Quatro PMs têm prisão preventiva mantida por suspeita de participação em Chacina de Quiterianópolis

Chacina aconteceu em outubro em Quiterianópolis
(Foto: Reprodução/Redes sociais)
Quatro policiais militares acusados de participação na Chacina de Quiterianópolis, em que cinco pessoas foram assassinadas, tiveram a prisão preventiva mantida pelo Tribunal de Justiça do Ceará. A decisão foi proferida pelo Juízo da Vara Única Criminal de Tauá. Nela, o tenente Charles Jones Lemos Júnior, o sargento Cícero Araújo Veras, o cabo Francisco Fabrício Paiva e o soldado Dian Carlos Pontes Carvalho deverão continuar detidos porque, segundo a decisão, a “aplicação de medidas cautelares são insuficientes para a garantia da ordem pública” e não se mostram convenientes à instrução processual.
Os militares são acusados de participar de cinco homicídios em Quiterianópolis ocorridos em 18 de outubro de 2020. Foram assassinados, na ocasião, Irineu Simão do Nascimento, 25; José Reinaque Rodrigues de Andrade, 31; Etivaldo Silva Gomes, 23; Antônio Leonardo Oliveira Silva, 19, e Gionnar Coelho Loiola, 31.

O TJCE aceitou a posição do Ministério Público do Ceará (MPCE) pela continuidade da prisão e se negou, ainda, a retirar do processo uma prova de que uma munição de fuzil usada nas mortes pertencia ao Estado. O Juízo da Vara Única Criminal da Comarca de Tauá destacou ainda que a munição encontrada no local do crime é de um lote específico adquirido pela Academia Estadual de Segurança Pública (Aesp) e usado em alguns cursos em que os PMs acusados eram instrutores.

Fonte: O Povo

Related Post

Quatro PMs têm prisão preventiva mantida por suspeita de participação em Chacina de Quiterianópolis BLOG DO CARLOS DEHON Rating: 5 quinta-feira, 3 de junho de 2021

Nenhum comentário: