatório, destrutivo e colonialista contra o qual lutamos".

Floriana Rizzetto, presidente da sessão de Pádua da ANPI (Associação Nacional dos Partisans da Itália), que também lidera as manifestações contra o brasileiro desta segunda-feira, disse à Folha que a polícia "está fazendo tudo para evitar que Bolsonaro veja o ato", já que o protesto teve permissão para ocorrer apenas das 9 às 11 horas.

Sarto anuncia programa para ampliar a política de segurança alimentar


Foto: arquivo


O prefeito de Fortaleza, José Sarto (PDT), anunciou por meio das redes sociais, a determinação da elaboração de um programa para ampliar a política de segurança alimentar na cidade. Segundo o gestor, diariamente, a Prefeitura faz a distribuição de 1.000 marmitas no almoço e 700 sopas no jantar, em diferentes pontos da Capital.

Sarto pontua, ainda, que além das 50 mil refeições e das 400 mil cestas básicas distribuídas por mês, a prefeitura dobrou o valor e o número de beneficiários do cartão “Missão Infância”, destinado a famílias com crianças de até seis anos, atendendo hoje, mais de 13 mil famílias com R$ 100 por mês.

“Sei que isso é insuficiente diante da necessidade da nossa gente", escreveu o prefeito, nesse sábado, 30. "Determinei a elaboração de um programa para ampliarmos nossa política de segurança alimentar. E vamos implantar de forma célere, pois quem tem fome não pode esperar”, complementa José Sarto.

(*) O POVO
www.carlosdehon.com

Número elevado de mortes tem relação com dissidentes de facções, diz pesquisador

Imagens mostram as duas meninas rodeadas de moradores nas proximidades da Lagoa do Mondubim (foto: reprodução/Vídeo )
* O BLOG NÃO MOSTRA CENAS DE SEXO EXPLÍCITO, VIOLÊNCIA, PESSOAS ASSASSINADAS, OU SENDO ASSASSINADAS, VÍTIMAS DE ACIDENTES DE TRANSITO ENSANGUENTADAS!!!! 


O alto número de homicídios registrado em Fortaleza e cidades da Região Metropolitana tem associação direta com pessoas que faziam parte dessas organizações criminosas e, agora, querem fundar uma facção independente do Comando Vermelho (CV), Guardiões do Estado (GDR) ou do Primeiro Comando da Capital (PCC). Conhecido como “massa carcerária”, o novo fenômeno, como classifica o jornalista e pesquisador do Laboratório de Estudos da Violência (LEV), ligado à Universidade Federal do Ceará (UFC), Ricardo Moura, vem gerando uma série de confrontos ao longo do ano. “Esses ataques e esses homicídios podemos creditar a essa reorganização criminal”, avisa.

A nova organização criminosa é mais ampla e nela há uma inquietação e descontentamento, já que, segundo Moura, esses grupos se consideram neutros e, muitas vezes, não concordam com as ações adotadas pelas organizações criminosas com atuação no Ceará. Uma diversidade de ações e de tomada de decisões que, muitas vezes, não faz sentido para quem está na base na comunidade foi o que motivou a criação desse novo grupo criminoso.

O pesquisador aponta, em relação à cobrança do chamado “pedágio”, a relação direta da prática com a pandemia. Dentro do que é estudado no mundo em relação a Covid-19, com a redução de circulação de pessoas e de dinheiro, os criminosos precisaram repensar novas formas de financiamento. “E práticas que, até então, não eram necessárias e nesse contexto de um dinheiro que circula menos, em que há uma maior restrição na circulação das drogas, foram necessárias implementar outros métodos”, diz. Seguindo a lógica do próprio pesquisador de se pensar as facções como empresas, em tempos de recessão, é necessário que elas se capitalizar e busquem novas formas de atingir um resultado, ou seja, de ter dinheiro.

DESTAQUE > HOJE É DIA DE JOGÃO AO VIVO NA CHURRASCARIA O ARAUJO 02"""""VENHA TRAGA SEUS AMIGOS, ´´A FAMÍLIA!!!!CEARÁ X FLUMINENSE!!!!EM FRENTE AO CLUBE SOCIAL DE ACOPIARA!!!!








 

Líderes do G20 visitam Fontana Di Trevi, em Roma, e Bolsonaro não participa >

(crédito: Andreas SOLARO / AFP)


No último dia de reuniões da Cúpula do G20 em Roma, na Itália, neste domingo (31/10), os líderes visitaram um dos pontos turísticos mais famosos de Roma, a Fontava Di Trevi.

O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, no entanto, não participou do evento. Ele visitou o monumento na sexta-feira (29/20) ao lado do vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), seu filho que o acompanha no evento.

Em frente a Fontana Di Trevi, que existe desde 1730, os líderes tiraram fotos juntos e jogaram moedas na fonte, tradição que remota o século XIX para dar sorte.

Os líderes jogaram uma moeda de um euro feita especialmente para o evento, que contém a imagem do Homem Vitruviano de Leonardo da Vinci.

Isolado, Bolsonaro é um dos únicos líderes presentes que não teve na agenda reuniões previstas com outros chefes de Estados.

(*) CB
WWW.CARLOSDEHON.COM

‘Brasil está na contramão do mundo’, diz especialista sobre G20

À CNN, Gunther Rudzit explica que Brasil será muito cobrado em relação ao crescimento do desmatamento e das queimadas na Amazônia O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) participou ontem, sábado (30) da reunião anual da Cúpula do G20. As discussões serão concentradas em torno da recuperação econômica e de questões climáticas. Para o professor de relações internacionais da ESPM, Gunther Rudzit, o Brasil vive imagem desgastada e de isolamento do mundo e isso será visível neste encontro. “Existe uma dicotomia entre o que os outros governos veem aqui e o que os nossos representantes, principalmente o presidente Bolsonaro, vem falando, cria-se cada vez mais uma imagem negativa do Brasil e reforça isso, principalmente no caso da COP26, da Reunião do Clima, porque o Brasil está na contramão do mundo.” Gunther explica que mesmo Bolsonaro preparando discursos otimistas sobre o Brasil, os governantes do exterior “acompanham o que está acontecendo”. “Isso não vai conseguir enganar os governos do mundo, principalmente os governos democráticos”, pontua o professor. Para dar um exemplo em relação ao clima, Gunther Rudzit analisa a postura do Brasil. “Enquanto que houve uma diminuição nos últimos anos da emissão do gás de efeito estufa, aqui no Brasil houve um aumento de quase 10%. Isso se deve fundamentalmente a queimadas e desmatamento.” cnn

GOLS DESTE SÁBADO 30/10/21 | GOLS DE HOJE PELO BRASILEIRÃO SÉRIE A E B | GOLS DE HOJE | HD > JOGOS DE HOJE

Jogos de domingo, 31 de outubro de 2021 JOGO CAMPEONATO HORÁRIO ONDE PASSA? INTERNET Strasbourg x Lorient Campeonato Francês 11h00 - Tempo Real Troyes x Rennes Campeonato Francês 11h00 - Tempo Real Augsburg x Sttutgart Campeonato Alemão 11h30 One Football (APP) Tempo Real Atlético de Madrid x Betis Campeonato Espanhol 12h15 ESPN e Star+ Tempo Real Brestois x Monaco Campeonato Francês 13h00 Star+ Tempo Real Borussia Monchengladbach x Bochum Campeonato Alemão 13h30 One Football (APP) Tempo Real Aston Villa x West Ham Campeonato Inglês 13h30 Fox Sports e Star+ Tempo Real Salernitana x Napoli Campeonato Italiano 14h00 Star+ Tempo Real Getafe x Espanyol Campeonato Espanhol 14h30 ESPN Brasil e Star+ Tempo Real Internacional x Atlético-MG Brasileirão sub-20 16h00 SporTV Tempo Real Criciúma x Ituano Brasileirão Série C 16h00 DAZN Tempo Real Ceará x Fluminense Brasileirão Série A 16h00 TV Globo (RJ e CE) e Premiere Tempo Real Grêmio x Palmeiras Brasileirão Série A 16h00 TV Globo (SP) e Premiere Tempo Real Roma x Millan Campeonato Italiano 16h45 Star+ Tempo Real Cleermont Foot x Olympique de Marselha Campeonato Francês 16h45 Star+ Tempo Real Real Sociedad x Athletic Bilbao Campeonato Espanhol 17h00 Fox Sports e Star+ Tempo Real Botafogo-PB x Paysandu Brasileirão Série C 18h00 DAZN Tempo Real São Paulo x Internacional Brasileirão Série A 18h15 Premiere Tempo Real Sport x Atlético-GO Brasileirão Série A 20h30 SporTV Tempo Real

Clima, covid-19 e impostos serão temas prioritários no encontro do G20

 


Na véspera da abertura da COP26, chefes de Estado e de governo reunidos na Itália enfrentam pressão por forte aceno contra aquecimento global, pedem distribuição equitativa de vacinas e propõem reforma tributária global.
Líderes do G20 reunidos para a tradicional foto, antes do início dos debates, no Centro de Convenções La Nuvola, em Roma - (crédito: Erin Schaff/AFP)


No primeiro dia da cúpula do G20 — as 19 maiores economias do planeta mais a União Europeia —, em Roma, os líderes chegaram a um consenso sobre uma reforma tributária global sem precedentes. A proposta, que começaria a vigorar em 2023 e dependeria de mudanças na legislação de cada país, prevê taxação mínima de 15% sobre os lucros das multinacionais e tem por objetivo colocar fim aos paraísos fiscais. Apesar da medida considerada histórica, todas as expectativas estão voltadas para acenos concretos sobre o combate às mudanças climáticas.

Começa neste domingo (31/10), em Glasgow (Escócia), a conferência sobre o clima das Nações Unidas (COP26). Especialistas apontam o evento como um ponto de inflexão para o futuro da Terra. Um rascunho da declaração final da cúpula do G20, obtido pela agência Reuters, indicava poucas ações consistentes para limitar as emissões de carbono, apesar do compromisso dos países de manterem a média de aumento da temperatura global abaixo dos 2 graus Celsius e de se esforçarem para restringir o acréscimo a 1,5 grau, em comparação aos níveis pré-industriais.

Um alto funcionário do governo dos EUA admitiu a jornalistas que elementos sobre o clima na declaração final "ainda estão sendo negociados". Durante o jantar de gala no Palácio do Quirinal, o presidente italiano, Sergio Mattarella, urgiu que não desviassem o foco do tema. "Não devemos deixar para aqueles que virão depois de nós um planeta atolado em conflitos, cujos recursos foram desperdiçados", defendeu Mattarella. "Os olhos de bilhões de pessoas (...) estão voltados para nós."

Na sexta-feira, o premiê britânico, Boris Johnson, defendeu ações ambiciosas para enfrentar as mudanças climáticas. De acordo com ele, um fracasso dos países na COP26 pode levar a "eventos geopolíticos muito difíceis". "Se você aumenta as temperaturas do planeta em quatro graus ou mais, (...) você produzirá escassez (de comida), desertificação, disputa por comida e água e imensas migrações de pessoas. São coisas muito difíceis de controlar, politicamente", advertiu.

"Pedimos aos líderes do G20 que parem de jogar uns com os outros. Escutem o povo e ajam em favor do clima, como a ciência reivindica há anos", declarou à agência France-Presse (AFP) Simone Ficicchia, de 19 anos, ativista do movimento Fridays for Future. Iniciado pela ativista sueca Greta Thunberg, este movimento promoveu, com organizações da esquerda, uma marcha na qual participaram 5 mil pessoas, ontem, no centro de Roma.

(*) Correio Braziliense
www.carlosdehon.com

Consumo de sal nas Américas é três vezes maior que recomendado por OMS

Habitantes das Américas consomem entre 8,5 e 15 gramas de sal por dia, quantidade três vezes maior do que a recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS).
Para estimular novos hábitos, a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), braço direito da OMS, apresentou novas metas regionais para a redução do sal na dieta da população. O principal objetivo é reduzir o teor de sódio dos alimentos processados, incluindo de pães, cereais e grãos, carnes processadas e laticínios. O diretor de Doenças Transmissíveis e Saúde Mental da Opas, Ansel Hennis, lembra que os países das Américas haviam concordado em reduzir o consumo de sal em 30% até 2025.

De acordo com a Opas, a comida processada tem grande quantidade de sal e é muito consumida no continente americano. A instituição lembra que ingerir sal em excesso contribui para maior risco de doenças cardiovasculares, como pressão alta. Por ano, 9,4 milhões de pessoas morrem dos impactos da hipertensão.

Estudos médicos já comprovaram que consumir menos de 5 gramas de sal por dia pode reduzir riscos de doenças do coração e de acidente vascular cerebral (AVC).

Impactos da covid-19

Hennis destaca que a pandemia de covid-19 fez a situação piorar, criando mais desafios para prevenir e controlar fatores de risco associados ao confinamento. Mudanças no estilo de vida também levaram as pessoas a consumir mais alimentos que não são saudáveis.

As novas metas publicadas pela Opas estabelecem consumos máximos do teor de sódio para dezenas de categorias de alimentos. As novas diretrizes também servem para apoiar as políticas regulatórias dos países e tentar estimular uma redução na oferta e na demanda de produtos com excesso de sódio.

Fonte: Agência Brasil, com informações da ONU News

Operação Finados: BPRE da PMCE reforça segurança nas rodovias do Ceará

O Batalhão de Polícia de Trânsito Urbano e Rodoviário Estadual (BPRE) da Polícia Militar do Ceará (PMCE) iniciou nesta sexta-feira (29) a Operação Finados, que deve fiscalizar o trânsito e fazer o policiamento ostensivo preventivo nas rodovias estaduais. A ação deve contar com 358 policiais, 34 viaturas, 30 motocicletas, 16 guinchos, além dos equipamentos de proteção e bafômetro. A fiscalização se estende até a terça-feira (02).
De acordo com a gestão estadual, o foco especial devem ser os motociclistas, mais vulneráveis a acidentes de trânsito. Atuarão na Capital dez postos avançados, e 28 postos de fiscalizações fixas no Interior do Estado e na Região Metropolitana.

Por Yanne Vieira
Miséria.com.br

O termo mudança do clima, mudança climática ou alteração climática refere-se à variação do clima em escala global ou dos climas regionais da Terra ao longo do tempo, afetando o equilíbrio de sistemas e ecossistemas já estabelecidos por muito tempo.

Em uma campanha lançada pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento antes da Conferência de Mudanças Climáticas da COP26, 'Frankie, o Dinossauro' diz aos diplomatas que 'é hora dos humanos pararem de inventar desculpas' e não 'escolherem a extinção' em um discurso na Assembleia Geral da ONU. Gostaria de saber mais sobre a oferta da AFP ou licenciar um vídeo que tenha assistido em nosso canal? Clique aqui, por favor 👉 http://u.afp.com/UBbr Obs: Os serviços e conteúdos da AFP são exclusivos para uso profissional YOUTUBE www.carlosdehon.com

A vigésima sexta conferência do clima começa no domingo, na Escócia. O objetivo é neutralizar a emissão de carbono até 2030.

JR WWW.CARLOSDEHON.COM

Enem 2021: como pais e familiares podem ajudar os estudantes a se preparar para a prova


No próximo dia 21 de novembro, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 terá o seu primeiro dia de aplicação. A prova, que tem como objetivo avaliar o desempenho dos estudantes do ensino médio, é motivo de grande preparação durante toda a fase escolar.

Para obter um bom desempenho na prova, o estudante deve contar com o apoio não apenas dos professores e demais profissionais de sua escola, mas também de seus pais e familiares, que desempenham um papel fundamental para sua saúde psicológica.

Para a professora de história e sociologia Lia Moita, o suporte afetivo dos familiares para a redução do estresse e da ansiedade é um dos pontos principais a se ater. “A presença dos pais é fundamental em todo processo de aprendizagem. Eles podem criar um ambiente de menos tensão, incentivando e encorajando os alunos para a prova e propondo atividades lúdicas aos filhos”, diz.

Já a professora Regina Teixeira destaca que costuma sempre cobrar os familiares de seus alunos a acompanharem sua vida escolar. “É comprovado que os alunos cujas famílias o acompanham têm um aproveitamento muito melhor do que aqueles que a família não dá esse tipo de atenção”, afirma.

O POVO separou uma lista com as três respostas mais comuns dadas pelos professores em relação a como o acompanhamento familiar pode ocorrer durante as fases mais decisivas da vida escolar:

- Ajuda do preparo psicológico com conversas e palavras de incentivo;
- Podem ajudar na compreensão dos conteúdos;
- Podem ajudar a proporcionar um ambiente tranquilo e propício ao estudo.

Fabiano Vasconcelos, pai do terceiranista Nicholas Matias, relata que, embora seu filho seja autônomo nos estudos, sempre procura estar presente e prover a ele cursos de apoio e equipamentos que o deixe confortável. Em sua casa, o estudo é prioridade número zero. Fabiano tenta compensar os momentos em que o filho prefere estudar sozinho pela sensação de apoio, sempre ali para o que ele precisar.

“Se o aluno não possuir ainda uma autonomia de estudar sozinho e se o pai ou mãe tiverem condições e tempo de sentar e orientar, é uma boa opção”, aconselha. E, se possível, tentar proporcionar o mínimo de equipamentos que auxiliem o estudante nunca será demais.

Troca de tiros com polícia deixa 25 suspeitos de mega-assaltos mortos

Suspeitos de integrar quadrilhas conhecidas pelo crime do "novo cangaço" estavam em um sítio na cidade de Varginha, no sul de MG.

Polícia encontrou um arsenal dentro de um sítio na cidade de Varginha (MG)

REPRODUÇÃO/VARGINHA 24 HORAS


Uma violenta troca de tiros, na madrugada deste domingo (31), na área rural de Varginha, no sul de Minas Gerais, deixou 25 mortos. Todos eram suspeitos de integrar uma quadrilha responsável por mega-assaltos a agências bancárias, crime conhecido como novo cangaço.

A informação foi confirmada pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) por meio de nota do Ministério da Justiça e Segurança Pública. A operação contou com o apoio do BOPE (Batalhão de Operações Especiais), uma divisão da PM (Polícia Militar) de Minas Gerais.

Os criminosos foram flagrados em duas chácaras da região. Todos, segundo a PRF, foram socorridos após a troca de tiros, porém, não resistiram.

Os bandidos estavam fortemente armados. Pelo menos 10 fuzis foram apreendidos, "além de outras armas, munições, granadas, coletes, miguelitos (sendo levantando neste momento o arsenal) e 10 veículos roubados", de acordo com a polícia.

Não houve policiais feridos na ação.


R7 www.carlosdehon.com

José Sarto destaca orçamento de R$ 9,9 bilhões e quer transformar a orla de Fortaleza na mais bonita do mundo

 31/10/2021 > DOMINGO

O prefeito de Fortaleza, José Sarto, foi o convidado especial do almoço-debate na sexta-feira (29), promovido pelo Lide Ceará. Em conversa franca com um grupo seleto de empresários, no Hotel Gran Marquise, ele destacou que está trabalhando para transformar a orla de Fortaleza na mais bonita do mundo e para atender às necessidades prioritárias dos fortalezenses. Para isso conta com um orçamento para 2022 de R$ 9,9 bilhões, o maior da história da capital cearense e uma excelente equipe de servidores. Tanto que Fortaleza é hoje a capital do Nordeste que mais aplicou vacinas contra a Covid-19, com 1,5 milhão de pessoas vacinadas e Salvador, com uma população maior, vacinou 1,4 milhão.
 Grupo de Líderes Empresariais multisetorial e multilateral. 
José Sarto - Prefeito de Fortaleza

A presidente do Lide Ceará, Emília Buarque, ressaltou a parceria que deve haver entre os setores público e privado, agradecendo a presença do prefeito no evento. “A mim parece que é um político ponderado, atento às causas sociais e com experiência no Poder Legislativo e é importante conversarmos sobre sua atuação no Executivo”, disse. Ela lembrou que o Lide reúne 150 empresários cearenses, cujas empresas representam um faturamento de R$ 50 bilhões anuais e geram mais de 140 mil empregos no País.

Já o diretor do Lide Ceará, Beto Studart, destacou sua atenção para as questões urbanísticas, da mobilidade e do desenvolvimento econômico. “Inclusive tem a questão da pobreza, pois quando temos a oportunidade de andar pelos bairros mais distantes de Fortaleza, a gente se depara com situações indignas e isso atrasa o desenvolvimento da economia por intermédio do turismo, porque o turista não gosta de ver pobreza, por mais hotéis que tenhamos e mais praias que tenhamos. Queria ouvir de você sobre esses aspectos, sem esquecer que temos um alto índice de violência, degradação ambiental que precisa ser vista, mas sem atrapalhar o desenvolvimento”, afirmou.

Com base no orçamento para o ano que vem, Sarto destacou que R$ 2,69 bilhões (27%) serão aplicados em ações voltados para a saúde, uma vez que Fortaleza é a única capital nordestina que tem 11 hospitais municipais, enquanto Salvador e Recife só têm um, cada. Já para a educação está previsto uma liberação de recursos de R$ 2,4 bilhões (24,2%), pois a rede municipal é a quarta maior do Brasil, com 242 mil alunos e 600 equipamentos escolares. “E pretendo chegar ao final de meu mandato com a Fortaleza sendo a terceira do País em qualidade de ensino”, informou. Já para as ações de urbanismo disse será aplicado R$ 1 bilhão (10,4%).
Elpídio Nogueira, José Sarto e Elpídio Moreira, durante o evento no Gran Marquise

Nestes dez meses de gestão, logo enfrentou a segunda onda da pandemia e lembrou que no ano passado a Prefeitura de Fortaleza ampliou a rede hospitalar em 706 leitos. “Este ano nós construímos 1.030 leitos. No ano passado a Prefeitura recebeu do Governo Federal de custo Covid, mais de R$ 400 milhões. Recebemos este ano R$ 10 milhões e enfrentamos uma segunda onda muito mais forte. Fortaleza, hoje, é a capital do Nordeste com o maior número de pessoas vacinadas, com 76% da população vacinável, vacinada. E até dezembro vamos atingir 100%”, revelou.

O chefe do Executivo municipal falou, também, que foram tomadas inúmeras ações de apoio social e econômico, por meio da distribuição de cestas básicas, instituição de um auxílio emergencial de R$ 200,00 – com o apoio de instituições como a FIEC, a Fecomércio Ceará e a CDL de Fortaleza. Foi feito um pacote de proteção fiscal e um debate com os setores produtivos criando um programa de refinanciamento de dívidas, que se traduziram no adimplemento de empresas que poderiam ir ao sistema financeiro e obter recursos.

“Transformamos Fortaleza num bom ambiente de negócios. Temos uma gestão fiscal reconhecida nacionalmente com a desburocratização na emissão de concessões, permissões e alvarás, para que seja feita de maneira virtual e mais rápida. Temos 2.800 unidades que receberam o Habite-se em 2021 e 25.600 licenças emitidas até setembro passada, que mostra uma retomada, ainda que gradual, da construção civil. Este ano, o Caged colocou Fortaleza como líder do ranking do saldo entre abertura e fechamento de vagas no Nordeste”, salientou o prefeito.

Destacou que as obras da Prefeitura de Fortaleza estão ofertando mais de 12.500 empregos diretos, em mais de 100 intervenções. Lembrou do programa Fortaleza Capacita, em parceria com o Sebrae Ceará, que atende a 30 mil empreendedores. E em parceria com o Governo do Ceará, lançou na semana passada o maior programa de microcrédito orientado para mulheres empreendedoras, o Nossas Guerreiras, contando com um investimento de R$ 55 milhões, com seis meses de carência, pagamento em 30 meses e juros zero.

Emília Buarque questionou sobre inovação e outras ações da gestão Sarto

“E temos agora um programa que brilham os meus olhos. Até a Emília me perguntou o que havia na área de inovação. Temos o Cinturão Digital que é qualificadíssimo, os cabos de fibra óptica e uma grande empresa de inovação tecnológica na Região Metropolitana e criamos o programa chamado Juventude Digital. Temos cerca de 22,5 mil jovens de 13 a 14 anos, que estão no nono ano do Ensino Fundamental e é para esse público que a gente quer direcionar essa oportunidade de inovação tecnológica. Ele capacita no contraturno, dá uma bolsa de monitoria de R$ 200,00 para dois mil alunos, temos uma vertente direcionada para formar programadores e designer, e uma voltada para a área de games, que supera o mercado cinematográfico”, afirmou Sarto.

Na área do turismo, Fortaleza recebe cerca de 500 mil pessoas no final de ano e, pela primeira vez na sua história, terá um recurso dedicado à promoção do destino em feiras nacionais e internacionais, que é de US$ 3 milhões (R$ 16,9 milhões). “Com isso a gente quer consolidar Fortaleza como destino turístico. Saindo da ponte da Barra do Ceará, temos a Avenida Beira Rio, junta ao Vila do Mar, Praia de Iracema, a Beira Mar de Todos e a Sabiaguaba. Será a orla mais bonita do mundo, graças à parceria com o governador Camilo Santana”, ressaltou o gestor municipal.

E para finalizar, lembrou que se todas as condições continuarem avançado positivamente, deverá ser realizado o Réveillon, obedecendo premissas relevantes, para garantir a segurança dos fortalezenses. “Não abrir mão do passaporte vacinal, qualquer que seja o nome que se dê a ele. Temos o Certificado Digital na Prefeitura, outra modalidade, e a gente precisa só unificar essa terminologia. A realização dos eventos e do nosso Réveillon está condicionada ao que os nossos indicadores epidemiológicos apontam”, completou José Sarto.
Uma parte dos empresários e dos integrantes da Prefeitura de Fortaleza posam para foto antes do Almoço Debate 

Portal IN por Pompeu Vasconcelos